Roque Moraes

Pescaki V.I.P
  • Total de itens

    1.369
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    27

Posts postados por Roque Moraes


  1. 4 horas atrás, Armando Ito disse:

    isso parece falso .... naquele tempo não tinha arame ....

    As vezes penso sobre a credibilidade dessas datas arqueólogas, o mundo primitivo foi ontem se analisarmos a evolução da humanidade como ocorre na era moderna.


  2. 12 horas atrás, Domingos Bomediano disse:

    Na verdade, Mauricio, o que estamos buscando é um consenso de cota zero para transporte, mas não para o consumo de um ou dois peixes por dia na barranca. Considero ideal este método, vez que contrastando com a falta de fiscalização lá no rio, há sempre a fiscalização em locais estratégicos para evitar o transporte. Como pode ver, o problema maior está sempre na falta de fiscalização e má conduta do pescador brasileiro, bem como dos pescadores profissionais, que muitas vezes sequer são assim qualificados. Contudo, a ideia não é bem aceita pelo empresariado da área de hotelaria por entender que haverá perda de clientela, o que não ocorre em alguns locais onde este sistema já funciona. E, obviamente, onde houver alguma perda será apenas questão de tempo para uma rápida adaptação. :ok: 

    Ainda vou além grande Bomediano. quando manifesto sobre a natureza e sua preservação incluo tudo flora e fauna, penso que se é proibido logo tudo deve ser , sendo assim no meu ponto de vista os órgãos governamentais que legislam as causas já estão super erradas ao permitir desde que paguem as taxas e tributos: criação de pássaros , caças e criadouros particulares sob o contexto que a espécies foram doadas ou por influencias alguns mantém um zoo particular, o não cumprimento a areas de matas ciliares pelos grandes latifúndios etc, embora não tenha o conhecimento amplo como o nosso amigo HU, visualizei nas suas palavras , o turismo organizado a exemplo dos nossos amigos que se deslocam organizados para a pescaria das trutas na Argentina...areas  sob livre frequência porém monitorada, caso fosse aqui no Brasil, haveria ainda as trutas? - aqueles que são isentos no extrativismo local, são os "laranjas" que abastecem os intermediários no comercio... sejam eles: hotéis, restaurantes e frigoríficos, extrair para alimentar a família é levar a mesa.


  3. Em 13/08/2019 at 12:14, Mauricio. disse:

    P6znyY6.gif

    Sê fosse aqui...as funerárias estariam lucrando com mais três presuntos. 


  4. Conclusão obvia:

    Concluída na leitura acima nas ilustres palavras dos amigos, cota zero somente ao pescador amador esportivo que se desloca longas distancias não importando o meio utilizado, não importando se houve gastos financeiros ou não, afinal ele não foi lá para recuperar os valores com peixes, a nível de legislação o importante é fazer com que esses deixem aos cofres públicos os valores de taxas que o autorizam ao menos por estarem no recinto...apenas estes, porque os nativos do local e os "profissionais" precisam e necessitam de livre arbítrio...é a mesma legislação aplicada na proibição na extração do palmito.

    Sabem quando haverá o entendimento? - quando o próprio necessitado, somado a outros fatores que degradam os rios, acabarem com a vida que ainda se encontram em variedades de espécies e tamanhos, haja vista , as reportagens já documentadas por ex: rio São Francisco, onde algumas localidades documentada, o ribeirinho "meteu a boca no trombone" reclamando que nas redes e tarrafas ja não retiravam o sustentos da família, na imagem inúmeras embarcações atracadas, vilas de casas invadindo as águas, lixos e mais lixos...etc. 


  5. 4 horas atrás, Saverio disse:

    Tem um casal desta belas aves que eu alimento no meu quintal. Pego bananas já muito maduras na quitanda de um conhecido meu e é a festa das sabiás, sanhaços, saíra 7 cores, gaturamo, bem-te-vi, guaxo preto e outras mais. Até tucano do bico verde já deu o ar da graça.

    Também faço isso Saverio, no quintal de casa tenho ninhos, alimentos , água para beber e banhos, levo da quitanda saco de coleta para as margens de rios , afinal não ensinaram os animais a chupar cana de açúcar ainda.

Parceiros: www.petsEXPERT.pt