Entre para seguir isso  
Vladimir Ferreira

Manutenção completa de molinetes.

Recommended Posts

Conforme a sugestão do Fábio (Baca) estou criando este novo tópico para deixá-lo fixo, onde temos a abordagem completa sobre o assunto.

Porém os respectivos tópicos, com todos os posts que deram origem a este, irão continuar separados, até porque não tenho como editá-los, abaixo o link dos dois:

Manutenção de molinetes.

Manutenção das bobinas dos molinetes.

Vejo que este assunto muitas vezes gera alguma controvérsia, pois alguns não "gostam", outros ficam com medo, outros se arriscam e se dão mal, outros se arriscam e acabam se tornando especialistas e sentem muita satisfação em fazer este tipo de serviço.

Mas para os que não o fazem, temos bons profissionais para isto, mas tomem alguns cuidados, pois também temos alguns picaretas.

Conheço muita gente que só se lembra de procurar um profissional apenas quando o equipamento apresenta algum problema, não se preocupando nem com os cuidados mínimos durante e após cada pescaria e muito menos com a manutenção preventiva que é extremamente importante.

Principalmente para aqueles que pescam no mar este cuidado deve ser constante, desde uma simples lavada após cada pescaria e umas gotas de óleo em alguns pontos, tais como, line roller, fixações da alça do pick-up, manivela e fricção.

Eu particularmente gosto muito de fazer a manutenção periódica dos meus molinetes e carretilhas. Para aqueles que queiram ou até mesmo já se arriscam a fazê-la vai aí algumas dicas.

Fazer uma planilha onde possa anotar a da data que foi feita a manutenção do equipamento, ajuda muito, pois assim teremos em mãos um controle eficaz e mesmo assim fazer algumas verificações periódicas, para saber como eles estão. Hj em dia alguns modelos já possuem um local para fazer uma inspeção rápida.

Quando for fazer a desmontagem utilizar ferramentas, graxa, óleo, removedor de graxa apropriado e também alguns complementos (papel, pincel, panos e etc..). Também é importante estar em um local bem iluminado e arejado.

ferramentaseprodutos.jpg

Neste caso estou fazendo a manutenção em um molinete da Daiwa (Basia Surf 45 QD) que são muito mais simples e possuem menos peças que os Shimano, até para não sofrer muito, se bem que, nas últimas três semanas eu já havia desmontado e sofrido um pouco com três Shimano.

Fazer a desmontagem e montagem sequenciada, começando pela parte superior, peça por peça, se possível fazendo com que elas fiquem mais ou menos na ordem de desmontagem e com bastante calma, sem pressa vá observando a posição de cada peça, caso possua o esquema, poderá até fazer o acompanhamento por ele.

desmontagemsequenciada.jpg

Terminado a desmontagem da parte superior, que sempre é a mais difícil, utilizando um recipiente plástico, faça a limpeza com a ajuda de um pincel e querosene, remova toda sujeira, graxa e óleo. Depois de completamente limpas, seque cada uma das peças com a ajuda de papel toalha, papel higiênico e pano.

limpasesecas.jpg

Finalizada esta etapa comece a desmontar a parte de baixo (máquina) que é a mais simples, pois as peças são maiores e em menor número, repetido todo o processo citado acima, que por sinal já estava realmente precisando de uma geral. :eek::eek::eek:

basiasujo.jpg

Terminada também esta etapa, recomece na ordem inversa a montagem, lubrificando cada uma das peças que necessitam de lubrificação, tais como, coroa, pinhão, engrenagens, rosca-sem-fim, rolamentos, eixos, mancais e etc...

Lembrando que para isto sempre é necessário disponibilidade de tempo, tranquilidade, atenção e concentração.

Finalmente após a montagem completa, verifique se tudo está ok e funcionando perfeitamente.

limpoelubrificado.jpg

Neste caso utilizei graxa e óleo da Quantum (vermelha), de ótima qualidade, sendo que a graxa pela cor facilita o acompanhando do seu estado, pois conforme ela vai perdendo a suas qualidades vai escurecendo até ficar quase preta.

Como citei acima após cada pescaria sempre lavo os equipamentos e costumo deixá-los por alguns dias secando na sombra em um local arejado. Em casa para este fim eu mesmo fiz um suporte, utilizando alguns fixadores de engate rápido, que foram trocados por novos em alguns caniços.

O suporte que fica embaixo de uma prateleira.

suportedescanso.jpg

Detalhe dos fixadores.

suporteemdetalhe.jpg

Dando continuidade ao tópico não poderíamos deixar de tratar dos carretéis que tem sido um tema bastante discutido ultimamente, fazendo uma abordagem sobre a sua manutenção e os cuidados com os mesmos.

Muitas vezes ficamos preocupados se eles estão com muita ou pouca linha, se a linha está resistente e não nos preocupamos com sua manutenção, que é bem simples e também com alguns cuidados básicos desta parte do molinete tão importante, que fica muito exposta e sujeita a absorção de todo o tipo de resíduos e água salgada, que podem ser nocivos para a sua durabilidade e eficiência.

Como eles ficam meio que camuflados em baixo da manopla da fricção e fixa no eixo, não fazemos nem ideia de como eles estão.

Para termos uma noção exata de como eles estão devemos desmontá-los. Aproveitei para utilizar dois tipos de carretéis com características diferentes, um é o original, que possui feltro para separar as partes metálicas e o outro utiliza um tipo de fibra, que são de um mesmo modelo de molinete.

Sempre tomando o cuidado para fazê-lo de forma sequenciada, pois algumas peças possuem características diferentes.

tudosujo8976.jpg

Os dois carretéis ainda sujos por dentro:

carreteissujos4567.jpg

Peças do de teflon ainda sujo:

fricoteflonsujas.jpg

E do original:

peasoriginaissujas.jpg

Depois de desmontados, em ambos os casos eu deixo as peças por um tempo imerso dentro de um pequeno recipiente com querosene. As arruelas de feltro são as que necessitam de um cuidado maior, depois de retiradas do recipiente elas estarão limpas, utilizando um papel toalha eu faço com que elas fiquem praticamente secas. Depois faço a limpeza das partes metálicas apenas com papel toalha.

Os carretéis eu limpo com papel toalha, pincel e hastes flexíveis (cotonetes) umedecidas com querosene, removendo tudo que estiver dentro de sua cavidade superior, bem como, na parte interna.

Detalhes do de teflon limpo:

carretelteflonlimpo.jpg

E do original limpo:

originalimpo678.jpg

Depois de tudo limpo e seco começo o processo de montagem, o carretel que possui as arruelas de feltro eu lubrifico com uma pequena quantidade de óleo e nos de fibra, eu faço a lubrificação com um pouco de graxa fina.

Vale a pena destacar que sempre a arruela que vai ficar na parte superior é a que possui o rebaixo no centro, para que fique fixa no eixo, evitando que a fricção aperte sozinha.

Ambos limpos e montados:

carreteislimpo123.jpg

Inclusive onde ele se apoia:

apoiocarretel.jpg

Com relação aos cuidados, faço a recomendação de que sempre que for lavá-los, que o façam montados no molinete, com a fricção apertada para evitar a absorção de água, principalmente dos que possuem arruelas de feltro.

Sempre embaixo da minha mesinha (secretária) na praia, mantenho um balde com água doce e sobre ela uma toalha, para fazer a limpeza e secagem das mãos, evitando assim colocá-las sobre o molinete com resíduos de iscas, areia, muco de peixe e água salgada, que fatalmente irão se depositar dentro do carretel e/ou fricção.

Abaixo uma sequência de fotos feitas há algum tempo durante a limpeza de um molinete, com a fricção mais convencional.

Antes da desmontagem, parece a caçamba de um caminhão de areia: :bag:

emblemsujo1.jpg

Desmontado e muito sujo:

emblemcaretelant1.jpg

Peças limpas:

emblemcaretlimpo1.jpg

Montado e lubrificado:

emblemmontado.jpg

Abçs,

  • Like 5

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grande Vladimir,

Parabéns pelo ótimo post! Haverá de ser muito útil para todos! bs-aplauder.gifbs-aplauder.gifbs-aplauder.gif

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado Domingos, atendendo a sujestão do Fábio (Baca) eu apenas fiz a junção dos dois tópicos, espero que tenha ficado bom assim. :unsure: :unsure: :unsure:

Um abraço,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Agora sim, um guia completo de manutenção de molinentes! :iCo01::bs-aplauder:

Aproveitando o ensejo, queria fazer uma pergunta aos amigos...

Estava pescando de caiaque no mangue e peguei um robalo de pouco mais que 1 kg, mas o danado escapoliu do alicate e com uma rabanada jogou meu molinete n'água.

A água estava completamente salgada. O molinete (Shimano Stradic 1000) mergulhou completamente por cerca de 5 segundos. Não houve contato com o fundo (areia).

A questão é:

1) Devo desmontá-lo para fazer uma manutenção completa?

2) O que fiz foi chegar em casa e lavar com água corrente e sabão por cerca de 3 minutos. Depois, sequei e joguei o óleo lubrificante que vem com o próprio molinete pela sua entrada de lubrificação rápida (joguei bastante). Esse procedimento ajuda?

3) O ocorrido foi a uma semana atrás, ainda resta alguma coisa a fazer? Ou é tarde demais?

Segue a foto do danado que causou a bagunça (e o alicate maledeto)...

16122010011001.jpg

Abraçoooo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fábio nestes casos o ideal seria logo em seguida deixá-lo em imersão em um recipiente com água doce, para neutralizar a ação da água salgada e posteriormente fazer toda a desmontagem, limpeza e lubrificação.

Se tiver que acontecer algo a esta altura já era, a peças mais vulneráveis não as externas, principalmente sua parte superior, por exemplo, pick-up, sistema de desarme, line-roler, rolamentos, sistema antirreverso, manivela, fricção, eixo e etc.

Mesmo assim até para aproveitar a oportunidade e por desencargo de consciência eu recomendaria dar uma geral nele, de toda sorte é um Shimano e é nestas horas que a qualidade do material faz a diferença.

Este é o modelo novo, recém-adquirido? :eek::eek::eek:

Não coloque a culpa no coitado!!! :4::4::4:

Abçs,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fábio nestes casos o ideal seria logo em seguida deixá-lo em imersão em um recipiente com água doce, para neutralizar a ação da água salgada e posteriormente fazer toda a desmontagem, limpeza e lubrificação.

Se tiver que acontecer algo a esta altura já era, a peças mais vulneráveis não as externas, principalmente sua parte superior, por exemplo, pick-up, sistema de desarme, line-roler, rolamentos, sistema antirreverso, manivela, fricção, eixo e etc.

Mesmo assim até para aproveitar a oportunidade e por desencargo de consciência eu recomendaria dar uma geral nele, de toda sorte é um Shimano e é nestas horas que a qualidade do material faz a diferença.

Este é o modelo novo, recém-adquirido? :eek::eek::eek:

Não coloque a culpa no coitado!!! :4::4::4:

Abçs,

Ok Vladi, vou abrir o danado e ver como ficou...

Achei que a lavagem e o óleo ajudariam a diminuir os efeitos a água salgada, mas, agora, lendo seu post, vejo que o ideal seria mesmo iniciar com uma imersão.

Só a lavagem em água corrente não alcança todo o molinete. E o óleo, quando jogado pela porta de lubrificação rápida, tb não!

Mas, hoje de noite eu abro para ver o que sucedeu!

O molinete é novo tb (tem cerca de 1 ano de uso, com muito cuidado), mas não é aquele que comprei esses dias não!

Por fim, culpa não foi do peixe não, foi minha mesmo, que estou em uma fase bem desatenta. Bati o carro, deixei o molinete cair nágua e, para terminar, ontem cravei uma garatéia no dedo... kkkkk

Tem um relatinho novo na seção dos caiaqueiros com essa última façanha...

Abraçooooooooo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Vladi!

Onde consigo comprar essa graxa vermelha da quantum?

Abraçoooo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fábio vou dar uma pesquisada e te dou um alô.

Abçs,

Mt bom o post parabéns e obrigado pela ajuda

boa pescaria sempre

Martins-ES

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

raaapazz, se eu desmontá num monto mais não, :blink: mais gostei dos suportes que vç colocou nas prateleiras, vou fazer tanbén. :joia:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tópico perfeito.... olha faço manutenção nos meus molinetes aqui...mas nada tão profissional como vc faz...foi bom que aprendi coisas novas....vlw!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vladimir,show de bola gostei muito ,meus parabens muito bom vivendo e aprendendo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bom, parabéns.

nota 10... muito util...

Show

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa, hoje desmontei meu xodó, o shimano stradic 1000, aquele que tinha caído na água salgada há algum tempo atrás.

Bom, naquela época, o procedimento que adotei foi lavar ele em água doce corrente, e jogar óleo de lubrificação dentro pela porta de lubrificação rápida.

Depois, perguntando aqui no fórum, soube que o procedimento correto seria mergulhá-lo em água doce e depois desmontar para limpar e lubrificar.

Como não fiz nada disso, hoje tinha uma certa expectativa, para saber se estava tudo certo por dentro...

Bom, a primeira coisa que posso dizer é que foi o molinete com mecanismo mais complexo que já me aventurei a desmontar... Nem acreditei que cabia aquele tanto de peças dentro daquela "caixa" tão pequena!

Todas as peças estavam em perfeitas condições, como se nunca tivessem visto sal na vida. Nessas horas é que a gente entende porque produtos bons possuem preços diferenciados.

Tive alguns pequenos problemas para remontar.

Eu sempre faço um esquema de ordem de retirada das peças, para poder ir voltando na mesma ordem e não esquecer nada. Isso funciona muito bem. Os únicos problemas que tive foram com as peças que caíram antes da hora (kkkkkkk) e principalmente com o lado correto (vc tira, coloca em cima da mesa e só na hora de remontar que se liga que a peça tem dois lados, e vc não decorou qual era o correto).

Mas, nada que um pouco de paciência e verificação dos encaixes não resolva.

Bom, quem quiser se aventurar a desmontar, ficam as dicas!

No mais, só faltou uma graxa de melhor qualidade. Ai ia ficar perfeito...

Abraçooo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa, hoje desmontei meu xodó, o shimano stradic 1000, aquele que tinha caído na água salgada há algum tempo atrás.

Bom, naquela época, o procedimento que adotei foi lavar ele em água doce corrente, e jogar óleo de lubrificação dentro pela porta de lubrificação rápida.

Depois, perguntando aqui no fórum, soube que o procedimento correto seria mergulhá-lo em água doce e depois desmontar para limpar e lubrificar.

Como não fiz nada disso, hoje tinha uma certa expectativa, para saber se estava tudo certo por dentro...

Bom, a primeira coisa que posso dizer é que foi o molinete com mecanismo mais complexo que já me aventurei a desmontar... Nem acreditei que cabia aquele tanto de peças dentro daquela "caixa" tão pequena!

Todas as peças estavam em perfeitas condições, como se nunca tivessem visto sal na vida. Nessas horas é que a gente entende porque produtos bons possuem preços diferenciados.

Tive alguns pequenos problemas para remontar.

Eu sempre faço um esquema de ordem de retirada das peças, para poder ir voltando na mesma ordem e não esquecer nada. Isso funciona muito bem. Os únicos problemas que tive foram com as peças que caíram antes da hora (kkkkkkk) e principalmente com o lado correto (vc tira, coloca em cima da mesa e só na hora de remontar que se liga que a peça tem dois lados, e vc não decorou qual era o correto).

Mas, nada que um pouco de paciência e verificação dos encaixes não resolva.

Bom, quem quiser se aventurar a desmontar, ficam as dicas!

No mais, só faltou uma graxa de melhor qualidade. Ai ia ficar perfeito...

Abraçooo

Ainda bem que não teve danos, realmente a desmontagem completa dos Shimanos é complicada.

Fábio vc utilizou a nova graxa?

Abçs,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ainda bem que não teve danos, realmente a desmontagem completa dos Shimanos e complicada.

Fábio vc utilizou a nova graxa?

Abçs,

Usei sim, a branca (náutica) da Ricaquimica:

http://www.ricaquimica.com.br/produtos.asp?idproduto=14&idcategoria=8

Achei que ficou um pouquinho "duro".

Hoje, não satisfeito, coloquei um pouco de óleo (aquele que vem junto com o molinete) pela porta de lubrificação rápida e rodei bem a manivela. Funcionou. Agora está macio como novo!

Não sou um cara muito experiente em graxas, então, posso estar falando besteira. Eu achei ela com uma textura diferente. Parece um sabão misturado com grafite! kkkkk

Bom, tenho que fazer mais testes, pois, muita coisa pode influenciar na maciez, inclusive o excesso de graxa.

Hoje mesmo lubrifiquei um molinete de um amigo com essa mesma graxa e ficou ótimo, tudo bem que era um ALUMA 5000, muito mais pesado e robusto que meu STRADIC 1000...

Molinete precisando de cuidados não faltam aqui em casa. Vamos ver como ficam os outros!

Abraçãooooo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Usei sim, a branca (náutica) da Ricaquimica:

http://www.ricaquimica.com.br/produtos.asp?idproduto=14&idcategoria=8

Achei que ficou um pouquinho "duro".

Hoje, não satisfeito, coloquei um pouco de óleo (aquele que vem junto com o molinete) pela porta de lubrificação rápida e rodei bem a manivela. Funcionou. Agora está macio como novo!

Não sou um cara muito experiente em graxas, então, posso estar falando besteira. Eu achei ela com uma textura diferente. Parece um sabão misturado com grafite! kkkkk

Bom, tenho que fazer mais testes, pois, muita coisa pode influenciar na maciez, inclusive o excesso de graxa.

Hoje mesmo lubrifiquei um molinete de um amigo e ficou ótimo, tudo bem que era um ALUMA 5000, muito mais pesado e robusto que meu STRADIC 1000...

Molinete precisando de cuidados não faltam aqui em casa. Vamos ver como ficam os outros!

Abraçãooooo

Fábio um dos segredos é não colocar muita graxa, pois isto fará que ele primeiro tenha que se ajustar, espalhando o excesso e assim gradativamente vai ficando mais macio.

Abçs,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fábio um dos segredos é não colocar muita graxa, pois isto fará que ele primeiro tenha que se ajustar, espalhando o excesso e assim gradativamente vai ficando mais macio.

Abçs,

Ontem fiz manutenção de um Daiwa Theory, que tenho há uns 10 anos...

A lubrificação estava um caco, nem sei como o molinete rodava! Tinha graxa até nos rolamentos... :blink:

Limpei as peças com querosene, as peças estavam perfeitas, ficou ótimo!

Por sinal, o mecanismo da Daiwa é muito mais simples mesmo.

O bom é que já estou me acostumando com os mecanismos, já deixo as peças mais espalhadas sem ter problemas para saber onde se encaixam...

Abraçooo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

vou dar uma geral no meu aki :D :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito legal mestre Vladimir ! Tópico sensacional :bs-aplauder: :bs-aplauder: :bs-aplauder: Uma dúvida, no meu molinete Basic BWS da Hiro vou limpar por fora ele hoje e saiu a pecinha que segura os discos de fricção, aproveitei e vi que os disco estavam muito sujos de graxa, eles são vermelhos, isso é normal ?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito legal mestre Vladimir ! Tópico sensacional :bs-aplauder: :bs-aplauder: :bs-aplauder: Uma dúvida, no meu molinete Basic BWS da Hiro vou limpar por fora ele hoje e saiu a pecinha que segura os discos de fricção, aproveitei e vi que os disco estavam muito sujos de graxa, eles são vermelhos, isso é normal ?

Victor, eu acredito que estes discos (vermelhos) devem ser os que separam os de metal.

Apenas remova toda as peças, limpe bem, assim como, a cavidade do carretel onde elas se alojam. Depois de tudo limpo e seco, passe uma camada bem fina de graxa, Não utilize óleo neste caso, com o tempo ele acaba escorrendo por gravidade e até mesmo pela temperatura mais elevada, em dias mais quentes.

Não se esqueça, quando for dar uma lavada nos molinetes, mantenha a fricção fechada, depois de algum tempo solte-as, para que estas peças não fiquem sob pressão, isto poderá acarretar em deformação.

Veja abaixo, estes discos (escuros) são de fibra:

carretelteflonlimpo.jpg

Já estes aqui são de feltro:

originalimpo678.jpg

Nos de feltro eu prefiro utilizar apenas umas gotinhas de óleo, já que eles possuem um poder maior de absorção.

Abçs,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Victor, eu acredito que estes discos (vermelhos) devem ser os que separam os de metal.

Apenas remova toda as peças, limpe bem, assim como, a cavidade do carretel onde elas se alojam. Depois de tudo limpo e seco, passe uma camada bem fina de graxa, Não utilize óleo neste caso, com o tempo ele acaba escorrendo por gravidade e até mesmo pela temperatura mais elevada, em dias mais quentes.

Não se esqueça, quando for dar uma lavada nos molinetes, mantenha a fricção fechada, depois de algum tempo solte-as, para que estas peças não fiquem sob pressão, isto poderá acarretar em deformação.

Veja abaixo, estes discos (escuros) são de fibra:

carretelteflonlimpo.jpg

Já estes aqui são de feltro:

originalimpo678.jpg

Nos de feltro eu prefiro utilizar apenas umas gotinhas de óleo, já que eles possuem um poder maior de absorção.

Abçs,

Como sempre, muito obrigado ! Limpo os discos que separam e os de fricção ? Usar cotonete com querosene para fazer essa limpeza ?

Abraçoo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Como sempre, muito obrigado ! Limpo os discos que separam e os de fricção ? Usar cotonete com querosene para fazer essa limpeza ?

Abraçoo

Sim, limpe tudo da melhor maneira possível, fazendo a remoção dos resíduos e o querozene para remover o lubrificante velho.

Abçs,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

caramba isso é uma aula de manutenção, aqui na região é difícil encontrar quem faça esse tipo de serviço, queria saber do amigo Vladimir de quanto em quanto tempo é recomendado realizar esse tipo de manutenção, tenho um maruri gh 7000, e os cuidados que tenho com ele são de lavar em agua corrente morna com a fricção apertada, e depois lubrificar com óleo singer as partes externas e os rolamentos da manivela, e graxa branca no carretel mas sem desmontar, uso aquela em spray com auxilio de um bico fino, queria saber se está correto e de quanto em quanto tempo devo realizar essa manutenção geral.. apesar de nunca ter me dado problema ele não me transmite confiança e queria dica de um molinete long cast 6000 - 7000 porém no maximo até R$200,00 o orçamento ta curto...vlw amigos. e estão de parabéns pelo fórum.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso