Odimir

Colaboradores
  • Total de itens

    323
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    7

Odimir last won the day on February 18 2018

Odimir had the most liked content!

Reputação

229 Ótima

4 Seguidores

Sobre Odimir

  • Rank
    começando a responder

Informações Pessoais

  • Localização
    Varginha - MG
  • UF
    MG
  • Sexo
    Masculino

Previous Fields

  • Nome Real
    Odimir Manoel Gaspar
  • Sobrenome
    Gaspar
  • Estilo de Pesca
    Pesca com mosca

Últimos Visitantes

1.359 visualizações
  1. Grandes Maurício e @Tanigawa , no final da década de 60 eu morava em SBC e pesquei muito nos canais do Casqueiro. Durante três anos pesquei sem falhar um único final de semana, e este comentário me fez sentir saudades. Naquela época pescava com camarão vivo que comprava de um japonês chamado Ota. Não existia a cultura de pescar e soltar e o destino de todos os robalos era mesmo a frigideira, e pescava-se muitos naquela época.
  2. Sim, e por que não ? Especialmente se preparadas com molho de alcaparras ou cogumelos shitake, acompanhadas de batatas gratinadas e um bom vinho, preferentemente na Patagônia !
  3. Pessoal, Quando o pescador optar por soltar os peixes, sugere-se seguir as recomendações abaixo que ajudarão sobremaneira na sua sobrevivência e retorno à vida. 1) Amasse sempre as farpas dos anzóis, pois além de minimizar os ferimentos facilitarão a soltura. 2) Reduza a duração do combate usando equipamento e tippets de numeração adequada para evitar a fadiga e o estresse desnecessário dos peixes. 3) Use um passaguá ou net, evitando tanto quanto possível o uso de boga- grips e alicates de contenção. 4) Fotografe os peixes dentro da água, evitando sessões fotográficas demoradas. 5) Reanime os peixes na água antes de soltá-los, quando estiverem prontos seguirão sozinhos.
  4. A qualidade dos equipamentos chineses depende dos fabricantes que geralmente são incógnitos e sem referência para avaliação. Por outro lado, alguns equipamentos como os chineses da Redington, marca pertencente a afamada Sage norte americana, são de excelente qualidade e competem com as melhores marcas. Muitos equipamentos que utilizam marcas de renome também são fabricados na China, e o diferencial está na supervisão e gerenciamento de qualidade exercido por essas marcas. No Brasil, a Flyshop Brasil do Thiago Zanetti faz uma pré seleção, administra a qualidade e importa esses produtos chineses para revenda no Brasil. Neste caso, o risco de compra fica minimizado em relação a compra direta em site chines desconhecido. Abração
  5. Um padrão interessante de emergente atado pelo amigo Guilherme Rodrigues Mercatelli
  6. Muito obrigado Mauricio ! Grande Alex, há bom tempo não nos cruzamos nos fóruns e é um prazer revê-lo em um de meus tópicos. Grande abraço e sucesso sempre Grande Bome, muito obrigado pelos comentários ! É possível que tenha postado no site Peskbem. Abração
  7. Pessoal, Este é um brevíssimo relato postado no MDR, e trata de uma pescaria realizada em outubro de 2014. Acessei o tópico para uma atualização e decidi posta-lo aqui. No inicio de outubro de 2014 estivemos de volta ao Rodeo Los Palos Lodge, na região do Alto Ñirehuao, Patagônia chilena. (Lagos Misterioso, Loguno e Los Juncos). Fomos os amigos Mario Cardin, seu cunhado Clóvis, meu companheiro de pescarias Luiz e eu. O inverno deste ano foi muito rigoroso e pescamos em condições de muito frio, ventos fortes, chuva e neve ! Minha narrativa é bastante simples e minimalista e se baseia em apenas uma truta das muitas que capturamos. Já pescamos em épocas distintas nesta mesma região, mas nossa expectativa de pesca no inicio de temporada é acertar a eclosão de Gammarus,pequenos crustáceos conhecidos como scuds. Contudo como foi dito, as condições adversas e a água com temperaturas muito baixas retardaram a eclosão de scuds. Como esta pesca é feita no visual, lançávamos nossos scuds a poucos centímetros dos narizes das trutas e estas mostravam -se apáticas e inapetentes, ignorando nossas oferendas. [/ É certo que fizemos algumas capturas com scuds e mesmo com moscas secas (atractors), mas longe do rendimento que obtivemos em temporadas passadas. O guia Alejandro Stange (Alejo), que é um excelente atador se apercebeu desta situação mesmo antes de nossa chegada e se apressou em desenvolver e atar ninfas de dragonflies (odonatos), também abundantes nestes lagos. [/i A partir deste momento a pesca melhorou significativamente, visto que estas moscas maiores se tornaram mais atraentes, por certo por conta de uma troca energética mais eficaz sob o ponto de vista das trutas. O clima continuou impiedoso como pode ser visto nesta foto embaçada na qual puxei o zoom tentando fotografar alguns patos selvagens que cruzavam a margem, e flocos de neve podem ser vistos. [/i Por conta das condições climáticas adversas, desisti da pescaria por duas tardes, preferindo me abrigar no calor e no conforto da cabana. [/i Mas a busca por novas moscas continuaram, e aproveitávamos os intervalos na cabana para atar..... [/ E nesta parte da história entra o nosso herói como veremos mais abaixo..... [/ Na manhã do terceiro dia de pescaria, os companheiros optaram por pescar nos lagos Misterioso e Loguno onde o vento açoitava menos, enquanto eu preferi pescar com o guia Alejo no lago Los Juncos apesar dos fortes ventos sempre imperantes neste lago. Já embarcados, o guia Alejo me ofereceu uma mosca na tentativa de resgatar a pesca com scuds. Este scud, agora mais volumoso e supostamente mais apetitoso tinha sido atado com pelos de gato, e decidi testa-lo atando-o à ponta do meu líder 3 X. [/i Ao nos aproximarmos de um paredão, vimos uma truta bem próxima à margem. Esta visão se alternava durante as subidas e descidas do barco pelas ondas formadas pelo vento e que arrebentavam junto ao barrranco da margem. Em uma destas subidas visualizei a truta e lancei a mosca bem próxima de sua posição, que se apercebeu dela, voltando-se em sua direção. A onda arrebentada na margem se retraiu, e a mosca deslizou para baixo. A truta se movimentou mas não se animou a acompanhar o engôdo. Recolhi a linha e aguardei por uma nova oportunidade, até que em uma nova subida do barco pude visualizar a truta e fazer um novo lançamento. A mosca caiu a um palmo da boca da truta, e no refluxo desceu carregada pela onda. Desta vez a truta se precipitou em relação ao scud e antes que o barco descesse no balanço pude ver que abocanhara a mosca. Um toque sutil na ponta da vara, e a truta estava capturada ! Um macho vigoroso que me rendeu bons momentos de luta até que pudesse ser embarcado ! [/ Outras capturas foram feitas até que decidi guardar o scud, porque dispunha de outros "gatos" em minha caixa de moscas. [/i Ao retornarmos à cabana passei a ver o bichano com outros olhos.... Grande abraço Odimir [/i
  8. Excelente oportunidade aos que queiram banhar suas moscas por águas patagônicas, seja por primeira vez, ou para repetir uma experiência fantástica !
  9. Postarei abaixo apenas 2 fotos que te darão ideia de como podem ser feitos. Caso queira iscas afundantes, basta usar chenille enrolado na haste do anzol em substituição a bolinha de isopor. Usando anzol de haste longa como o mostrado nos gafanhotos, o uso de empates poderá ser dispensado. Abração
  10. Sim, acredito que tenha volume e peso para fazer barulho que imite uma semente caindo na água. Pode-se usar anzol de "gap" maior e arame mais grosso para adicionar peso. O EP Fiber pode ser substituído por pelúcia ou craft fur, que uma vez molhado também acrescenta peso na isca.
  11. Obrigado ! Sim, existe diversos atados que imitam frutos e sementes tanto flutuantes como afundantes. Um atado famoso de frutas flutuantes foi elaborado pelo meu amigo Matheus Gaspar e consiste basicamente em uma bolinha de isopor com 10 mm de diâmetro revestida com fibras de EP Fiber nas colorações que se queira. Se encontrar algum video, posto aqui. Abração
  12. Pessoal, Atei alguns gafanhotos para pescar as endêmicas matrinxãs do Velho Chico e tirei algumas fotos com o celular para enviar para meu companheiro de pescarias e aproveito para compartilhar neste espaço. São atados bastante simples e rápidos e abaixo relaciono os materiais utilizados, que podem ser substituídos e modificados em termos de cor e tamanho de forma a atender as necessidades de cada mosqueiro. - Anzol TMC 9394 #4 (4XL) - Fio de atado verde - EVA 1 e 2 mm verde inseto - EVA laranja (sinalizador) - Rubber legs de borracha verde - Polypropilene yarn branco tratado com Water Shed (sinalizador) Grande abraço
  13. Parabéns pelo ingresso no universo da pesca com mosca e pela estreia já produtiva e mostrando resultados ! Pelos teus comentários percebe-se que é um iniciante mas com vontade de aprender. Sugiro buscar videos no YouTube relacionados principalmente às técnicas de casteio. Se possível, busque orientação prática com um instrutor de fly casting ou mesmo com algum mosqueiro próximo. Seja bem vindo e sucesso nos atados e pescarias ! Abração

Parceiros: www.petsEXPERT.pt