Wesley Souza

Pescadores
  • Total de itens

    15
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 neutro

Sobre Wesley Souza

  • Rank
    Posso pescar por aqui?

Informações Pessoais

  • Localização
    Paranavaí
  • UF
    pa
  • Sexo
    Masculino

Previous Fields

  • Nome Real
    Wesley Jose
  • Sobrenome
    de Souza
  • Estilo de Pesca
    desembarcada
  1. Boa tarde companheiros pescadores, Novamente solicito a vossa valiosa ajuda. Estou prestes a comprar um Caiaque, inicialmente estava bem inclinado por um duplo, mas são vários entraves que passei a reconsiderar a ideia, pois me surgiu a possibilidade de comprar Dois Simples em vez de um duplo, alguém já teve essa experiência? Seria mais negócio se os preços de um duplo e dois simples estiverem próximos? Estou considerando os seguintes modelos para o Caiaque principal: - Shark da Lontras; - Caiman 100 ou 125; - Combat Fishing ou Samurai; Caiaque Secundário: - Hunter Fishing; - Lontras Pro Fishing; - Caiman 100; - Robalo da Caiaker. Se puderem fornecer informações a respeito muito agradeço, minhas maiores dúvidas são sobre os modelos do caiaque secundário, especialmente o Lontras Pró Fishing a respeito de sua estabilidade, é possível pescar em pé? E o Caiaque Robalo, os materiais de construção são bons? Pergunto pois a respeito do Mero (caiaque duplo da Caiaker) ouvi relatos que o Casco deforma com facilidade, principalmente na exposição ao sol e com bagageiro carregado, será que o mesmo ocorre com o Robalo (Caique de porte menor). Desde já obrigado, abraços e boas pescas.
  2. Bacana camarada, então você também usará o motor no barco, certamente terá muita versatilidade a seu dispor. Então Atilio, pelo que pesquisei realmente os motores a combustão entregam uma potência muito maior, a questão é trabalhar bem as adaptações, notei que há vendedores por aí ofertando kits para montagem em caiaques, a própria pantaneiro tem no site deles kits para adaptar o Jet Turbo em vários caiaques, inclusive com o bastão alongador para controle do motor, porém não encontrei para o Jet Hélice, que ao meu ver seria melhor. Tem visto a respeito? O que acha da construção e refrigeração destes motores? Li algumas críticas sobre a fragilidade deles, por serem refrigerados a ar, especialmente num eventual "banho" na água, em que tais motores estariam condenados, diferentemente de motores construídos especificamente para náutica, como nos casos dos motores de popa tipo o Toyama 2.5 HP e Mercury 3.3hp, o que acha deles amigo? Abraços
  3. Maravilha amigo, certo, e já definiu qual libragem do elétrico que vai usar? Isso envolve diretamente a questão da bateria a ser usada, e de conseguinte, influência direta no peso. Confesso que tive muita resistência com a ideia de motores elétricos, seja pelo peso agregado da bateria como a potência mais branda, mas depois, estudando melhor e considerando que o caiaque é uma embarcação pensada em princípio para remos, o motor deve ser apenas um plus ou uma salvaguarda para deslocamentos mais longos, estou repensando a ideia de motorização e considerando também os elétricos. Abraços e boas pescas, a propósito, belo tucunaré
  4. Bom dia Atílio, muito bons seus relatos amigo, vou dar mais umas sondadas em informações, eu quase comprei um seminovo mas foi vendido muito rapidamente pois a oferta (não tenho todos os detalhes) era muito boa. Em tua experiência, você acha que o Jet Turbo é mais negócio que um Jet Hélice ou até mesmo motor elétrico? Pelo que sondei, qualquer tipo de motorização, por mínima que seja em potência exige Arrais... Abraços camarada, obrigado.
  5. Pontini Boa noite camarada, interessante essa experiência do seu amigo com o Samurai, o Explorer eu cogitei também, mas fiquei um pouco receoso quanto ao tamanho de 3,60m (os caiaques normalmente de dois lugares que encontrei chegam perto dos 4,00m), mas talvez eu tenha me expressado mal, em 90% das minhas pescas irei sempre em duas pessoas no caiaque, e das poucas vezes que eu for sozinho nele, irei com outros amigos caiaqueiros, mas sozinho efetivamente falando não pretendo ir, principalmente por questão de segurança, já pesquei muito de barranco e tenho noção dos perigos que envolvem uma pescaria, pois mais simples que sejam, se você tiver sozinho eles se potencializam muito, esse tem sido um lema, é até mesmo uma exigência de minha patroa, que eu não vá para o rio sozinho...Mas enfim, até onde sei o Caiaque Samurai é muito bem elaborado e com vários recursos, salvo erro bem superior ao Explorer, se seu amigo conseguiu adaptar bem uma outra cadeira nele, creio que fez um excelente negócio. Mas dos modelos duplos que citei acimam pelo menos o Gamefish385 tem regulagem da cadeira em trilhos, que permite deslocar ela de maneira razoável e usar uma só cadeira se for o caso, veja este vídeo pode favor e compartilhe o que achou se puder. Abraços, novamente obrigado.
  6. Atilio Valnez Boa noite amigo, verdade, existe também o Orca da Lontras, que tem essa possibilidade de instalar a cadeira na posição central, havia me esquecido dele, é um modelo a considerar, mas me diga, na experiência que teve com ele na parte de acessórios, te atendeu bem? Bageiro, guarda objetos bem vedados? Quando sondei ele as opções disponíveis para venda me pareciam ser de um modelo relativamente desatualizado, porém não encontrei novidades a respeito. Eu realmente estou em condições de pender mais para um caiaque duplo, a versatilidade e independência de um simples é incomparável eu sei, porém como citei com amigo Rodolpho, eu tenho filho, além de amigos que sempre vão pescar comigo de barranco e mais raramente barco, e alguns deles em condições financeiras um pouco mais "apertada", aí penso nisso também entende amigo, de fazer um esforço para incluir aqueles parceiros que sempre foram comigo em todas dificuldades de barranco que tivemos, já teve ocasião de irmos apenas em dois, com várias dificuldades, mas ter bons resultados na pesca, então esse é meu contexto, mas vou estudar bem até o momento da compra. Quanto à motorização, seu eu realmente utilizar eu pretendo sim regularizar a documentação, até para eventualmente pilotar barco (pois tem vários lugares de locação por aqui) em certas ocasiões de pesca de maiores distâncias. Novamente obrigado pela recomendação do Orca, e na medida do possível, se puder complementar sua resposta em relação à experiência que teve com ele eu muito agradeço. Abraços
  7. rodolphomerlim Muitíssimo obrigado amigo, preciosas informações, especialmente com sua experiencia com o Caiman 135, que juntamente com o Gamefish 385 da FreeportSports, tem atraído mais minha intenção de compra. Minha situação é um pouco complexa, mas o fato é, de todas as pescas que fiz até então nunca fui sozinho e sinceramente não pretendo ir, quando falo de raramente ir "sozinho" seria apenas eu no caiaque mas com outros colegas caiaqueiros entende? Tenho filho pequeno e pretendo inserir ele na modalidade pouco a pouco também, por isso, mesmo com todas as dificuldades que sei que terei, minha inclinação é muito forte para um duplo, pois até então já pesquei muito de barranco e lhe digo amigo, enfrentei cada aventura rsrs, ou ou por que não dizer loucuras rsrs. Mas só para confirmar, mesmo com o caiaque a remo o Leme faz muita diferença? Minha programação de comprar no fim do ano é principalmente pela questão financeira também, por isso cogitei talvez surgir algo novo no mercado até lá. Tenho ido pescar de barco e barranco com amigos, até lá vou me virando. Novamente obrigado, abraços.
  8. Boa noite Amigo Ricardo, infelizmente pelo que pesquisei, todo e qualquer motor a propulsão, seja elétrico ou a combustão, configura o caiaque em outra categoria de embarcação, sendo necessário não só o Arrais mais também o registro da embarcação na Capitania dos Portos, porém, pelos relatos que observei, quem possui a plena competência para fiscalizar e autuar esse tipo de embarcação seria a Marinha do Brasil, não sendo atribuição das policias ambientais por exemplo, que normalmente averiguam não só a regularidade da documentação de pesca mas também a da embarcação, isso quando abordam barcos e similares. Mas como Lei é Lei, o correto é regularizar mesmo toda a documentação. Abraços
  9. Boa noite amigo, então, entendo quase nada de motores, o pouco que sei foi pesquisando mesmo, e até onde encontrei, as informações sobre a marca búffalo eram boas, mas não recordo de serem exatamente estes modelos que postou. O que sei é que motor de rabeta convencional, aquelas utilizadas em rios com muita pedreira, são um tanto quanto barulhentos e um pouco cansativos de se manusear, já que constantemente você tem que manter a rabeta forçada para que ela fique na posição correta de navegação, mas estas que postou parecem mais com uma rabeta vertical, que seria próxima da estrutura daqueles motores que citei para você. Aguardemos a opinião de colegas mais experientes, eu ando estudando muito motorização para caiaques mas não tem sido fácil encontrar informações consolidadas, até porque, salvo os motores elétricos, caiaques com motor a combustão são relativamente novos, quase não vi fabricantes que ofereçam o kit completo. Abraços
  10. Então Diego, como o amigo Gmarux mencionou a massa preparada com ração de coelho e banana costuma ser muito produtiva e não só para tilápias, dá para ir testando, você vai usar molinete ou vara telescópica ou até de bambu mesmo? Se não for usar molinete creio que não deva se preocupar muito com chicote, ainda mais se o foco é a tilápia, falo no quesito resistência, pois até onde sei as tilápias não oferecem muita resistência, ainda mais considerando serem de pesqueiros, tente sempre usar a menor bitola possível, comigo tem funcionado, já perdi alguns peixes pela linha relativamente fina, isso pode ocorrer é verdade, mas o erro maior foi que a fricção do molinete não estava devidamente ajustada e eram piaparas em Rios de corredeiras, altamente "brigonas", mas com o tempo vamos ganhando experiência. Abraços e boa pesca, depois nos relate os resultados.
  11. Bom dia amigo, existem várias opções, mas os modelos dos motores diferem bem. Tem alguns motores que são apenas adaptações dos motores de roçadeiras/cortadeiras de grama por exemplo, assim, segundo alguns relatos, para uso em uma embarcação eles teriam durabilidade comprometida, já os motores de popa mesmo em tamanho reduzido para caiaque seriam os ideais, porém são mais caros. Mas o que mais me intrigou foram os preços dos pedais, tem pedal que é mais caro que um kit de motor amigo, se você entrar no site da pantaneiro lá tem kits prontos com motor, suporte e barra alongadora para controlar o motor para alguns caiaques, acho que até para esse da Brudden, mas o motor é o Jet Turbo, pelo que notei os motores com hélice se saem melhor, no caso deste do vídeo que postei é o Jet Helice. Abraços
  12. Boa noite amigo, estou estudando a compra de um caiaque, e quem sabe, motorizá-lo. Um dos pontos que já resolvi comigo é o seguinte, se for motorizar, irei de motor a combustão mesmo, além de entregar mais potência e ter mais autonomia, o conjunto todo pesará menos, no caso do elétrico só a bateria estacionária que acompanha o kit já pesa consideravelmente, ao menos pelo que pesquisei. Os motores mais em conta que encontrei parecendo ser ótimas opções são pantaneiro Jet Helice e o Toyama de Popa 2,6 hp, veja estes vídeos:
  13. Boa noite Diego, tenho pouca experiência com Tilápias, mas vou relatar o que sei, normalmente nos pesqueiros que fui, eles próprios tinham uma "massinha" que utilizavam no trato dos peixes, neste que vai não tem? Em casas de isca tem uns kits para preparar massas, dá para você comprar e levar para preparar lá, de preferência com a água do lago. Outra coisa, cuidado ao manusear a massa ou outra isca, minha última experiência mostrou que mexer na massa após ter passado protetor solar foi terrível para afetar a pesca, se for usar o protetor, passe antes, depois lave muito bem as mãos, por ser água parada e lago pequeno, a tendência é que a sensibilidade delas aos aromas "estranhos" seja muito maior. Quanto ao chicote, use a linha de bitola mais fina que conseguir, evite encastoador, se usar chumbo, opte pelo menor possível, eu tenho usado uma linha de mono com banho de fluor carbono da mazzafero, até então a melhor linha que utilizei, o modelo é trilon, bitola 0,28 na cor verde e peguei várias piaparas e outros peixes com ela, curiosamente usando a mesma linha com bitola pouco maior as ações diminuíram muito, o ruim é que está difícil achar esta linha no mercado, até na internet está escasso, parece que tem uma opção da Raiglon . Abraços e boa pesca
  14. Wesley Souza

    Caiaque Duplo

    Boa noite pessoal, pesquisei sobre caiaques duplos mas encontrei praticamente nada, portanto, peço-lhes licença para postar este tópico e contar com vossa valiosa ajuda. Estou muito inclinado a comprar um caiaque duplo para pesca, domingo passado tive uma experiência formidável com um um Mako 110 na Represa de Sérgio Mota, no Rio Paraná, peguei enormes ondas e marolas e tive uma certeza: O Caiaque é sim uma embarcação muito segura, tive dificuldades com a remada, ventava muito, as marolas sacudiam o valente Mako mas em nenhum momento ele deu sinais de que iria sucumbir. Depois fomos a um braço do rio, águas calmas, com um barco rebocando o caiaque, pesquei em pé tranquilamente com o caiaque, senti muita estabilidade, então, minha vontade de ter um caiaque aumentou muito, porém, tenho vários entraves que tentarei relatar de forma resumida, pois a busca por um caiaque duplo que preencha vários requisitos não tem sido fácil, então vamos lá. Listarei as opções que encontrei bem como as ressalvas que visualizei de cada uma delas, segundo vídeos e relatos esparsos que encontrei por aí, até mesmo as avaliações em sites de compras: - Caiman 135 - o maior deles (mais de 4m, terei dificuldades de guardá-lo) estável, resistente, bem acabado, alguns recursos interessantes, porém o mais caro deles; - Mero - vários recursos, inclusive mais suportes de varas de quase todos que vi, inclusive com suporte central giratório, porém ouvi queixas sobre a fragilidade do material de construção, bem como que a remada não seria muito produtiva; - Brudden Explorer Fishing - o mais leve de todos, um dos mais baratos também, porém poucos acessórios, mas o que mais me preocupou foi o tamanho, 3,60m para um caiaque duplo me pareceu pequeno, o ideal seria saber a distância que fica uma cadeira da outra; - Gamefish 385 - o que mais me chamou atenção até então, pelo design, resistência do material empregado bem como pelos reviews que vi, além de que me ofereceram um super desconto para pagamento à vista, mas o grande problema dele, literalmente falando, é o peso, salvo erro são 45kg!! É quase impossível colocar este caiaque sozinho na rack do carro certo? Raramente irei pescar sozinho, mas poderá ocorrer, não existe um suporte de rack tipo apoio lateral que da para levantar o caiaque um lado e depois subir o outro? Vi algo do tipo e uma caminhonete. - As DUO +1 , caiaque da Atlântico Sul com vários acessórios, porém o ponto mais negativo que me deparei sobre caiaques desta linha é a instabilidade, realmente procede? Será que até o final do ano teremos lançamento de algum duplo? Aquela feira de pesca famosa será em agosto não? Enfim, se tiverem mais alguma sugestão postem por favor, pois além das dúvidas acima, considero algumas outras coisas: Sobre eventual motorização, notei que a Pantaneiro está fabricando kits completos de motor e alongador com controlador, tem inclusive para dois dos modelos citados acima, porém é o Jet Turbo, para o Jet Hélice, que aparentemente é um motor mais novo com um pouco mais de rendimento com hélice eu não encontrei os suportes. E sobre a fixação do motor, para utilizá-lo corretamente sem danificar a estrutura do caiaque, é adequado que o motor fique sempre fixo ou a maior parte do tempo possível fixo ao caiaque? Neste caso até a forma de guardar e transportar o caiaque mudaria, necessitando de uma carretinha de transporte e armazenando ele sempre com o deck para cima, ou, poderia sem problemas colocar e tirar o motor quantas vezes necessário? Quanto ao leme, em um caiaque duplo ele é indispensável? Ou apenas se for usar o pedal? Por fim, como tenho dificuldades de espaço, pretendo guardar o caiaque preso à lateral de minha garagem, com o uso de uma capa, pois poderá receber uma pequena parcela de luz do sol, ele pode ficar preso lateralmente sem problemas? Qual a melhor forma, quilha para a parede ou deck para a parede? Me perdoem pela extensão, porém essa decisão tem que ser bem acertada de minha parte, minha pretensão é comprar o caiaque ao final do ano, por isso vou juntar o máximo possível de informações até lá. Espero na medida do possível, contribuir com os colegas também. Obrigado, abraços
  15. Boa noite pessoal, acabei de fazer meu cadastro mas não poderia deixar de agradecer as valiosas dicas que encontrei por aqui, dou destaque para o milho preparo pelo companheiro Diovani Sandin, na minha pescaria de domingo passado, foi a única isca com que peguei dois piaus, um até de porte razoável dada a tamanha dificuldade que encontramos por lá, já que os demais colegas nada pegaram e, no geral, as outras pessoas que pescaram no local fisgaram apenas pequenos exemplares. Porém, faço uma observação e já aproveitando também pergunto, o milho sempre deve ficar mergulhado na água com a essência de baunilha mesmo na hora da pescaria? Digo pelo seguinte, tenho a impressão que quando fui tirando o milho da garrafa em que ele estava, a água foi saindo, até o ponto que secou e, coincidência ou não, parece que ação diminuiu. Tem alguma relação? Será que deixar mais dias ainda para dar aquela "fermentada" não potencializa ainda mais a isca? Outra coisa Diovani, será que se aumentarmos as gotas de essência de baunilha a isca se torna mais atrativa? Já tentou isso? Grande abraço e novamente obrigado e você e a todos por aqui, vou testar um outro tipo de milho preparado que vi por aqui também, deixando ele fermentar apenas na água com um pouco de leite.

Parceiros: www.petsEXPERT.pt