Pesquisar na Comunidade

Showing results for tags 'pesque e pague'.



More search options

  • Search By Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Search By Author

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Pesca
    • Bate Papo (novo)
    • Pesca em Geral
    • Relatos de Pescarias
    • Materiais e Equipamentos para Pesca
    • Trabalhos Manuais / Bricolagem
    • Avaliações,Testes e Lançamentos
    • Água Salgada
    • Pesca de Praia
    • Caiaque
    • Pesque & Pague
    • Espécies
    • Flyfishing
    • Legislação
  • Parceiros
    • Pousada Rio Suiá-Miçu
    • Bahia Sportfishing
  • Regionais
    • Pesca em Santa Catarina
  • Diversos
    • Termos e Regras
    • Dúvidas, Críticas, Dicas, Opiniões e Sugestões sobre o Pescaki
    • Café Pescaki
    • Ecologia e Ambientalismo, Ictiologia, Zoologia, Aquarismo, Botânica, etc.
    • Agenda Pescaki
    • Fotografia
    • Náutica e Técnicas de Navegação
    • Carabinas de Ar Comprimido
    • Classificados
    • "Causos" de Pescarias e Outros Textos
    • Gastronomia
    • Tecnologia

Find results in...

Find results that contain...


Data de Criação

  • Início

    End


Data de Atualização

  • Início

    End


Filter by number of...

Data de Registro

  • Início

    End


Grupo


MSN


Skype


Website URL


Localização


UF


Interesses Pessoais


Nome Real


Sobrenome


Estilo de Pesca

Encontrado 3 registros

  1. Everaldo Antonio da Silva

    Pesca com Geléia de Mocotó

    Amigos, dias atras fui no Boitupesca e não estava batendo nada, mas alguns pescadores do meu lado estavam com muita ação e tiravam vários tambas , então me passaram que estavam pescando com geléia de mocotó.Alguem tem algum vídeo a respeito desse assunto ?
  2. Nilson Miranda..

    Jatuarana no pesque e pague é pauleira

    Olá amigos pescadores, como estão vocês? Estou aqui de novo e desta vez eu vou falar sobre um peixe muito esportivo, que tem em pesque e pague. Aconteceu no sábado passado no Hode Luã Resort, aqui na cidade do Rio de janeiro. Partindo da “capital da zona norte”, Madureira, percorri de BRT o trajeto até a Estação, Ilha de Guaratiba, depois segui até o clube, que inicia o Day Use a partir das 09:00 e vai até as 17:00. Chegando lá eu aprontei o meu equipamento de fly fishing #8 com linha WF8F e líder de nylon 0,33 mm onix série invisible, perfeito para o que me propus pescar. O começo da pescaria foi por volta das 09:30 horas, a pressão atmosférica naquele horário estava em torno de 1007 hPa e tempo nublado, ideal para sacar belos peixes na superfície, estava um clima gostoso e até soprava uma brisa de leve. Fiz o engodo com ração de peixe na pinga, usei o estilingue e arremessei bem no meio do lago menor, onde via as tilápias subirem e atacarem a ração, bem como os pacus e matrinxãs. Usei miçangas e uma pequena boia, em poucos minutos as tilápias estavam na linha, foi uma festa, quando perto das 10 horas uma puxada estúpida me fez disparar o coração, era um pacu-caranha com presumíveis 0,8 a 1,2 kg e muita disposição para briga, eu o dominava o tempo inteiro, até que o malandro foi para a pauleira e lá se foi o meu troféu. Aquele foi o dia do peixe! O horário ia avançando e eu continuava perdendo iscas e peixes grande, oito ao todo, quando percebi que na verdade o dente do peixe cortava o nylon, então eu decidi por um tippet de flúor carbono 0.50 mm e ousar peixes grandes no lago maior. Lá fui eu, disposto ao que viesse, mas, dessa vez, devidamente equipado. Engodei com ração na pinga para aqueles peixes cachaceiros e logo surgiram os rebojos de tambacus na superfície; lancei a isca sobre o rebojo e logo em seguida... ZZZZZZZZIP!!! Tinha peixe bom na linha, pensei naquele momento: ferrou, ferrou... é tambacu, caramba! Quando o peixe se projetou para fora da água com um belo salto, que se repetiu mais outras duas vezes seguidas, aquele prateado não me deixava dúvidas que era matrinxã na linha, que espetáculo meus amigos, foi uma bela briga. Após dominar o peixe, retirei da água e fiz as fotografias daquele valente oponente. No fim da tarde eu repeti a façanha por mais duas vezes, porém eram matrinxãs menores, igualmente valentes e saltadoras, que fizeram a minha tarde mais produtivas e emocionantes do que na parte da manhã. Que fim de sábado maravilhoso, meus amigos! Foi um reencontro com a emoção. Os pesqueiros são pontos de diversão muito legais, onde fazemos boas amizades e sempre trocamos experiências com os outros pescadores, desta vez eu fui orientado a não usar o boga grip numa matrinxã, aliás, em peixe nenhum. A ética do fly fishing dita que se use passaguá e se aplica também aos demais estilos, o peixe agradece e os pescadores conscientes também. Forte abraço para vocês, meus amigos, até a próxima aventura de pesca. Bye-bye!
  3. Boa noite, amigos do Pescaki! Como todo pescador tem o seu quintal, ou seja, lugar próximo de onde reside para pescar sem tanta preparação, apresento-lhes o meu: a 5 minutos (3km) de meu sítio, fica o Pesqueiro do Renato. Primeiro, devo dizer que não só de peixe se constitui um pesqueiro e sim de pessoas, estrutura e proprietários. Quanto a pessoas, o pesqueiro é beeem vazio! O que eu adoro! Porque quando tem muita gente pescando, tem uns 7 pescadores! As poucas vezes que fui em pesqueiros mais famosos pelos baguas, pirararas e CIA passei um nervoso desgraçado com a falta de educação das pessoas. A última vez que fui foi um episódio muito triste, aonde quis levar meu irmão e meu amigo Diego para conhecerem o Arujá e enquanto eu brigava com um tamba, um senhor com idade pra ser meu avô enroscou na minha linha. por mais que eu falasse pra ele que era o meu peixe, ele resolveu fazer um cabo de guerra comigo! Depois de alguns srgundos nessa situação ridícula, eu soltei minha fricção e deixei o "gente boa" recolher, pq ele ia matar esse peixe tentando fisgar o meio dele. Tirou o peixe do outro lado do lago e eu fui andando até ele. Correram tirar o meu anzol, sorte que o dele era bem diferente do meu e o funcionário confirmou que na boca estava o meu wide gap. Na frente dele. Sem me encarar, ele levanta o peixe, tira uma foto e joga na água. Dizem que pescador é calmo, mas confesso... Tive que repetir trinta vezes que a vergonha era dele e que ele era bem mais velho. O funcionário prestou suas condolências MAS não fez nada também. Fui pro lago menor, disse que ele tinha que ter vergonha de ser ridículo, lixo assim e nunca mais voltarei lá. Não pelo pesqueiro, mas pelo excesso de gente. Não me divirto pescando um peixe e enroscando em 20 linhas. O segundo ponto é estrutura: tem um Laguinho pra quem quer levar tilápia ou pacu, mas o grandão é só esportiva e o almoço é ma-ra-vi-lho-so! Minha dica é a truta à parmegiana! Criançada brinca à vontade longe do lago principal e aquele clima gostoso de sítio, com animais e tranquilidade! Tem gente que vai só ler um livro na sombra! Terceiro, proprietários: mais que isso, amigos de todos os pescadores que lá frequentam, uma família de gente honesta, esforçada e cheios de simpatia! Não é aquele proprietário que não tá nem aí pros clientes, mal educado e que não se importa em melhorar a cada dia no que puder, para ficar cada vez melhor! Sejam muito bem vindos ao meu quintal:

Parceiros: www.petsEXPERT.pt