Pesquisar na Comunidade

Showing results for tags 'traíras'.



More search options

  • Search By Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Search By Author

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Pesca
    • Bate Papo (novo)
    • Pesca em Geral
    • Relatos de Pescarias
    • Materiais e Equipamentos para Pesca
    • Trabalhos Manuais / Bricolagem
    • Avaliações,Testes e Lançamentos
    • Água Salgada
    • Pesca de Praia
    • Caiaque
    • Pesque & Pague
    • Espécies
    • Flyfishing
    • Legislação
  • Parceiros
    • Pousada Rio Suiá-Miçu
    • Bahia Sportfishing
  • Regionais
    • Pesca em Santa Catarina
  • Diversos
    • Termos e Regras
    • Dúvidas, Críticas, Dicas, Opiniões e Sugestões sobre o Pescaki
    • Café Pescaki
    • Ecologia e Ambientalismo, Ictiologia, Zoologia, Aquarismo, Botânica, etc.
    • Agenda Pescaki
    • Fotografia
    • Náutica e Técnicas de Navegação
    • Carabinas de Ar Comprimido
    • Classificados
    • "Causos" de Pescarias e Outros Textos
    • Gastronomia
    • Tecnologia

Find results in...

Find results that contain...


Data de Criação

  • Início

    End


Data de Atualização

  • Início

    End


Filter by number of...

Data de Registro

  • Início

    End


Grupo


MSN


Skype


Website URL


Localização


UF


Interesses Pessoais


Nome Real


Sobrenome


Estilo de Pesca

Encontrado 46 registros

  1. Olá amigos pescadores! Onde consigo pegar uns robalos na artificial na Grande Floripa? No último domingo fui pra casa de praia na Pinheira e acabei indo lá pro Rio da Madre na primeira entrada retornando o pedágio (estrada velha que vai pros morretes). Lá conversei com várias pessoas que me indicaram lugares pra robalos e traíras mas não peguei nem GRIPE! E olha que tentei...Testei com meia água, superfície, fundo, e uns camarões monster 3x... Se alguém estive afim de ir pescar nos finais de semana eu sou parceiro!
  2. Boa noite e um feliz ano novo, pleno de fisgadas para os amigos pescadores. Neste tópico, gostaria de mostrar algumas pescarias de traíras realizadas no ano passado, em diversas barragens no município de São Gabriel - RS. Há alguns anos, a exemplo de muitos pescadores (talvez a maioria dos brasileiros), iniciei minhas pescarias com a espécie. Na época, pescava com vara de bambu. Com o tempo, vieram novas técnicas, com a inclusão de iscas artificiais, mas com muitas limitações, dependendo muito das condições do ponto. Locais com vegetação pareciam impossíveis para as artificiais. Além disso, meu interesse pelas oplias foi diminuindo com o tempo. Mas chegando ao sul, verifiquei o quanto o pessoal aprecia a pesca das dentuças e passei a estudar os métodos mais "modernos" para a pesca e a utilizar as incas anti-enrosco. Comecei a pescá-las já no início do frio, exigindo ainda mais técnica, mas que deu ótimos resultados. Desentocá-las do meio da vegetação é uma adrenalina a parte. De maneira geral, foi um grande aprendizado, bem oportuno para mudar a impressão de que já estamos sabendo muito; realmente a pesca reserva surpresas para quem estiver disposto a prender... Seguem algumas fotos. O passarinho da bad line me garantiu o recorde pessoal em uma tarde fria. As vezes esses caras aí me faziam companhia: Ratão do banhado. Também era comum encontrar muitas aves e tartarugas. Também passei a usar iscas de silicone, como esse sapo marron aí, nos dentes da traíra. É um padle frog, mas achei bem mais atrativo nas cores branca e preta. Minha técnica era atraí-las com um passarinho ou rato de borracha e, quando erravam o bote, o que é bem comum, jogar um frog e trazê-lo com movimentos lentos e bem trabalhados. Foi a técnica que mais deu resultado e me ajudou em duas etapas do torneio de pesca organizado pelo amigo Rodrigo, a Copa São Gabriel de Pesca Esportiva, que já está em sua 4a edição. Mesmo em dias difíceis, nunca saí sapateiro. Algumas fotos das duas etapas de que participei: Campeão da primeira etapa. Essa foi a campeã da segunda etapa. Algumas capturas minhas nos torneios. Estou em quinto no geral, mas como já me mudei de lá, dificilmente poderei participar das próximas etapas. Mas valeu muito pelas pessoas que pude conhecer. Em algumas pescarias, pude fazer uso do caiaque, que ajuda muito nas grandes barragens do sul: Esta encharutou o sapo branco. Em resumo, foi um grande aprendizado na pesca de traíras, com recorde pessoal, no ano que passou. E que venha o próximo com suas capturas e lições. Equipamento: - Vara Evolution 17lb. - Carretilha Brisa GTO 8000, com linha multifilamento 20lb e leader de 30lb. - Iscas: Principalmente os passarinhos e sapos de borracha nas cores laranja/preto ou branco/vermelho. Padle Frog nas cores marrom, branco e preto, com anzóis off set lastreados . - Sempre uso um encastoado de uns 3 dedos de comprimento e snap leves, sem girador. - Algumas vezes cheguei a usar um outro equipamento na casa das 30lb, que uso para dourados, mas apenas por não dispor de outro conjunto semelhante ao anteriormente descrito. Espero que as informações sirvam de aprendizado para alguém, já que para mim o fórum ajuda muito quando preciso estudar alguma técnica que não domino. Boas capturas! Grande abraço.
  3. Vídeo novo no Canal, super dica de conserto de Frog. Assistam aí meus amigos. Grande Abraço.
  4. Olá meus amigos! Como vão vocês? Dessa vez eu trago o relato de uma pescaria bem divertida, que, para mim, foi a primeira experiência. No domingo, 16 de setembro de 2018, eu estava no Rio Grande do Sul, a fim de participar da confraternização dos PESCADORES URBANOS e, é claro, pescar. Logo cedo, pela manhã, o presidente do grupo passou onde eu estava hospedado com mais dois amigos e componentes do mesmo, para me dar as boas-vindas pelo regresso e levar de carona ao local onde todos iriam se reunir. Logo que terminei o desjejum, peguei as minhas tralhas e partimos. Chegando ao local de destino, encontramos outros grandes amigos com os quais mantenho contato pelo Facebook. Então passamos a um breve workshop, onde fui orientado a começar a pescar utilizando grubs em anzóis lastreados e/ou com spinners. Logo iniciamos a pescaria de traíras, pois até aquele momento eu jamais havia pescado uma e lá fomos nós atrás das bocudas. À medida que o sol ia saindo, o clima foi esquentando. Cheguei a sentir calor em determinado momento. Creio que era psicológico, mas era sinal de que tudo cooperava para que os peixes ficassem bem ativos. Passados alguns minutos, a linha de um amigo esticou, uma briga iniciava e eu fiquei atento ao que ele iria fazer, notei que ele era bem rápido em retirar o peixe da água e cauteloso ao sacar o anzol de sua boca. Observei a tudo com a atenção de um aluno e fui em busca da minha sorte. Alguns minutos depois, o meu amigo e presidente elegeu, para mim, um padrinho, aliás, que era um outro amigo querido e com ele fui para mais adiante seguindo cegamente as suas orientações. Eu usava um grub de silicone na cor de refrigerante de cola, em um anzol monster 3x offset lastreado EWG 3/0, que eu arremessava a uns cinco metros do barranco e vinha recolhendo lenta e continuamente. Por causa do hábito de pescar com plugs, eu dava pequenos toques de ponta de vara. O sol ia subindo e a água estava barrenta, quando eu senti um tremor na isca. Sem saber o que era, não puxei e comentei com meu instrutor que me disse para deixar passar uns 2 segundos desse tremor e fisgar com vontade. Dito isso, recomecei e, alguns segundos depois, naquele mesmo lugar onde ocorreu o tremor, eu senti de novo, contei: um, dois, três e ... VAPUT!!!!! Era peixe na fisga sem moleza e logo reboquei para fora da água, era a minha primeira traíra, uma “trairaça” com a qual tirei uma bela foto e devolvi prontamente para o seu habitat. Depois disso, ainda tive mais três ou quatro experiências produtivas iguais a essa nas iscas soft. Na parte da tarde, notei que os ataques eram mais manhosos. Daí resolvi mudar de estratégia: passei a usar a isca artificial borboleta lelé, de sub-superfície (twitch bait), e flutuante (floating), para trazer de volta a emoção das fisgadas. Logo de cara, arremessei a uns sete metros e vim com toques de ponta de vara bem sutis e firmes. Logo essa isca foi encharutada pela dentuça, que abocanhou e correu como louca para um tronco: QUE-PAU-LAAAAA-DAAAAAAA!!!!! Prontamente reboquei a traíra, que era das grandes, e cumpri o ritual do fotografar e soltar. Depois de uns minutos, repeti a proeza e outra traíra enorme “encharutava” a isca, eram uma seguida da outra, às vezes mal dava tempo de trabalhar a lelé, que se mostrou uma isca muito produtiva para este tipo de pescaria. A tarde ia passando e os sucessivos ataques não paravam, algumas vezes eu perdia a fisgada, mas percebia que a isca era atacada com voracidade. Assim segui até o pôr-do-sol no fim da tarde, quando começou a esfriar e os ataques diminuíram bastante. Mas a garantia de muitas fisgadas e o reboque das hoplias malabaricus eu cumpri com muito êxito. Bem, amigos, esse foi mais um breve relato de uma pescaria que entrou para a minha história e me deu muitas alegrias. Espero poder em breve voltar com novos relatos de pescaria emocionantes como essa, Um forte abraço e boas pescarias a todos!
  5. Gabriel Lima

    Traíras Difíceis!

    Boa tarde! Estou tendo uma certa dificuldade em pegar as traíras. Bom, pesco em pesqueiro, tem um aqui perto de casa, já vi pegarem traíras de 4 quilos por lá, porém, eu já venho tentando a meses fisgar alguma, porém, só consegui uma de 1,3kg na montagem Texas Rig, com Minhoca Artificial, já tentei Spinner, Frogs, tudo, e não pego nada. As que são fisgadas, vejo que é no frog, com o trabalho rente ao barranco. Dêem dicas!
  6. Pescaria do dia 07/01 de caiaque, muito vento mais, mas saiu umas bocudas
  7. Sábado mesmo estando com o tempo curto, dei uma escapada e fui bater umas traíras, pesquei das 13 às 16 horas, horário não muito bom e traíras bem manhosas, mas com dedicação deu para levantar algumas bocudas!
  8. Olá povo, sábado dia 11/11 fiz a estreia do meu caiaque, fui pescar umas traíras com um amigo meu, foi minha primeira pescaria realizada com caiaque, curti demais a experiência, apesar de estar meio atrapalhado kkkkkkkkkk, o resultado até foi bom, pescaria muito mais confortável do que eu imaginava, só fiquei meio com dificuldade de fisgar sentado kkkkkkk
  9. explorando outros locais em Juquitiba.
  10. Boa Tarde, Pessoal. Realizei uma pescaria no dia 07/09/2017 no Refúgio do Alemão em Juquitiba,sp. Ainda é possível encontrar tucunarés e muitas traíras lá. Fiz um pequeno vídeos para ilustrar os peixes que eu e meu filho e meu colega Danilo pescamos e soltamos. Pratique o pesque solte sempre. O local é lindo e tem água cristalina, cheguei a beber água em cachoeira e fui extremamente bem atendido no Refúgio do Alemão. site www.refugiodoalemao.com Segue link do vídeo no Youtube. Me ajudem a divulgar a pesca esportiva pessoal. (Curtam ou compartilhem)! https://m.youtube.com/watch?v=OSodwL0VKhl&feature=share
  11. Mesmo com geada e muito frio, mas feliz por que parou de chover pelo menos hoje, até quem fim deu pra pinchar umas iscas kkkk Como de costume mesmo estando frio, comecei com as de superfície que sempre trás mais emoção na pescaria por poder ver os ataques e trabalho da isca. Comecei com os poppers da marine sports nenhuma ação, troquei para o popper frog também da marine já mais no meio dos capins, alguns botes mas nada de fisgar. Ai fui para as Zaras ai sim foi top, muitos ataques na superficie na Hammer da Marine Sports e duas capturas. Enfim pude estrear a Venator lite simplismente fantástica, muito leve, arremessa muito, top top. Ai fui pra zig zarinha, muitas ações e estouros na superfície, consegui capturar mais uma bocuda. Acabo o Sol acabo os peixes kkkk tentei até escurecer bem, mas não teve mais nada de ações e nem peixes. Só consegui tirar foto da pega na Hammer pois acabou a bateria do meu celular (História de pescador kkkkk) Não foram grandes as traíras mas já deu pra se divertir um pouco!!! Postem ai as fotos das traíras de inverno 2017! Quem quiser compartilhar pode ficar a vontade!
  12. Domingo a tarde decidi novamente voltar as cavas do JB em Araucária após aquela carpa de 16kg fisgada pelo rabo rsrs, aqui já esta bem frio mas como saiu um solzinho no domingo de manha, partiu tentar umas bocudas na parte da tarde!!! Uma grande Surpresa minha esposa começou a querer a aprender a pescar rsrs então aproveitei para ensina-la a arremessar e não é que com poucas explicações já conseguiu fazer bons arremessos e poucas cabeleiras Melhor que eu no começo acho q minha primeira pescaria era só cabeleira . Começando bater umas iscas, mesmo estando frio mas na esperança de uma bocudas kkkk me entra o primeiro peixe e denovo uma surpresa que nunca tinha visto kkkk Essa é nova pra mim rsrsr tentei soltar o lambari mas como pegou a espinha dele ele não sobreviveu. A pescaria de superfície estava difícil com as zaras, poppers e frogs, ai fui para meia água e fundo com os crancks, e novamente na matadeira da sumax Fat Shallow 80 achei uma cava que estava com a água mais limpa e tinha umas estruturas e capim na bera, pensei é ali mesmo que estão as bocudas e não deu outra, consegui duas boas capturas inclusive uma foi a maior traíra que peguei até hoje 52cm 2100kg novo recorde a ser batido rsrs, pense na briga e na emoção a bicha sapateava na água tentando escapar. Resumindo foi top a pescaria, e que venham as próximas, a muié deu sorte e falo que eu tenho que levar sempre ela pra poder pegar os peixes.
  13. Pescaria esportiva de Trairas pelo Riacho grande rsss mtos sustos, mta adrenalina e mta diversão!!!!! curtam o som a natureza e a pescaria
  14. Fala Amigos Pescadores! Sou Novo Aqui no Fórum e Gostaria de Umas Dicas de Como Pegar Umas Tilápias Super Ariscas! Ontem ( Domingão ) Fui em um Tanque de um Amigo e lá é Cheio de Peixes, Tem Traira, Curimba, Lambarizinhos e as Tilápias, Que Não Pegam a Isca Por Nada! Pesquei com Massa, Minhoca e Gordura ( que estavam boiando na agua e elas iam atras ) Mas Nada! Alguma Sugestão ? Ta Dificil!
  15. Ola, estou renovando meu pequeno acude no interior de SP e muitas duvidas surgiram enquanto estava pensando em como proceder. Meu tanque tem apenas 250/300 metros quadrados e esta infestados de tilapias pequenas, nao estava pensando em esvaziar o rio para retirar os peixes nada do tipo. Pensei em adicionar alguns predadores naturais la para controlar a populacao dessa "praga" (a tilapia). Pesquisei no proprio forum e li q para esse tipo de situacao a traira eh mto recomendada, e lendo tb fiquei com bastante vontade de pescar uns black Basses. Entao pensei em colocar ambos no acude. O acude nao tem oxigenacao muito boa, somente um sistema que eu mesmo fiz. Enfim, gostaria de saber: Qual a quantidade de alevinos q deveria por? (estava pensando em cerca de 80-100 no total) lembrando que o numero de tilapias eh realmente grande e elas sao bem pequenas. Se eh possivel eu misturar Basses com trairas? Se sim qual a proporcao q devo por de alevinos. E futuramente pretendo alimentar os peixes gostaria de saber qual frequencia eh recomendado, e qual a quantidade. Aguardo uma resposta! Vlw galera!
  16. Olá pessoal, terça feira decidimos fazer uma pescaria de traíras, então fomos até o pesqueiro aqui da minha cidade onde tem uma lagoa infestados delas. Nesta lagoa já peguei várias traíras grandes pescando de barranco, mas a lagoa e muito grande e os melhores pontos eram impossíveis de acessar devido a vegetação, de um tempo para cá o proprietário fechou o ladrão em meio metro enchendo mais a represa o que impossibilitou totalmente a pesca de barranco em todo o lago, como é de um outro lado do pesqueiro e teve ocasiões de gente tentando roubar peixes e ele não limpa mais a represa deixando seu acesso somente de barco. Então nós pegamos o barco do pesqueiro coloquemos nas costas, um peso absurdo kkkkkk e fomos até o lago. Pescamos das 15 hs até umas 19:00 hs, perdemos as contas de quantas pancadas deram na superfície, a quantidade de ataques em nossas iscas era absurdo, mas nem todas vieram para foto, pois usemos muito frogs e ratos. Consegui gravar vários ataques com a Gopro, inclusive da maior que peguei, deu uma cacetada que tive um mini infarto kkkkkkk Eu pesquei como uma liger de 12lbs muita esportividade mas senti falta de uma vara mais dura para fisgar as dentuças. iscas utilizemos frogs, rato e hélice Os videos ainda não editei pois estou viajando Segue as imagens:
  17. Olá pessoal. Sou novo no fórum e queria uma orientação do pessoal do interior de sp sobre onde posso pescar traíras, mais precisamente na região de limeira/americana/campinas/piracicaba. Encontrei alguns lugares no google maps, mas fico meio com um pé atrás no quesito segurança. Se alguém conhecer algum lugar bom e seguro que possa indicar, fico grato! Valeu!
  18. Vou pescar num hotel fazenda (ribeirao) já fui lá 2 vezes e fiquei no apartamento do deck, quando não pesca com artificiais peguei um lambari e com preguiça de tirar da isca joguei ele na água denovo com o anzol achando que ele ia se soltar sozinho, dai bateu uma traira grande e estourou a linha. Agora que começei a pescar com artificiais compre 2 spinnersbaits para levar para lá, não estou muito confiantes neles pois nunca usei, alguém sabe alguma outra isca boa para levar pra lá?vou sevar alguns stickers e zigzags tem algo melhor para eu levar? Obg!
  19. Olá amigos TRAIREIROS hehehehe vou p MArilia no carnaval heheheh de caiaque !!!! me indiquem onde pego umas DENTUÇAS MEIO BANGUELAS CABELUDAS kkkkkkk ja vi no mapa q estarei proximo ao tiete rsss.... to pensando em esticar até bataguassu no ms !!!!
  20. Boa noite amigos, Tudo bem??? Ontem fui fazer minha primeira pescaria de traíras do ano, Coincidência ou não foi a mesma data da primeira pescaria de trairas de 2014 http://www.Pescaki.com/index.php?/topic/62389-18012014-primeira-pescaria-de-trairas-do-ano/ Cheguei na fazenda do meu amigo onde tem um lago de 3,5 hectares às 17:30 horas, combinei com a Carline que as 20 horas eu estaria em casa... Montei o equipamento e comecei a pescaria, para minha felicidade, estavam MUITO ATIVAS na superfície, MAIS do que eu esperava... Apesar de que todas eram pequenas, praticamente a cada 3 arremessos tinha uma ação... Bom, perdi muitas traíras, algumas erravam os botes, más nada de uma grande aparecer... Aos 45 do segundo tempo, tive um ataque incrível na isca Z70-J mas não consegui confirmar, bastou outro arremesso no mesmo local e o ataque foi certeiro, dessa vez não dei bobeira e fisguei a linda dentuça... TODOS OS PEIXES FORAM LIBERADOS... Equipamento: - Vara Custom by Marco 8~15 lbs, - Carretilha Chronarch 50 MG, - Linha Sufix 832 0,15 mm - Leander Fluor Vexter 0,37 mm - 10 cm de Encostoado de Aço 15 lbs - ISCAS que tive Ações: Magic Stick 80, Chatter Bait Z-Man Micro Series e Deconto Z70J... Vamos as fotos: Vídeo do Troféu, assistam em HD... Por falha técnica (a GoPro ficou muito pra baixo) não foi possível visualizar com perfeição a soltura do peixe, Más dá para ver que foi solto, isso é o que importa.... Forte Abraço a Todos e Boas Pescarias!!!
  21. Fomos eu e minha namorada novamente pescar umas traíras, apesar do tempo muito ventoso saíram algumas traíras, poucas ações e 06 capturas... Top Gun sempre se mostrando muito eficiente... A mesma... Volta pra vida bruta... Lá vai ela... Reparem como é deformada esta traíra... Inaugurando a Zig Zarinha... Essa foi bruta... Stick One tem se mostrado uma boa isca neste local... Até que enfim parou o vento... Soltando outra... Namorada de saco cheio já de não pegar nada, kkk... Essa pegou na caída da isca... Olha como o peixe tremia, hehehe... A última antes de ir embora... Equipamento usado: 01- Vara Quick Retrô, Carretilha Lubina BW GTS, Linha Sufix 0,30... 02- Vara Rapala Bronze, Carretilha Titan 6000, linha Samurai 0,20... Iscas: 01- Zara Top Gun da MS; 03 capturas 02- Stick One da MS; 02 capturas 03- Zig Zarinha do Nelson Nakamura; 01 captura Local excelente, na próxima vez quero tentar do lado de cima da barragem e depois de caiaque neste lugar da foto abaixo que fica bem próximo da barragem: Abraço a todos os amigos, vamos combinar uma?
  22. Daí galera, Segue breve relato de uma pescaria realizada em outubro deste ano... Como no dia em que o clima resolveu colaborar eu tinha compromisso a tarde, pescamos das 10:00 as 14:00, tivemos apenas quatro ações e uma captura... Vamos as fotos: Local da pescaria... Mais uma... Meu companheiro de pesca quase "nos" cortou da foto... Detalhe do equipamento e da traíra que não resistiu o trabalho da isca Bandoleira - Mustad. Mais um registro da danada. E vai pra vida!!! Vários arremessos neste lugar mais que propício, com diversas iscas utilizadas, mas sem ações... (Isso se dá a falta de consciência do homem que acaba com tudo onde põe a mão). Equipamento utilizado: - Carretilha Marine Sports - Lubina GTS Black Widow - Linha multifilamento Spiderwire Stealth Camo Braid - 0,20mm - Leader Fluo Carbon Salt Max Applaud - 0,285mm - Vara Sumax Sunday SD561SML 8-17lb - Iscas artificiais diversas E foi isso pessoal... Até a próxima jornada. Abraço a todos!
  23. Olá, queridos amigos. Estamos perto de adquirir uma propriedade que contém um belo açude e gostaria de fazer dele o meu quintal. Ao que vi e ouvi do proprietário, há muitos lambaris, algumas traíras e carpas. Isso me fez questionar sobre como poderia adequar o açude ao meu gosto de pescaria: carpas principalmente e peixes carnívoros como traíras e pintados. Me vieram algumas dúvidas como: -Se eu tivesse que limpar o açude, o que faria com os peixes que retiraria de lá? Venderia? Pra quem? - Seria melhor limpá-lo ou só acrescentar os alevinos ao açude? -Ao limpar o açude, como eu poderia secá-lo, "vitaminá-lo" e enchê-lo novamente? Existem profissionais para isso? - Suponhamos que eu compraria cerca de 200 alevinos de carpas variadas, quantas traíras eu teria que comprar para manter o açude com o mínimo possível de lambaris e filhotes das 200 carpas? - Existe algum meio de fazer com que essas carpas não fiquem ariscas com o passar do tempo? Vejo relatos de pesque pagues na região sudeste onde existem peixes imensos como os tambacus e as próprias carpas, e pelo que me parece estes peixes não exigem tanta dificuldade como nos pesque pagues daqui ou em açude abandonados. Aqui vão algumas fotos do açude: Desde já, um muito obrigado aos pescadores viciados.
  24. Contradizendo o hábito de muitos que pedem ajuda e nunca voltam para mostrar o resultado... resolvi fazer uma pescaria só de artificial, focando nas softs... mais especificamente montagem de grubs com jighead e com anzol offset... vamos ao relato: Cheguei no pesqueiro as 13:30h... sábado, pesqueiro vazio? Isso mesmo... dois lagos praticamente só pra mim... Estava interessado em tentar um dos grandes redondos que foram soltos recentemente, joguei um punhado de ração pra ver se subiam e como o tempo estava nublado, as tilápias que fizeram a festa... joguei uma boia de arremesso com uma ração de eva e saiu essa belezinha... Bem gordinha, mas não era assim que queria pescar... então tentei plugs pequenos, spinners e nada... mesmo as tilápias e pacus rebojando com violência na ceva... ai eu vi um movimento na margem e joguei o spinner, na segunda tentativa enroscou uma coisa grande, uma corrida pro meio e trazendo devagar, vi que era uma tilápia criada, acho que dava o dobro dessa da foto, mas estava enroscada pela barbatana das costas... acho que foi por isso a puxada mais violenta, mas ai eu quis fazer um charme e tirar uma foto antes de tirar da água, e pra variar, ela escapou... seria minha primeira tilápia na IA... não dessa vez... desiludido mas não desanimado eu continuei rs O sol saiu e chegaram alguns pescadores que resolveram disputar o lugar que estava jogando ração, onde havia rebojos, e depois de umas cruzadas de linha, já que eu estava com os spinner pelo fundo, acabei pegando uma linha deles... não tem o que fazer, então resolvi acertadamente mudar o estilo e tentar as traíras... Montei um grub com anzol offset, direto no snap com girador e molinete, primeiro arremesso e sai esse filhote de traíra... Tive muito cuidado porque o anzol pegou bem perto do olho dela, mas pelo que vi, não chegou a fazer danos graves... soltei a pequena e da-lhe segundo arremesso e mais uma engatada... Essa eu tirei varias fotos, mas depois dessa, perdi umas 4 na corrida e tirei mais umas 4, (sem fotos, pareciam até a mesma) muita ação e diversão... o pessoal que começou a pescar com IA porque eu tava pegando ficaram admirados... ninguém perguntou o que estava usando, mas teria o maior prazer de informar que era um grub... Pra brincar com a carretilha, mudei pra um esquema com jighead e o resultado foi batata... mais traíras no anzol e graças a ajuda do pessoal daqui, menos índice de perca de peixes... mesmo assim, tinha hora que parece que a traíra ficava com a isca na boca só de birra e o anzol não cravava... Essa eu acabei dando pra um dos pescadores que pediu pra levar... ele precisava de provas que foi pescar, e ontem, pra mim, a foto já bastava... E no fim do dia, com a tralha já arrumada pra ir embora, antes de desfazer a carretilha fui buscar meu porta-varas que deixei num lugar pra não ter que ficar andando com ele pelo lago e eis que penso, da pra sair mais uma... desci um barranquinho pra chegar na margem, joguei a isca praticamente no meu pé e quase na hora a corrida, saltos, puxadas de respeito e saiu o troféuzinho do dia... bem gordinha também... Nessa hora o meu grub já estava só o pó... devolvi a gordinha pra água e guardei meu equipamento... uma tarde de pesca bem sucedida... No balancete foram 785 paçocadas, umas 12 traírinhas de pequeno porte e uma traíra de mais um menos um quilo e meio... fora a tilapia... (esse calculo eu aprendi a fazer com o Robson) Abraço!!
  25. Boa tarde amigos Pescakianos Após um bom tempo sem relatos segue o relato de uma breve pescaria que fiz em um pesqueiro aqui de toledo. No sábado depois de um dia ferrado de trabalho fazendo fechamento de folha de pagamento resolvi ir atrás de umas dentuças em um pesqueiro que sempre frequento,cheguei lá por volta das 15:00,o pesqueiro estava cheio mais no tanque onde tem mais trarias tinha somente um casal pescando,o tanque é pequeno,porém tem muita traíra,e pra minha surpresa o pouco tempo de pesca foi produtivo,entraram 5 traíras em questão de 20 minutos num espaço de 10 metros do açude,pelo visto o dono do pesqueiro resolveu soltar mais dentuças pro pessoal pescar. depois da 4ª traíra joguei meu mini rat da bad line num canto do açude e na caída uma bela traíra abocanhou meu ratinho,mais para minha tristeza creio que na batida abriu a ligação com o snap e foi-se embora a minha matadeira,fiquei somente com a borracha do ratinho... Mesmo triste pela perca da isca resolvi bater uma zara e na primeira batida entra uma dentuça pra animar um pouco mais a pescaria. Como o tempo tava curto e o sol tava de matar resolvi voltar pra casa,agora to tentando achar um local onde eu possa comprar minha isca denovo...kkkk Seguem as fotos:

Parceiros: www.petsEXPERT.pt