fabio barbosa

Pescadores
  • Total de itens

    63
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 neutro

Sobre fabio barbosa

  • Rank
    Posso pescar por aqui?
  • Data de Nascimento 28-10-1975

Informações Pessoais

  • Localização
    BRASIL
  • Sexo
    Masculino
  • Interesses Pessoais
    Popper, Sticks e Jigs

Previous Fields

  • Nome Real
    fabio barbosa
  • Estilo de Pesca
    cast e jig

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Aprendi nos costões de Floripa da época da faculdade ....kkkk
  2. O recorde de GT é estimado em 75 kg pego em Tokara no Japão por Koso Okubo, Segue um video de GT de 30Kg (estimado tb) feito no inico deste ano nas ilhas Marquesas pego nas pedras também. http://www.youtube.com/watch?v=7Y4xU4HWdBI Celsão vamos bater esse no final do ano kkkkkk
  3. fabio barbosa

    Teles Pires

    Amigos pescadores, Todo ano temos uma turma diferenciada que faz uma pescaria na Amazonia, esta turma é composta por pessoas de 8 a 78 anos. Então temos que escolher um local que é compativel com o ritmo de todos que compõe tão eclética turma. Este ano descidimos ir ao Teles Pires ficar no Mantega. Pegamos o rio subindo e os peixes de couro estavam muito "matreiros", apesar disto conseguimos pegar alguns, incluindo uma Pirara monstro estimada em 55kg pelo pessoal da pousada. O local do rio entre as 7 quedas e o passo do macaco será um futuro reservatório para duas hidrelétricas que serão construídas. Vale a pena conferir antes que este trecho de rio vire um lago. Abaixo fotos da pescaria abs
  4. Gustavo, td certo? Fazem 3 anos que estou tentando adaptar uns pirarucus na minha região (que é um pouco mais quente que a tua) e todo ano eu compro 5 ou 6 Pirarucus de 25 30 cm em dezembro que é um mês quente, em maio no máximo junho estão todos mortos. Amigos biólogos me dizem que eles morrem de "pneumonia" por causa do frio. Tua região é fria no inverno e dizem que o problema é porque eles respiram o ar frio do inverno e contraem a doença. Lenda ou não eu nunca consegui que nenhum sobreviva e este ano não vou tentar de novo. Comprei em http://www.pisciculturadinamarca.com.br/especies-produzidas/22-pirarucu . Abraços Boa sorte
  5. Respondido, porém gostaria muito que vc disponibiliza-se o teu resultado final aqui no forúm e se possivel posteriormente um link da tua tese final. Tenho vontade de ler mais materias cientificos a respeito deste tema. Valeu Abraços
  6. Marketing!! Enquanto as outras marcas fazem 500 iscas de um tipo por trimestre eles fazem 120 e só. Com varas a mesma coisa, então cria um sentimento de falta no mercado, as pessoas pagam mais para a ter a vara que não tem a venda, mas escutou que é a melhor, assim o preço vai subindo e a marca vai aumentando suas margens. Os caras são muito bons nisso. Hoje em dia no quesito qualidade as marcas estão muito iguais não tem nenhuma que se destaca demais das outras. Tem sim, qual marca o pescador/individuo vai se identificar e comprar. Falar que a Carpenter é melhor que a Fisherman que é melhor que Smith e assim por diante é pura discussão ideológica. No final o que manda é tirar o pegar peixe e fotografa-lo saindo vc e o peixe inteiros. E nessa questão todas as marcas tops do mercado cumprem a função direitinho. AB
  7. Captão, isso mesmo, com o nome Temple Reef optamos por não colocar mais o nome do fabricante do Blank, pois 90% usam a mesma tecnologia de fabricação para as varas que usamos (jig e pop) e o que temos notado é quanto mais especifico formos ao pedir a "construção" de um tipo de blank para montagem de varas, os blanks estão saindo muito parecidos em todos os sentidos, drag, bend, backbone, tipbend, etc. Até os custos estão iguais, nada além de 10% até para a Daiko que faz para Carpenter e outros. Ta ficando igual a motor de F1 tem umas quatro fabricantes motores e o resto é desenvolvimento de cada equipe..kkkk Quero muito que engate uma Albacora enorme com essa vara !!! ABS ABS
  8. Capitão, ainda são sim!! Estamos desenvolvendo agora uma Stealh (numero 2) nova tamnho 7´8 com mais dois forncedores de Blanks além da Smith e pelos testes até agora meu voto é pelo blank da Zenaq. Porém sou só um voto de 5. Assim que sair dou um pulo aí para testarmos no campo de batalha baiano. Abraços
  9. Celso, Normalmente as Smiths tem garantias "eternas". Um amigo quebrou uma em FIJI agora em Janeiro, mandamos para a www.jdmtackle.com (fale com o Randy ou a Renee) que enviou à smtih no japão e eles "enviaram" outra vara por 1/4 do preço. Vale a pena tentar esse procedimento, recomendo. Abraços
  10. Miguel, Com esses dois links que o Mauricio ja postou da para iniciar contatos e também vale a pena entrar em foruns de pesca internacionais como http://www.deepjigging.com/. Cadastre-se e pergunte se alguém tem alguém que possui informação a respeito, pois nesse forum tem bastante europeus participando que podem lhe dar dicas sobre o local, quem faz operações por lá, etc. Abraços e boa sorte
  11. Henrique a ultima vez que cotei em setembro era +ou- 6.000 U$ apartir de Santa Cruz de la Sierra.
  12. Henrique Video do Tsimane Lodge, é uma operação de FLY e somente FLY, custa bem caro. Se quizer saber mais ai vai o link da operação http://www.tsimanelodge.com/ ABS
  13. O seu DVD nas ilhas Fiji, ficou sem noção, na minha opinião foi o melhor DVD que vi até hoje, parabéns a vc e toda equipe pelo profissionalismo.

  14. O seu DVD nas ilhas Fiji, ficou sem noção, na minha opinião foi o melhor DVD que vi até hoje, parabéns a vc e toda equipe pelo profissionalismo.

  15. Reginaldo, Esta operação suporta mais de 10 pessoas pescando ao mesmo tempo e ficam no barco por pelo menos 10 dias. Nos EUA a pesca com jiggs ainda é pouco difundida entre a totalidade de pescadores que existem, principalmente na costa Oeste. Essas operações navegam muito tempo até encontrarem um cardume ou mesmo mais de 100 milhas até chegarem aos locais dos olhetes e olhos de boi. É bem comum estes tipos de operações e barcos e a maioria pesca com carretilhas e iscas vivas, mas acredito que em pouco tempo haverá uma mudança nessa pratica, pois os asiaticos migraram fortemente para esta região dos EUA nos ultimos anos e existirá a tendência de uma grande influência deles no modo e na pratica de pesca daqui para frente. Eles matam peixe sim e muito, mas nos EUA as regras são rigidas e existem limites minimos e máximos e a enorme maioria cumpre as regras. Penso eu que é por isso que existem mais pessoas pescando por lá do que aqui e ainda continuam tendo muito peixe nos litorais dos EUA, tanto Leste quanto Oeste.

Parceiros: www.petsEXPERT.pt