Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 23-08-2018 in all areas

  1. 4 points
    Esse domingo realizei mais uma pescaria de fly, dessa vez no Rio Paranaíta. Logo que cheguei percebi que a agua estava muito mais clara que o normal, e isso dificultou muito as capturas. Sem nenhuma ação nos paliteiros, fui tentar na pedreira. Logo nos primeiros arremessos sai um tucuninha: Mais algumas tentativas e nada de ações, até que consegui filmar um ataque bem bonito: Após isso tive mais alguns ataques, uns rebojos lindos na superfície, porém sem nenhuma captura. A partir daqui a câmera acabou a bateria e não consegui registrar mais nada. Na hora de ir embora escorreguei no lodo e cortei o pé numa ponta de pedra, e pra completar estourei o pneu do carro na volta pra casa (Isso me atrasou muito e não pude comparecer no festival com o amigo Alexandre. Bom, fim do dia posso dizer que o saldo foi positivo, por mais que eu tenha passado uma raiva na volta essa filmagem valeu a pena. É isso, obrigado!
  2. 3 points
    Uma família amiga nossa possui uma modesta mas ampla área à beira da represa de Camargos, grande represa que banha algumas cidades, entre elas Madre de Deus de Minas, cidade que abriga o distrito de Brasilinha, minúscula vila junto a vastas áreas de plantio de milho e soja, além de pequenos criadores de gado. A propriedade é simples, mas muito agradável de se estar, contando com uma rampa privada para descer barcos, onde podemos pescar algumas espécias mais comuns na região: traíras, lambaris, tabaranas, tilápias e de uns tempos pra cá, tucunarés. Pode parecer fácil mas na verdade a pesca por ali é complicada, havendo alguns pontos melhores pra tentar tirar alguns desses espécimes da água, sendo que a melhor época vai de meados de setembro ao início da piracema, época que sempre se mostrou muito promissora, com traíras de bom tamanho mordendo tudo literalmente na beira da propriedade. O único peixe que sempre tem com fartura é o lambari, facilmente pego com miçanguinha. Dessa vez o irmão de meu compadre pegou algumas traíras no balaio, às margens de alguns pontos conhecidos. Algumas de bom tamanho. Foram poucas, o suficiente para o consumo, sem exageros. Neste fim de semana estivemos lá em família, junto com a família de meu compadre. Uma boa ocasião para forjar minha filhota na arte, já que ela adora pescar os briguentinhos lambaris... Seguem algumas fotos. Local modesto mas cuidado com muito carinho e zelo. O bom, velho e incomparável fogão a lenha, onde preparamos torresmo, couve e angu (já devidamente consumidos com cachaça e cerveja). Essa é a vista da cozinha: Nada mau ter essa vista aos pés... É muito lambari! Minha pequena pescadora, orgulho do pai babão! E assim vencemos o fim de semana, com muito trabalho na beira da represa, do fogão a lenha e da churrasqueira. Eu já avisei a todos que eu só vou tolerar mais uns 112 anos dessa vida, mais que isso eu tô fora.
  3. 2 points
    Olá pessoa, tudo bem? Eu sempre tive vontade de iniciar no fly, até que uns dias atrás surgiu a oportunidade e eu adquiri um conjunto usado, o antigo dono não tinha se adaptado. O conjunto é uma vara Artemis #4, 7,5', da Albatroz, carretilha 3/5 albatroz, e uma linha amarela ja na carretilha, acredito ser a linha amarela da albatroz, mais não tenho ideia do peso já que não tenho nenhuma referência. Não é o equipamento que eu pretendia iniciar, mais pelo preço que paguei valeu a pena pra mim. Depois de alguns treinos e uma traira, e a convite de um amigo resolvi tentar os tucunas. Consegui capturar alguns: As iscas que eu utilizei eu mesmo atei, isso é uma das coisas que mais achei legal no fly. A briga com o peixe também é muito boa. A pancada é menor, acho que por a linha ser elástica o peixe parece que suga a isca rsrs. Eu fiquei com algumas duvidas: eu tiro da carretilha umas 12 braças de linha, depois que arremesso eu venho trabalhando a isca e só paro de recolher quando praticamente esta só o lider para fora da vara. Então, para arremessar novamente tenho que fazer vários false cast para por linha para fora da vara para conseguir arremessar, mesmo usando o double haul tenho que fazer varias fazes pra por a linha fora da vara pra conseguir dar a carga e arremessar. Existe alguma linha que "puxe" a linha fora da vara mais rapidamente? A caracteristica da linha seria distância>precisão>apresentação. É isso, o que posso dizer é que o fly é viciante.
  4. 2 points
    Bom dia Gustavo, Alguns barqueiros ali de Itanhaém fazem turmas avulsas (onde ele junta os pescadores que não podem fechar um barco sozinhos), entra em contato com meus amigos lá: Alex (13) 99757-6032 Guilherme (13) 99727-4956 Ambos possuem bons barcos e organizam semanalmente saídas avulsas, e ambos são barqueiros sacudidos, que acham o peixe, não tendo preguiça de mudar de lugar se não estiver bom de peixe lá. Minha turma de pesca está organizando uma saída para 17/09 e temos algumas vagas ainda para fechar o barco, interessa? Se sim, me manda msg inbox...
  5. 2 points
  6. 2 points
    Chegando em casa a dona da pensão propôs irmos para Avaré neste fds, consultando a Afpesp, ultimo chalé disponível. estarei a tardinha de sábado e ao amanhecer no domingo buscando algum troféu...tomara que o tempo se mantenha assim aquecido. Enfim uma aventura após longo período encruado.
  7. 2 points
  8. 2 points
    Parabéns pela jornada, pescar com a família é sempre bom demais! Esses amarelão ainda quero por na lista de peixes viu ... mas está difícil sair o convite do @Alexandre Fishing rsrs ....
  9. 2 points
    Hoje, na maioria dos casos, as coisas são bem mais fáceis! Pena que muitos não dão valor... e no futuro poucos terão essas reminiscências...
  10. 2 points
    Roger tração e drag são coisas diversas, o que o Ito se refere quando fala de tração é a força que vc precisa fazer para recolher determinado peso, que no caso, ao manivelar o Spirit vc puxa de forma mais fácil o peso que no Cedros...quanto mais rápido for o gear ratio do equipamento menos tração...quanto menos gear ratio mais tração...por isso que carretilhas para pesca oceânica, que precisam de muita tração, tem gear ratio de 2:1 (2 voltas do carretel por 1 da manivela). No seu caso, que vai usar molinete para pincho, tração não é o mais importante, importante é ser bom de arremesso e rápido em recolher....logo o Cedros é melhor...
  11. 1 point
    Obrigado! Nos aqui do MT somos muito privilegiados mesmo rsrs. Valeu!!
  12. 1 point
    Falta de pescaria...Então fiz uma arte: um quadro de iscas ....RS.
  13. 1 point
    Se inveja matasse, eu estava perdido.....
  14. 1 point
  15. 1 point
    Grande Roque, Que pena, meu amigo, que a jornada não rendeu peixes, mas por certo, rendeu pesca, já que andou dando arremessos e só isso, já é bom, embora com peixes resultaria melhor. A esperar, então, que arrumem a ponte, mas isso é assunto para se esclarecer, já que tenho sérias suspeitas de que o governo, quando não quer revelar sua incompetência na gestão da água, prefere inventar estórias de pontes e turbinas precisando reparos e por aí, vai, para encobrir o problema da má gestão da água.
  16. 1 point
    Em um lugar destes, eu nem pensaria em pescar coisa nenhuma, bastaria ficar olhando por horas a fio. Alimento para a alma!
  17. 1 point
    Obrigado meu amigo Bomediano, postarei ao menos uma fisgada, assim espero.
  18. 1 point
    EH ... eh... eh...E foi no gramado do campo de golfe!
  19. 1 point
    Preciso aprender a pescar com esse alligator...ultimamente só pego peixinho....
  20. 1 point
    Buenas povo, Cadê os robaleiro de plantão ai? o que acharam desse camarão novo da Deconto?? Eu particularmente gostei muito e to muito ansioso pra testar.
  21. 1 point
    Grande Mauricio, Percebe-se que foi muito legal! Envio meus parabéns aos organizadores e a todos os que participaram, deixando a mensagem para que sigam promovendo o evento, com o que, certamente a cada ano mais adeptos haverá!
  22. 1 point
    Sim, @RobPesca RS, eu estive pescando aí e no fim da tarde pesquei da ponte, antes de ser proibida a pesca ali; olha, essas tilápias azuis do Pesque e Pague Gabardo conseguem lembrar um tucunaré pequeno, quando são fisgadas, elas correm direto para debaixo da ponte com uma força incrível, não se rendem nunca, quem tem passaguá tem uma boa vantagem sobre quem não tem, porque esperar essas tilápias do PPG cansar leva tempo.
  23. 1 point
    Thaylan, primeiramente bem vindo ao fórum. Cara, não saia comprando caiaques assim meio que no escuro, se puder aguentar um pouco a ansiedade, entre em contato com quem tem caiaque na sua região e experimente os caiaques, tente navegar neles, remar, entrar no mar ... pra depois tomar alguma decisão. Eu particularmente não indicaria o que você viu, com um pouco mais de $$ do preço dele você consegue comprar um barrucuda semi novo que acredito ser melhor que esse K1. Pescaria em alto mar de caiaque não é tão simples, dê uma procurada aqui mesmo no fórum que você vai achar bastante coisa legal sobre o assunto e até indicações de caiaques em outros tópicos.
  24. 1 point
  25. 1 point
    Parabéns Carlos Caffer, tenha certeza que de agora em diante muitas pescarias fantásticas ocorrerão. Eu concordo com os colegas pescadores, cada um com sua experiência deixa claro que a gente se apaixona pelo fly, além, é claro, de adotarmos uma atitude completamente diferente em relação ao peixe. Só não esquece que Fly Fishing se treina para sempre viu, cada pescaria é uma história diferente da outra, e treinando você aprende lidar com seu equipamento em qualquer situação. Seja bem vindo ao mundo do fly e boas pescarias!

Parceiros: www.petsEXPERT.pt