Entre para seguir isso  
Seguidores 0
Luciano Nogueira

Evinrude E-TEC...

52 posts neste tópico

Olá amigos. :ok:

Alguém aqui do fórum tem ou conhece os motores evinrude E-TEC?

Fiquei sabendo que eles operam somente com gasolina podium,é verdade?

Sábado levei meu motor para manuntenção,e os mecânicos lá da oficina me disseram que consideram os E-TEC melhores até que os 4T!

Estou perguntando porque no segundo semestre planejo comprar um conjunto novo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

os e-tec funcionam com qualquer gasolina

são ótimos motores, particularmente prefiro os dois tempos injetados aos quatro tempos

abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
os e-tec funcionam com qualquer gasolina

são ótimos motores, particularmente prefiro os dois tempos injetados aos quatro tempos

abraços

:ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
leia isso

Abração

Bastante esclarecedor Marcelo!Valeu! :ok:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quem é mais economico os E-TEC ou os 4 tempos?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Roberto

A avaliação do consumo de um motor de popa/lancha é bem mais complexa que o de um carro.Existem fatores tais como: vento, correnteza, peso à bordo distribuição desse peso, maneira de pilotar,tipo de casco, etc.

Se forem colocados dois motores em duas lanchas exatamente iguais, nas mesmas condições( técnicas e climáticas )aí é que se poderia ter um idéia de diferença de consumo.

O que não pode é alguém colocar um 4 tempos numa lancha de um tipo e um 2 tempos em uma embarcação diferente e querer estabelecer um parâmetro de comparação. Um 150hp pode ser mais econômico do que um 75hp, dependendo do esforço que esses motores terão que fazer.

A revista Náutica, na edição n-219 fez um teste com 4 motores de 115hp(Evinrude E-Tec 2t, Mercury Optimax 2t, Suzuki DF 4t e Yamaha F 4t)em rigorosas condições de análise. Cada um dos motores teve pontos positivos e negativos. Ex:E-Tec é o mais rápido, mais foi o que mais consumiu e é o mais caro. Mercury Optimax é o mais barato, mas o que tem revisões mais caras. Suzuki é o que acelera mais, porém é o mais pesado de todos e a rede técnica deixa a desejar.Yamaha é o mais econômico de todos mas suas revisões tb são caras. Note portanto que não existe "o motor" perfeito em tudo. O que existe é a preferência, e o principal...o cuidado do dono.

Abraço e saúde

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Roberto

A avaliação do consumo de um motor de popa/lancha é bem mais complexa que o de um carro.Existem fatores tais como: vento, correnteza, peso à bordo distribuição desse peso, maneira de pilotar,tipo de casco, etc.

Se forem colocados dois motores em duas lanchas exatamente iguais, nas mesmas condições( técnicas e climáticas )aí é que se poderia ter um idéia de diferença de consumo.

O que não pode é alguém colocar um 4 tempos numa lancha de um tipo e um 2 tempos em uma embarcação diferente e querer estabelecer um parâmetro de comparação. Um 150hp pode ser mais econômico do que um 75hp, dependendo do esforço que esses motores terão que fazer.

A revista Náutica, na edição n-219 fez um teste com 4 motores de 115hp(Evinrude E-Tec 2t, Mercury Optimax 2t, Suzuki DF 4t e Yamaha F 4t)em rigorosas condições de análise. Cada um dos motores teve pontos positivos e negativos. Ex:E-Tec é o mais rápido, mais foi o que mais consumiu e é o mais caro. Mercury Optimax é o mais barato, mas o que tem revisões mais caras. Suzuki é o que acelera mais, porém é o mais pesado de todos e a rede técnica deixa a desejar.Yamaha é o mais econômico de todos mas suas revisões tb são caras. Note portanto que não existe "o motor" perfeito em tudo. O que existe é a preferência, e o principal...o cuidado do dono.

Abraço e saúde

Acho que hoje em dia o preço dos E_TEc's já esta bem mais proximo dos Mercurys e bem inferior aos Yamahas e o consumo do motor atual 2010 é inferior ao do teste 2007.

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Jorge

Antes de mais nada é uma honra ter vc aqui no fórum.

Nenhum dos motores utilizados no teste(2007) mudou pelo menos um parafuso.Os modelos 2008 e 2009 são exatamente os mesmos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Jorge

Antes de mais nada é uma honra ter vc aqui no fórum.

Nenhum dos motores utilizados no teste(2007) mudou pelo menos um parafuso.Os modelos 2008 e 2009 são exatamente os mesmos.

pode ter mudado o mapeamento da EMM ( não sei o nome atual do módulo), mudanças de mapeamento tem influência muito grande no desempenho e no consumo de motores com injeção eletrônica

abraxxxxxxx

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Jorge

Antes de mais nada é uma honra ter vc aqui no fórum.

Nenhum dos motores utilizados no teste(2007) mudou pelo menos um parafuso.Os modelos 2008 e 2009 são exatamente os mesmos.

Mudou muita coisa ,se não houvesse mudança não haveria um curso especifico para a linha 2008 ,a maior mudança ,dentre várias, é a do injetor( 2007 não tem escrito E-TEC no injetor) ,a segunda maior é a da bobina,que aumentou em 0,00005 segundos a resposta da ignição.

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Jorge, Tuba e demais,

Hoje já se pode afirmar que a melhor compra é o ETEC?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Jorge, Tuba e demais,

Hoje já se pode afirmar que a melhor compra é o ETEC?

Eu começei a usar motores 2T com injeção direta em 1998 (FICHT), tive também yamaha HPDI e mercury Optmax, hoje se eu fosse usar novamente um barco com motor de popa ele sem sombra de dúvida seria com um motor E-TEC.

abbraxxxxxx

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Jorge, Tuba e demais,

Hoje já se pode afirmar que a melhor compra é o ETEC?

Luiz,pesquisei muito quando comprei o meu,MUITO MESMO....

cheguei a seguinte conclusão.....Motores carburados são confiáveis(mas bebem muito,poluem muito e fazem muito barulho)

Motores 4T são econômicos e silenciosos(mas são sensíveis à nossa gasolina,pesados e lhes falta torque)

Então decidi pelos 2T injetados(são também econômicos,limpos,mais leves,silenciosos,muito mesmo...!!!....se tomar certas precauções,toleram nosso gasoálcool...

Dentre eles,decidi pelo evinrude,pesquisando pela net,não sei se a informação é certa,a evinrude foi a primeira a patentear a injeção direta em 2T's no mundo,como foi a mesma a inventar os motores de popa...tive que levar isso em consideração.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Luiz,pesquisei muito quando comprei o meu,MUITO MESMO....

cheguei a seguinte conclusão.....Motores carburados são confiáveis(mas bebem muito,poluem muito e fazem muito barulho)

Motores 4T são econômicos e silenciosos(mas são sensíveis à nossa gasolina,pesados e lhes falta torque)

Então decidi pelos 2T injetados(são também econômicos,limpos,mais leves,silenciosos,muito mesmo...!!!....se tomar certas precauções,toleram nosso gasoálcool...

Dentre eles,decidi pelo evinrude,pesquisando pela net,não sei se a informação é certa,a evinrude foi a primeira a patentear a injeção direta em 2T's no mundo,como foi a mesma a inventar os motores de popa...tive que levar isso em consideração.

Luiz, tô nesse mesmo barco... pesquisei bastante, desde dezembro/08, e agora, encomendei um Evinrude E-TEC 60 HP pelos motivos abaixo:

- Economia (em relação aos carburados)

- Manutenção ( aquela história das 300 horas sem revisão...)

- Boa potência ( em relação 4 tempos )

- Baixa emissão de poluentes ( em relação aos carburados)

- Baixa emissão de ruído (em relação aos carburados)

- Preço (em relação aos 4 Tempos Yamaha)

- Evinrude é um produto da BOMBARDIER

- Outros detalhes interessantes:

---------------------------------

- - dá partida mesmo sem bateria...

- - possui procedimento simples de armazenamento por longo período (winterization)

- - possui mecanismo suporte do motor para transporte inclinado na carretinha

- - vem com 5 instrumentos

- - possui um absorvedor de impacto, para o caso de o hélice atingir algum obstáculo embaixo d'água

- - navega 5 horas depois que o óleo lubrificante acaba (não que eu pretenda deixar isso acontecer (:>) )

- - possui alerta de falta de óleo aproximadamente 5 horas antes de o mesmo acabar

- - em caso de sobreaquecimento, dá um alerta e limita o giro a 1200 rpms

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se bem que essa história de primeira revisão só com 300 horas de uso,duvido e quero que alguém me prove o contrário.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Paragon, se você puder me tirar umas dúvidas sobre o Evinrude E-TEC:

1) O processo de "winterization" do E-TEC é recomendável para nós (que não temos temperaturas abaixo de zero no inverno) quando vamos deixar o motor parado por uns 2 meses, por exemplo?

2) Como é que faço para usar o tal "estabilizador de combustível"? Precisarei de um tanquinho de combustível portátil? Ele é misturado em que proporção à gasolina? Devo usá-lo somente quando for guardar o barco, ou é aconselhável usar sempre, a cada abastecimento?

Muito obrigado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É pessoal... Taí outro assunto pior que discussão de futebol e sistema operacional !!! Palmeiras x Corinthians... Windows x Linux... AMD x Intel... Honda x Toyota... E por ai vai... Mas darei minhas opiniões...

To pra ver algum teste Mercury x Evinrude que o responsável não puxe a sardinha para um dos lados !!! Acessem o site da Mercury, sempre comparam contra os ETECS e vencem, e depois acessem o site da Evinrude, comparam com os Mercurys e sempre vencem ! Assim eh fácil ! Eh engraçado, se pegar as especificações são praticamente iguais, então porque não usam o mesmo helice ???? São sempre diferentes, com diâmetros e passos diferentes (as vezes até MUITO diferentes)...

Gostaria muito de ler a posição de alguém que ja teve ambos (do mesmo "tamanho" é claro) sem diferença grande de tempo. Mas sem escrever opiniões de vendedores, mecanicos e demais envolvidos da area porque lá no fundo sempre tem alguma "coisinha" favorecendo um lado ou o outro... Enfim, um simples proprietário que usava o barco pra lazer.

Fiquei louco com o que li outro dia, não me recordo em que forum era mas... Falar que Mercury é ruim porque tem gente vendendo semi-novo com pouca hora de uso ???? ai ai ai hein ! Até pouco tempo atrás tinha Evinrude E-TEC 08/09 no MercadoLivre, com 14 horas de uso. Uma coisa não tem nada a ver com a outra !

E sobre a revisão com 300 horas ??? Não sei o que falar... Tem alguém por aqui "frio" o suficiente para não fazer absolutamente nada durante as 300 horas ??? Acho que eu não teria coragem !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Concordo com vc Vitor.

Quero ver se alguém aqui no fórum já usou um E-TEC por pelo menos umas 100 horas sem ter que fazer nada. Nem uma velinha? nem uma limpezinha? nem um filtrozinho?... nada? Com esse combustível que a gente tem que usar? é ruim heim!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Concordo com vc Vitor.

Quero ver se alguém aqui no fórum já usou um E-TEC por pelo menos umas 100 horas sem ter que fazer nada. Nem uma velinha? nem uma limpezinha? nem um filtrozinho?... nada? Com esse combustível que a gente tem que usar? é ruim heim!!

Atenção é trezentas horas sem manutenção profissional,lógico que tem que lavar o motor ,passar spray ,etc se for usar em agua salgada tem que ter manutenção maior ,adoçar ,etc...

ta lá no manual! com relação as velas durarem ,são velas diferentes ,e a centelha é menor porque a queima é melhor controlada ,por isto gasta menos vela.agora se colocar gasolina batizada e não trocar o filtro ,vai ter problema antes das 300 horas ,se deixar gasolina ruim tambem ,com relação aos condicionadores de gasolina não tenho testes aqui no Brasil com nossa gasolina ,e sim pode usar a hibernação aqui mesmo com nossas temperaturas.

Todos os motores 4 ou 2 tempos apresentam consumo semelhante alguns melhores numa faixa e outros em outra ,a diferença é irrelevante ,é questão de Mkt ,o diferencial é peso ,torque em que os dois tempos tem vantagens sobre os quatro tempos ,de resto Opti x E-TEc ,eu acho que o E-TEC é mais moderno e com tecnologia melhor ,é só isto.

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E-Tecs

Fatos ou mitos?

Após quatro anos de seu lançamento e de muita discussão na Internet, clubes, marinas e oficinas quer seja sobre a propaganda nos EUA (o infomercial onde uma lancha com E-tec afunda outra com Yamaha) quer seja sobre as trezentas horas entre revisões ou sobre seu funcionamento no Brasil (Álcool na gasolina), todos querem saber se realmente o motor da Evinrude é tudo aquilo se fala dele na propaganda ,nada como o tempo ,aliás ,dizem que o tempo é o senhor da verdade .Então Vamos aos fatos.

1) Trezentas horas entre as revisões periódicas.

Entender o significado desta premissa dos motores Evinrude talvez tenha sido a maior dificuldade do usuário comum, alguns entendem que são trezentas horas sem manutenção, que o anodo vai durar às trezentas horas ou que até mesmo o óleo de rabeta usado em determinadas condições vai ter uma vida útil de trezentas horas.O manual do proprietário na programação de manutenção indica um total de trezentas horas entre as revisões periódicas e salienta que a manutenção de rotina é necessária para todos os produtos mecanizados.Ressalvando inclusive que: Para uso comercial ou pesado, deve-se fazer verificações mais freqüentes desses itens (recomenda-se verificações anuais) .Obviamente manuais também tem a premissa de invariavelmente não serem lidos,neste caso a ignorância custa caro seja para o proprietário ou para a Evinrude ,onde não são raros os casos em que mesmo que o usuário tenha sido negligente a peça em questão foi substituída em garantia.

Talvez algumas revendas não façam, mas deveria ser obrigatória a entrega técnica do motor.A grande maioria dos usuários tem uma opinião própria sobre como de ser feita a manutenção e operação do motor e às vezes algum antagonismo ou mesmo velhos hábitos, como dar um banho de vaselina no motor ainda são muito comuns.Lanchas que trafeguem em canais estreitos como o de Cabo Frio onde há um grande número de pescadores no costão devem ter o hélice retirado periodicamente para ver se não há linhas de pesca que possam deslocar os retentores da rabeta afim de não vazar óleo ou entrar água.A grande maioria dos "marinheiros ou lavadores de lancha" desconhece certos procedimentos que são ministrados na entrega técnica e mesmo assim como a rotatividade no setor é alta, principalmente nas grandes marinas, os conhecimentos se perdem na passagem do cargo.No nosso caso que é manutenção de motores em uso em água salgada, apenas na ultima página do manual diz-se que: O uso em água salgada exige inspeções e lubrificações mínimas adicionais.Com todos estes detalhes os motores monitorados por nós apresentaram um índice mínimo em relação a questões de garantia e de funcionamento insatisfatório e mesmo assim ligados a parte de mapeamento da ignição,em que não impede o uso do motor.

Consumo – a propaganda assegura que os motores E-tecs são os mais econômicos, na verdade após testes de diversas revistas o que se verifica é que os motores modernos querem sejam de dois tempos ou quatro tempos com injeção tem um consumo muito parecido diferenciando em determinadas rotações e velocidades, mas como todos tem torque e curva de potencia diferentes fica muito difícil fazer uma comparação direta entre dois e quatro tempos, na verdade a analise mais importante para o usuário final é quando compara o seu E-tec com relação ao seu motor anterior quer seja tenha sido carburado , ficht ,dois ou quatro tempos, em todos os casos a opinião foi unânime sobre como os E-Tecs são mais econômicos.

Todos os anunciantes de motores dizem que seus produtos são os mais rápidos e mais potentes do mercado. Neste caso a Legislação americana diz que a potencia declarada pelo fabricante não deve ser superior nem inferior a 10% da potencia anunciada. Neste caso nós gostariamos de saber qual a potência correta aqui no Brasil, com nossa gasolina batizada com vinte e cinco por cento de álcool somente testes no dinamômetro poderão dizer corretamente qual a verdadeira potencia, qual o torque em cada rotação e mesmo assim seriam necessárias umas amostras mínimas de cada motor para ser tirada a média, pois mesmo motores iguais tem diferenças na potência e torque.

Garantia. Aqui é o ponto forte da Evinrude, não apenas foram pouquíssimos casos de garantia, é bem verdade que nos primeiros motores apresentaram um número maior, hoje é quase desprezível e raro o procedimento de garantia, em quatro anos de E-tecs só vimos uma cabeça de força com problema.Sendo esta garantia incondicional, nunca vi nenhuma solicitação de garantia de um E-tec ser negada.

Valor de mercado. É difícil dizer qual o valor de revenda de um E-tec, somente agora alguns estão sendo revendidos e não sei qual a queda de preço em relação a um motor novo isto ainda vai demandar um tempo a mais.

Motores mais limpos. Este característica do motor que de acordo com a EPA (inclusive ganhou um prêmio dela) são os mais limpos, em muito pouco interessa ao consumidor brasileiro, na verdade ele quer ligar o motor e não ver aquela fumaça branca invadindo o píer, aliás, para muitos a fumaça branca é identificada como motores dois tempos e o fato de os motores Evinrude serem exclusivamente marítimos leva sempre a pergunta.

Mas os motores dois tempos não foram banidos? Não são coisas do passado?Porque as motos de dois tempos não são mais fabricadas?

E-tecs e a gasolina brasileira. Os grandes problemas causados pelo álcool em nossa gasolina são resultantes do contato de certas ligas metálicas e certos tipos de borrachas com o álcool ou o subproduto resultante da separação do álcool da gasolina por um excesso (mais de 5%) de água. A OMC teve diversos problemas nesta área nos anos 80 e 90 e aprendeu a lição que foi herdada pela BRP.Todos os componentes fabricados por ela são aprova de álcool, inclusive as caixas separadoras, que eram o calcanhar dos fichts.O grande problema da gasolina brasileiro é resultante do crime de falsificação de combustível e neste caso não existe motor nenhum que funcione satisfatoriamente com gasolina adulterada.Tivemos pouquíssimos casos de garantia, acho que um ou dois de problemas relacionados à gasolina e mesmo assim nos motores pré-série.Neste aspecto a dor de cabeça maior esta com a concorrência.

Internet – A grande rede é hoje o melhor referencial de estudo para qualquer objeto que se queira comprar, seja um sapato ou até um automóvel, todos os proprietários dão sua opinião e a pesquisa diária nos fóruns transmite a segurança necessária em dissipar qualquer dúvida em relação a um item em que se queira adquirir, quer seja em relação ao motor, sua garantia, assistência técnica, problemas relacionados ao álcool na gasolina, satisfação entre proprietários, consumo, melhor ajuste de hélice, pequenas dúvidas em relação à manutenção, etc.neste ponto a pesquisa realizada no recente verão norte americano mostrou que a grande dúvida dos clientes é em relação a preço, longevidade, problemas causados na montagem do barco, comparações com motores anteriores querem sejam dois ou quatro tempos, neste quesito os E-tecs tem se mostrado bem superiores a media, principalmente quando perguntados sobre satisfação com o produto.

Conclusão. A propaganda do E-tec é exatamente o que ela é propaganda e o motor se for comparado as suas gerações anteriores e mesmo em relação a sua concorrência é um salto bem expressivo.O que realmente importa é a satisfação do cliente, esta é a melhor propaganda talvez o fato de não poder errar mais, já que a antiga OMC pecou em alguns aspectos dos finados Fichts, a campanha tenha sido bem agressiva, o que causou um certo furor entre os concorrentes para dizer o mínimo, criando até uma certa animosidade somente vista em relação a times de futebol, paixões por marca ou qualquer coisa no gênero, acho que neste aspecto polemico a BRP conseguiu criar uma "aura" em relação aos E-Tecs, criando o mito da indestrutibilidade, o que eventualmente causa uma ou outra frustração, mesmo que o defeito do motor

não tenha sido causada por erro de fabricação, a vasta maioria dos problemas encontrados são originados em erros de montagem, procedimentos errôneos do usuário, combustível adulterado e baterias descarregadas.Que venha agora a linha completa dos E-tecs dos 9.9 aos 300 hps, pois que a marca já se encontra consolidada e é sinônimo de qualidade.

PARAGON

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito boa matéria :bs-aplauder:

A maioria dos usuários são assim, principalmente usuários esporádicos:

Se o motor nunca dá problema e ele faz revisões periódicas, ele vai sempre falar bem do motor.

Agora basta o motor dar um probleminha que o usuário vai botar no jornal que o motor não presta.

Eu não usaria 300 hs um motor sem nunca fazer nada nele, é contra meus princípios.

Abs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Todos os componentes fabricados por ela são aprova de álcool, inclusive as caixas separadoras, que eram o calcanhar dos fichts

oi Jorge, os novos separadores de vapor são plasticos ou mudaram o sistema de pintura dos mesmos?

os raros problemas que eu tive com meus FICHT foram relacionados a pintura do separador de vapores que descolava e danificava a bomba elétrica

abraxxxxxxxxxx

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

oi Jorge, os novos separadores de vapor são plasticos ou mudaram o sistema de pintura dos mesmos?

os raros problemas que eu tive com meus FICHT foram relacionados a pintura do separador de vapores que descolava e danificava a bomba elétrica

abraxxxxxxxxxx

Grande Tuba ,me lembro de vc no Salão do rio ,ha uns 3 ou 4 anos...

é a caixa separadora dos E-TEc's é de Plastico ,aliás tudo o que é de alumínio sem pintura o alcool corroi .

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grande Tuba ,me lembro de vc no Salão do rio ,ha uns 3 ou 4 anos...

é a caixa separadora dos E-TEc's é de Plastico ,aliás tudo o que é de alumínio sem pintura o alcool corroi .

Abraços

Paragon, e quanto ao amaciamento, é verdade que posso já utilizar o E-TEC pela primeira vez como se já fosse um motor amaciado, ou é bom seguir algum procedimento de amaciamento?

Obrigado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0