Leo Verhalen

Pescadores
  • Total de itens

    221
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

82 Ótima

1 Seguidor

Sobre Leo Verhalen

  • Rank
    Já estou me enturmando!

Previous Fields

  • Nome Real
    Leonardo A. Verhalen
  • Estilo de Pesca
    agua doce (rios e represas)

Informações Pessoais

  • Localização
    Sao Paulo
  1. Fala! Pode ser que não tenha traíra, mas pelo menos um guarú tem que ter!!!
  2. Realmente impressionante Odimir! tanto pela qualidade como quantidade atada. Vou usar estes modelos de inspiracao pois quase nunca ato streamers. Esse cabelo sintetico comum serve ou teria que ser algo mais especifico? Abs
  3. Fala pescadores, Alguem sabe se existe o camaraozinho de agua doce na represa de Paraibuna? Funciona como isca para as especies de la? Ja usei imitacoes de ninfas de libelula (fly) com bons resultados para tucunare. Caso exista o camarao, penso ser melhor ainda pra varias especies inclusive tilapias e piabanhas....
  4. Andei lendo alguns trabalhos de pesquisa e o que acontece em represas com os peixes de piracema varia com a espécie e o ambiente, mas a certeza é que muitos perdem estímulo reprodutivo. Uma pequena parte consegue encontrar os tributários para desova, principalmente quando ocorrem chuvas abundantes. Tudo depende se existe o estímulo reprodutivo e tributários suficientes. Mas a reprodução existe sim, pois se conversar com pescadores antigos, vai perceber que estas espécies de correnteza nunca desaparecem totalmente das represas, apenas permanecem bem raras. Espécies como o mandi e piavas até que conseguem procriar razoavelmente.
  5. Fala amigos, Essa represa já saiu há mais de 10 anos em uma matéria de tabaranas em brotas em uma revista de pesca (não me lembro qual era). Na época mostraram a pesca de Bass nessa represa. Pelo jeito já foram extintos pelo tucunaré. Não entendo essa mania de soltar tucunaré em tudo que é represa, vai chegar o dia que só vai sobrar esse peixe pra pescar. Ainda mais com tanta barragem afogando nosso rios...é o que resta mesmo. O Bass não é páreo para o tucunaré, muito mais agressivo, adaptado e prolífico. abs
  6. Esse local é sensacional! E as tilápias no fly, dá pra fazer uma boa pescaria? abs
  7. Fala pessoal, Minha namorada tem uma casa no Sertão da Barra do Una, litoral norte de São Paulo. Lá passa um riacho raso de águas cristalinas onde já vi uns robalinhos seguindo as iscas. Porém são absurdamente ariscos e manhosos. Alguém já pescou nessas situações e pode indicar o tipo de trabalho adequado e as moscas mais eficientes?
  8. Isso que desanima totalmente!
  9. Só sei de uma coisa: São 45.000.000 de habitantes no estado de São Paulo. Se 2% destes habitantes pescarem, e 80% destes que pescam abaterem uns 5 peixes cada /ano, são 3.600.000 peixes mortos todo ano no estado de são paulo. Isso sem contar o pescador profissional que ainda é permitido nas represas próximas de centros urbanos. Portanto a única saída para Guarapiranga, Igaratá, Mairiporã, Atibainha, Cachoeira do França, Fumaça, Paraibuna, Santa Branca, Piracaia, e tantas outras que temos próximas, seria a proibição da pesca profissional e a redução dessa tal de "cota" de 5kg por pescador, totalmente desatualizada e fora dos padrões ambientais do nosso Estado. Deveriam ser transformadas em parques de pesca-esportiva: para abater peixe tem que pagar uma taxa extra que será utilizada para soltar um exemplar juvenil da mesma espécie e programas de inclusão da população local no turismo da pesca. Não temos compensação ambiental por árvore cortada? e por que não algo parecido para a pesca? A pesca esportiva ainda não é uma realidade no Brasil. Pesca por aqui é relacionada a extrativismo.
  10. Fala Tanikawa, Já ouvi falar desse produto, parece que foi isso que acabou com eles em Paraibuna também, mais a introdução do tucunaré, aí é questão de tempo pro Bass sumir. Frequentei muito lá na infância pois nasci na ZN. Mairiporã está na lista das cidades que cresceram mais de 100% nos últimos 20 anos, e consequentemente a pressão de pesca. Por isso imagino que muita coisa tenha mudado por lá. Mas já anima saber que eles ainda estão por lá. Valeu! abs
  11. Valeu mestre!
  12. Olá amigos!, Da última vez que fui pra Mairiporã já faz mais de 15 anos e saíram alguns Bass. Na época só podia motor elétrico, continua assim? Alguém sabe se ainda tá pegando algum Bass por lá? Quem tiver alguma informação de local para alugar barco agradeço. Quando eu ia alugava barco num restaurante num braço da represa. abs
  13. Parabéns! Escutei esses dias que aquela fartura de tucunarés em Serra da Mesa havia acabado, mas pelo seu relato percebo que ainda tem bastante peixe de qualidade. abs
  14. Fala Guilherme, Infelizmente é a triste realidade em todos os locais. Nosso país está a anos luz de distância de outros países mais sérios que percebem que um peixe vivo gera muito mais valor agregado em toda cadeia turística do que um peixe morto na panela. Aqui nosso baixo nível social da maior parcela da população que pesca para comer não permite ações específicas para o desenvolvimento da pesca esportiva. Pesca por no Brasil ainda é extrativista. É uma questão cultural. Esses dias fui pescar na represa que costumo frequentar e o pescador local tirou sarro de mim sabendo que soltei os peixes. O mesmo deu risada e disse que leva até alevino pra casa. É revoltante e nos faz perder a esperança.
  15. Vai pegar peixe com certeza! Para as pernas tem um elástico de borracha que encontra em lojas de costura que fica bom tbém. Eu faria as asas com as pontas de pena de galo, mas vai do gosto de cada um. Parabéns pelo início no vício! (já era, não tem mais volta).