Vladimir Ferreira

Moderador
  • Total de itens

    4.086
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    6

Vladimir Ferreira last won the day on December 30 2015

Vladimir Ferreira had the most liked content!

Reputação

324 Ótima

3 Seguidores

Sobre Vladimir Ferreira

  • Rank
    A PdP sempre será amor, prazer e dedicação!!!!
  • Data de Nascimento 17-09-1958

Informações Pessoais

  • Localização
    S. J. dos Campos - SP
  • UF
    SP
  • Sexo
    Masculino
  • Interesses Pessoais
    Tudo que seja relacionado à Pesca de Praia. Objetivando somar conhecimento e também para divulgá-la.

Previous Fields

  • Nome Real
    Vladimir A.
  • Sobrenome
    Ferreira
  • Estilo de Pesca
    Pesca de Praia

Últimos Visitantes

20.629 visualizações
  1. Vladimir Ferreira

    Avaliação da linha NanoFil

    Quando criei o tópico abaixo (03/08/2012), foi criado um clima de que esta seria uma linha revolucionária, Porém na ocasião eu já fiz algumas observações, alertando que era muito cedo para emitir uma opinião mais conclusiva sobre este produto que chegou ao mercado em julho de 2012, para ser utilizada na PdP, antes de utilizá-la por um período mais prolongado. http://www.pescaki.com/index.php?/topic/39922-linha-nanofil/page__hl__nanofil Após este período o que eu destacaria positivamente é que ela se mostrou ser bastante forte, já que fiz algumas capturas bem significativas, principalmente de raias, que exigem muito, não só da linha, mas também do pescador e de todo o equipamento. Elasticidade zero, que nos dá uma ótima percepção das “batidas”. Das vezes que tive algum problema de cabeleira, não foi difícil desfazê-la. Porém ela apresentou vários pontos negativos quando utilizada em nossa modalidade: - Muito ruim para fazer união como linhas monofilamento, principalmente a de 4 e 2 lbs; - Originalmente ela é uma linha “dura” o que não chegou a ser uma surpresa, mas com o passar do tempo ela não perde esta característica, algo que acontece com as multis, apesar deste produto ser bem diferente, tanto que o seu fabricante criou para ela uma nova classe de linha, Uni-Filament. - Por ser clara, ela suja com muita facilidade, ficando amarelada, com o aspecto de linha velha. - Baixa resistência a nó quando temos que amarrá-la diretamente a snaps e giradores; - Com o passar do tempo ela deixa de ser redonda e torna-se uma fita (achatada); - Acentuada abrasão, principalmente por conta da areia e dos cristais de sal que se acumulam nos passadores, fazem que ela vá gradativamente desfiando em pontos distintos; - Comparada a outra linhas a sua vida útil é pequena; Só que não posso de forma alguma condenar o produto, já que por tudo que pude apurar, ela não foi desenvolvida para enfrentar as adversidades severas não só da praia, mas também da água salgada em geral. Portanto para a nossa modalidade que é o que nos interessa, eu não creio que a sua utilização seja a mais indicada.
  2. Vladimir Ferreira

    Camarão

    Na Pesca de Praia a isca mais utilizada sem dúvida alguma é o camarão, sendo assim, nada melhor que estar abordando sobre ela, dando algumas dicas importantes, desde a sua escolha na hora de comprar, preparação, armazenamento e também algumas maneiras de iscar. Sempre procuro comprar o camarão quando ele está chegando, a espécie mais comum de ser encontrada e também a mais em conta e o sete-barbas. Para comprá-los eu sempre vou à procura nos entrepostos ou nas colônias de pescadores, que normalmente ocorre bem cedo ou no final do dia. Para verificar se eles estão realmente frescos, basta observar a coloração, brilho e a aparência de "lote". Cuidado em alguns lugares eles costuma fazer o que eu chamo de montinho, pegam os mais frescos e vistosos e colocam por cima, deixando por baixo as sobras dos dias anteriores, isto ocorre muito. Depois de escolhidos e adquiridos o passo seguinte será é tirar a cabeça e dar uma lavada em água corrente. Se ele realmente estiver fresco e não for lavado, rapidamente ele irá ficar preto e irar ficar cheirando mal. Depois de lavá-los eu deixo que escorram por algum tempo, coloco em uma vasilha de alumínio e finalmente coloco esta diretamente no gelo em uma caixa térmica, esta é a temperatura ideal para mantê-los por várias horas, sem alterar as suas principais características. Para iscar eu prefiro fazê-lo de duas formas, pedaços e filé, ambas com eles descascados: Para tirar o filé, com a ajuda de uma boa tesoura, gosto das cirúrgicas, primeiro eu corto uma fina tira de suas costas e depois abro e tiro os dois filés. Para cortar em pedaços também gosto de tirar esta fina camada. Estes abaixo são filé de camarão branco, também uma ótima opção, principalmente quando programo as minhas pescarias para algum lugar mais distante, que exigem longas viagens e vários dias de pescarias. Iscando um filé de sete-barbas: Em filé ou pedaços com azóis maiores, eu gosto de amarrar com fio elástico: Mesmo depois de algumas horas na praia veja como eles ainda estão: O camarão com casca inteiro, também pode ser uma boa opção para se pescar próximo a costeiras, lages e recifes. É isto aí, espero de alguma forma estar contribuindo, já que este vem sendo um dos assuntos debatidos ultimamente e também uma ótima oportunidade para que todos possam fazer seus comentários, sugestões e questionamentos. Em breve espero fazer novos tópicos, abordando mais algumas iscas, por exemplo, tatuí (tatuíra), sarnambi, corrupto e minhoca de praia. Abçs,

Parceiros: www.petsEXPERT.pt