Gilson Neto

Pescadores
  • Total de itens

    58
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

33 Ótima

Sobre Gilson Neto

  • Rank
    Posso pescar por aqui?
  • Data de Nascimento April 22

Informações Pessoais

  • Localização
    Recife
  • UF
    PE
  • Sexo
    Masculino

Previous Fields

  • Nome Real
    Gilson
  • Sobrenome
    Neto
  • Estilo de Pesca
    Pesca Esportiva em geral: Barrancos, manguezais, Pesca de Praia,etc...
  1. Segundo o perfil dele, é de Santos-SP.
  2. Não sou muito de postar e a frequência com que estou indo pescar é pequena. Sábado peguei um Camurimpim/Baby Tarpon de aproximadamente 62cm. Quando fui tirar a foto, vi que tinha esquecido o celular em casa Em minhas próximas pescarias, vou tentar fazer alguns relatos aqui no fórum
  3. Sim sim, sei da existência da Tornasol, mas como falei, o que me intriga é o tamanho da Malabaricus. A matança vem acabando constantemente com as espécies. Depois, os mesmos que matam, reclamam dizendo que não tem mais peixe e colocam a culpa na poluição (que também tem lá sua parcela de culpa). É complicada a situação...
  4. Que show de material Engenharia muito interessante essa para arremesso... Arremessar como molinete e recolher como carretilha... GENIAL!!!
  5. Entendo... Infelizmente essa é a realidade da maior parte do território brasileiro :( Obrigado pela resposta. Já tinha uma noção de que a pesca predatória fosse um dos fatores, mas achei que no caso das traíras o problema variasse de acordo com o território.
  6. Verdade @Renato Fisherman, essa "cultura" de matança não é de hoje que existe, mas acredito que se o governo trabalhasse contra isso e aplicasse multas severas, muita coisa iria acabar ou pelo menos diminuir... fábricas jogando seus resíduos em rios é um exemplo, mas se gera dinheiro pro governo, é o que interessa à eles. Não vemos campanhas de conscientização, pois o governo não se preocupa em investir dinheiro nisso, infelizmente. Começo do ano, fiz uma petição online solicitando a despoluição de uma lagoa urbana de um bairro próximo ao meu, onde costumo pescar com os amigos, mas até agora, nada foi feito. Até consegui que um vereador entrasse em contato comigo, mas por problemas pessoais/saúde, acabei não podendo dar continuidade ao assunto. Porém, irei dar início a uma pauta mais formal para tentar entregar à este vereador para ver se conseguimos tirar algumas ideias do papel.
  7. Acho que a explicação do @Alexandre Fishing serve para todos os tipos de peixe, mas eu gostaria de saber que "bipolaridade de tamanho" é essa das traíras*, que conseguem ser bem maiores na Amazônia e no sul do Brasil, mas na maior parte do Nordeste, mal passam de 1 palmo PS*: Não estou falando do trairão (Hoplias macrophtalmus)!!!! Falo da traíra (Hoplias malabaricus).
  8. Só borrachudo giganteSe existisse preservação, COM CERTEZA teríamos exemplares desse porte. Há alguns anos, grandes exemplares eram capturados aqui em Recife-Pe, na praia de Boa Viagem. Mas a pesca predatória é tão grande que dificilmente encontramos algum desse porte.
  9. Em "homenagem" ao Albafar, o T-Rex das águas, de quase 5m encontrado nas profundezas do oceano.... Tocando agora: "Guns N'Roses - Welcome to the Jungle"
  10. Sim sim... só em Porto. Não sei ao certo se é todo o litoral de Porto, mas a parte das piscinas naturais com certeza é, por ser ponto turístico. Tem outra parte lá que também não é aconselhável pescar, a Praia do Cupe, por ser uma praia muito movimentada por surfistas em algumas épocas.
  11. O bom de Porto de Galinhas é que o litoral é área preservada. É proibido pescar! Com isso, força a galera a ter que ir pescar a uma certa distância da costa. Não parece, mas isso ajuda muito a preservar o local

Parceiros: www.petsEXPERT.pt