Entre para seguir isso  
Seguidores 0
Mauricio.

O peixe sapo

34 posts neste tópico

Já é pela segunda vez que capturo o horrível peixe sapo nos canais do Casqueiro. Não sei o nome científico dessa espécie. Creio que a espécie deva ser endêmica nos canais de Santos. Vejam como o bicho é virado em boca!

casqueiro28060820th0.jpg

Sempre uma ingrata surprêsa quando fisgados...

casqueiro28060821dv4.jpg

Observem os dentes no céu da boca. Haviam muitos e eram pontudos, a foto não mostra bem. A mordida é forte, ele mastigava o alicate.

casqueiro28060822ej3.jpg

Outras fotos de um exemplar capturado em uma pescaria anterior:

dsc00028xk0.jpg

Não eram exemplares grandes, o peso deveria estar em torno dos 200 gr. Mas são impressionantes.

dsc00029iy2.jpg

dsc00030vj9.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

que feioso !!

abraxxx

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mauricio, essa coisa têm aos montes ali no pier em São Vicente, o pessoal que pesca espada alí sofre com essa praga.

Abs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Parece peixe-pedra...

Pegou esse aí no pen rod?

Pq vc deu o alicate pra ele comer?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

kkkkkkkkkkkkkkkkk

Mau sapaum auhauahaha

kkkkk feio demais :foto::foto:

Parece peixe-pedra...

Pegou esse aí no pen rod?

Pq vc deu o alicate pra ele comer?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Parece peixe-pedra...

Pegou esse aí no pen rod?

Pq vc deu o alicate pra ele comer?

Tinham acabado as batatinhas.... :simsim:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tinham acabado as batatinhas.... :simsim:

kkkkkkkkkkkkkkkkk.....pensei que fosse oferecer arroz pra ele!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

parece aqueles peixes que tinham em cubatão na época da poluição pesada... :wacko::wacko:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
kkkkkkkkkkkkkkkkk.....pensei que fosse oferecer arroz pra ele!

O arroz eu guardo para as pescadas, he he he he he he :chuvaa:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tá cheio dessa praga aqui no RJ também.

Além de feio só serve para levar anzol para as pedras.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

uai cara..

eh ateh bonitinho...

feio mesmo eh o abotoado!

e bicho nojento!

isso ai com arroz deve fica uma beleza!

iuahiuahiuahiuahiuaha

grande abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opsanus Brasiliensis, derivado do Opsanus Tau, espécie originária da América Central que possívelmente veio em lastros de navios.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sai direto esse peixe na Ponta da Praia.. um atras do outro

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Mauricio!

Li sobre este peixe em uma revista, com autoria de um biólogo, que ele é peçonhento e inocula seu veneno de maneira voluntária ou involuntária através dos raios das nadadeiras modificados ( orifício interno). Possue espinho dorsal curto com glândulas de veneno em sua base. Um outro exemplo são os mandis-chorões de água doce com espinho modificado nas nadadeiras dorsal e peitoral. Então deve-se tomar muito cuidado ao manusear este peixe.

oDiovani sabe muito bem o tamanho da dor :assobiando:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Oi Mauricio!

Li sobre este peixe em uma revista, com autoria de um biólogo, que ele é peçonhento e inocula seu veneno de maneira voluntária ou involuntária através dos raios das nadadeiras modificados ( orifício interno). Possue espinho dorsal curto com glândulas de veneno em sua base. Um outro exemplo são os mandis-chorões de água doce com espinho modificado nas nadadeiras dorsal e peitoral. Então deve-se tomar muito cuidado ao manusear este peixe.

oDiovani sabe muito bem o tamanho da dor :assobiando:

Foi bom ter me avisado. Já evitei tocar no peixe nas duas vezes que o capturei, agora vou tomar mais cuidado ainda. :eek:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esse pediu pra ser feio e entro 100 vezes na fila...hauhauaauah

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Oi Mauricio!

Li sobre este peixe em uma revista, com autoria de um biólogo, que ele é peçonhento e inocula seu veneno de maneira voluntária ou involuntária através dos raios das nadadeiras modificados ( orifício interno). Possue espinho dorsal curto com glândulas de veneno em sua base. Um outro exemplo são os mandis-chorões de água doce com espinho modificado nas nadadeiras dorsal e peitoral. Então deve-se tomar muito cuidado ao manusear este peixe.

oDiovani sabe muito bem o tamanho da dor :assobiando:

Olá Bel, a uns 3 anos atrás, eu pescava toda semana a noite na ponta da praia em Santos, teve noite de pegar mais de 50 desses peixes, lá de dia não pega tanto, mas a noite eles superam os bagres, pois acho que não há predador natural pra ele (talvez sejaam as garoupas e meros, escassos na região), antes eu tb ouvia falar nisso, mas com o tempo, tendo que tirar bagre, mamangaba e essas coisas do anzol de minha esposa e meu pai, comecei a pegá-los na mão, uma hora não achava o alicate, na outra a luva agarra peixe, o pano, etc.....foi na mão mesmo. Percebi, que mesmo o pessoal falando desses espinhos, que o peixe sapo (opsanus brasiliensis) não tem espinhos, ele tem sim dois esporões laterais, como 90% dos peixes de mar, porém nunca me cortei neles, pois não são afiados como os de robalo, garoupa, jaguariçá, etc.

O problema é que como ele tem a característica de quebrar ostras e mariscos nos dentes (o nome dele nos EUA é Oyster Toadfish), ele deve ter uma mordida muito dolorosa, não tanto como de um baiacu, espada, pacu ou anchova.......

Acho que as pessoas criam muitos medos sobre esses peixes só pq são esquisitos, como num post anterior, sobre o miracéu, tb já peguei deles e realmente não achei os tais espinhos venenosos.

Abração.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
O problema é que como ele tem a característica de quebrar ostras e mariscos nos dentes (o nome dele nos EUA é Oyster Toadfish), ele deve ter uma mordida muito dolorosa, não tanto como de um baiacu, espada, pacu ou anchova.......

Abração.

É verdade, ele possui dentes no céu da boca e tinha mordida poderosa. :eek:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ATYAAACiVXGJEonQnCjabjr5H8ZIUjrhqK12LYE7

ATgAAADT2GueYWk5Ordk7yigm5iJeRg_-K19c95f

ATgAAAAYSJtECVHmVvlHnLQENCkvX4aFWgQmfYaz

ATgAAADx8z-qP9znj6NofZ3lWotSV63oY-vj4KAd

Será que o pessoal não confunde peixe sapo com mamangaba?

O peixe sapo é o grande, sem espinhos....já o mamangaba

ATgAAADBc-QCcWNqFwP96YLzvmGiRY9bPKDYcO9C

Tomei uma ferroada dele quando era criança, me lembro que doía mais que uma picada de abelha e ficou inchado o local uns 3 dias.

ATgAAAALZtQ0-NEIdi8Ly8eriKtD34CJPx-0oS6f

mamangaba, esse é venenoso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

oi Hirosh!

Respondi o tópico pelo seu título - peixe-sapo.

Narevista diz assim - Peixes peçonhentos das famílias Scorpaenidae ( peixe-pedra ou mangangás - Scorpaena)

e Batrachoididae ( mangangá, pacamão ou niquim, respectivamente Porichthys, Batrachoides e Thalassophryne)

E diz possuirem espinhos dorsais curtos e grossos com uma glândula de veneno em sua base

Agora confirmei a foto ,em box na reportagem, do niquim ou peixe-sapo e é igual esta sua e do Mauricio

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde...

Estive semana passada em Bertioga pescando garoupas, e pegamos muitos desses "elementos" rs rs rs

Sempre tive dúvida também sobre este peixe, achava até que era parente do TAMBORIL.

Escrevi um email para UFSP-Ictiologia e recebi com presteza um email do Sr.Doutor Náercio Menezes:

Olá Amilton

O peixe que você pegou pertence à família Batrachoididae e trata-se, muito provavelmente, da espécie Opsanus beta que só ocorre naturalmente no Caribe, mas foi recentemente introduzida no Brasil aparentemente trazida em água de lastro dos navios. É comumente conhecida como peixe-sapo ou mamangá-liso. Não é comestível e em algumas formas existe uma glândula de veneno localizada embaixo do primeiro espinho da nadadeira dorsal que é canaliculado.Um abraço.

Naércio

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Mauricio!

Li sobre este peixe em uma revista, com autoria de um biólogo, que ele é peçonhento e inocula seu veneno de maneira voluntária ou involuntária através dos raios das nadadeiras modificados ( orifício interno). Possue espinho dorsal curto com glândulas de veneno em sua base. Um outro exemplo são os mandis-chorões de água doce com espinho modificado nas nadadeiras dorsal e peitoral. Então deve-se tomar muito cuidado ao manusear este peixe.

oDiovani sabe muito bem o tamanho da dor <img src="http://www.Pescaki.com/public/style_emoticons/<#EMO_DIR#>/assobiando.gif" style="vertical-align:middle" emoid=":assobiando:" border="0" alt="assobiando.gif" />

...isso mesmo! já levei ferrada desse peixe e dói muito, ficou inchado, roxo e paralisou meu tornozelo. Keep out!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

...isso mesmo! já levei ferrada desse peixe e dói muito, ficou inchado, roxo e paralisou meu tornozelo. Keep out!

Cacilda! Vou tomar mais cuidade com esse peixe, de agora em diante. Não que já não tomasse.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde...

Estive semana passada em Bertioga pescando garoupas, e pegamos muitos desses "elementos" rs rs rs

Sempre tive dúvida também sobre este peixe, achava até que era parente do TAMBORIL.

Escrevi um email para UFSP-Ictiologia e recebi com presteza um email do Sr.Doutor Náercio Menezes:

Olá Amilton

O peixe que você pegou pertence à família Batrachoididae e trata-se, muito provavelmente, da espécie Opsanus beta que só ocorre naturalmente no Caribe, mas foi recentemente introduzida no Brasil aparentemente trazida em água de lastro dos navios. É comumente conhecida como peixe-sapo ou mamangá-liso. Não é comestível e em algumas formas existe uma glândula de veneno localizada embaixo do primeiro espinho da nadadeira dorsal que é canaliculado.Um abraço.

Naércio

Caraca , essa eu não sabia...Cuidado com o "cara" !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

peixe sapo com arroz... rssss

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0