Leandro Francisco

Pescaki V.I.P
  • Total de itens

    1.996
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    61

Leandro Francisco last won the day on June 17

Leandro Francisco had the most liked content!

Reputação

997 Ótima

2 Seguidores

Sobre Leandro Francisco

  • Rank
    VIP
  • Data de Nascimento 17-03-1968

Informações Pessoais

  • Localização
    São Paulo
  • UF
    SP
  • Sexo
    Masculino

Previous Fields

  • Nome Real
    Leandro
  • Sobrenome
    Gofert
  • Estilo de Pesca
    pesca de caiaque, pesca em alto mar, iscas artificiais

Últimos Visitantes

3.261 visualizações
  1. Tem um guia na região chamado Toninho que tem uma pequena pousada na beira do rio, aluga barcos, vende iscas, o contato dele é pelo facebook: https://pt-br.facebook.com/toninhopescariojuquia/ Com certeza ele é a pessoa certa para dar mais informações sobre a pesca na região.
  2. Uau! 1200 HP...essa lancha faz Santos a Luanda e um dia de viagem...
  3. Os tambas recusarem pela água fria, vá lá, mas pintados, carpas, catfishes...esses aí continuam a comer normalmente.
  4. Com o calor que está fazendo (ainda mais na região de Ribeirão Preto), nenhum peixe estava interessado em comer? Só há uma explicação, o dono do pesqueiro entupiu o peixe de ração na noite anterior ao campeonato...
  5. Resposta publicada no Globo Rural há um tempo atrás: A taboa, espécie vegetal também conhecida como bucha, capim-de-esteira, espadana, landim, paina, paineira-de-flecha, partasana, pau-de-lagoa, entre vários outros nomes, é uma planta aquática típica de brejos, manguezais, várzeas e outros espelhos d’água. Mede cerca de dois metros de altura e na época de reprodução apresenta espigas na cor café contendo milhões de sementes – que se espalham pelo vento. Muita gente acredita que a melhor (e mais ecológica) alternativa para acabar com a taboa é realizar cortes sucessivos, sem deixá-la semear. Deve-se cortar a parte aérea se não puder arrancar a planta. Para evitar que ela volte a proliferar, plante no local espécies preferencialmente nativas e ornamentais apropriadas para solo úmido e pantanoso. A modificação do ecossistema local, reduzindo a margem úmida do lago, também deve trazer bons resultados. A taboa não tolera ficar submersa por muito tempo ou em terreno bem drenado. Alguns proprietários rurais introduzem no ambiente aquático o peixe herbívoro carpa-capim, que ajuda no controle das taboas. CONSULTOR: JORGE MENESES, biólogo e consultor em piscicultura, tel. (11) 3081-4128, tecnofishconsultoria@uol.com.br
  6. Muito legal, essas lagoas pequenas aí da região são um verdadeiro playground do pescador...belas capturas.
  7. Leandro Francisco

    El sombrero...

    Dizem que esse causo aconteceu no México, na cidade de Guadalajara e foi assim. Um mexicano gordo, bastante sujo, muito bêbado, roupa surrada, entra na igreja durante a missa, com seu violão preso a uma cinta nas costas e na cabeça aquele típico chapelão mexicano. O nosso personagem passa a primeira fileira de pessoas, uma delas sussurra para ele: El sombrero señor! Passa a segunda fileira, outro cutuca ele: El sombrero, el sombrero!! Passa outra fileira, a mesma coisa: El sombrero, señor! El sombrero! E assim foi, até que nosso personagem chega na frente, do lado do altar, onde o padre fazia a missa, este para a reza no meio, olha para o gordo com chapelão e fala: El sombrero, por Diós hombre! Finalmente o gordo se vira para as pessoas, respira fundo e diz: Ya que ustédes insisten, de Pablo y Gimenez yo cantaré El Sombrero!
  8. Valeu Miguel, ultralight tem se tornado um vício...com esse material consigo fazer qualquer captura acima de 1 kg virar uma briga memorável.
  9. Não sei se é viável para você, mas o que o pessoal que vai participar de campeonato faz é treinar no pesqueiro antes do dia da competição, aí conversa com o pessoal do pesqueiro e pega as dicas de quais iscas e tipos de chicote são mais eficientes. Difícil alguém aqui no fórum conhecer esse pesqueiro, teria de esperar alguém aí da região se manifestar. O que pode demorar e não acontecer antes do campeonato.
  10. Ôooooo bagre fominha sô! Mesmo com a boca dolorida do anzol voltou a fisgar (e doze vezes)?

Parceiros: www.petsEXPERT.pt