fabioas

Novo tipo de peixe encontrada no rio Itapemirim, no ES, é ameaça a outras espécies

Recommended Posts

 

Galera do ES fica atento ai mais uma especie invasora em nossas águas bora pescar esse sem soltura pois não se trata de uma especie nativa do espirito santo e pelo contrario afeta toda a cadeia natural das nossas especies e pode gerar o desaparecimento de outras. 

Classificação

Classe: Actinopterygii • Ordem: Perciformes • Família: Cichlidae

Nome cientifico: Parachromis managuensis (Günther, 1867)

Nomes comuns

Ciclídeo Jaguar, Ciclídeo managuense, tucunaré tigre

Inglês: Jaguar guapote, Aztec cichlid, Tiger guapote, Jaguar Cichlid

Distribuição & habitat

América Central, Costa Atlântica do rio Ulua (Honduras) até rio Matina (Costa Rica) • Países: Honduras, Nicarágua e Costa Rica, introduzido em diversos países incluindo Cuba, El Salvador, Guatemala, Hawaii, México, Panamá, Filipinas, Porto Rico, Singapura, e EUA.

Encontrado em diversos ambientes, desde fortemente sombreados, lagos de águas turvas com substrato arenoso até córregos e lagoas de águas mais claras. Aparentemente mostra preferência por águas mais quentes, normalmente hipóxica (baixo teor de oxigênio).

Tamanho adulto

55 cm (comum 35 cm) • Estimativa de vida: 10 anos +

Alimentação

Carnívoro, em seu ambiente natural alimenta-se de pequenos peixes e macro invertebrados. Em cativeiro aceitará prontamente alimentos secos e vivos.

Reprodução e dimorfismo sexual

Ovíparo. Maturidade sexual ocorre em 12 meses. Estabelece ovos em plantas e raízes, cerca de 5000 ovos, eclodem em até 2 dias; larvas nadam livremente após 3-4 dias; fêmea desova ovos adesivos em superfície plana, previamente limpo pelo casal; ovos serão fertilizados em seguida pelo macho; pais cuidam na progênie, cuidado parental pode durar até 4 semanas.

Fêmeas são menores que os machos, este último apresenta nadadeiras dorsal e ventral maiores e pontiagudas, enquanto em fêmeas tendem a ser levemente mais arredondadas.

Referencia: www.fishbase.org

Link da matéria no G1

Novo tipo de peixe encontrada no rio Itapemirim, no ES, é ameaça a outras espécies

Fotos do peixe

novo-peixe-rio-11-12-17-f5339c22.jpg

Parachromis-managuensis2.jpg?resize=550,

BqwYxBgIgAAf6jl.jpg

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tucunaré-tigre... É mais uma preocupação, pois isso vai se espalhar de forma assustadora... :triste: 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Liberado por aquaristas, com certeza. :triste:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pego muitos em um pesqueiro aqui por perto, esse sim é um perigo, extremamente agressivo, arrisco dizer que causa mais danos à fauna já existente do que se fossem liberados outros peixes não nativos em um rio.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esse carinha aí é complicado..... Veio para o Brasil trazido pelos aquaristas que gostam dos ciclídeos Jumbos..... é agressivo pra caramba e come qualquer coisa que se mexe e cabe em sua boca......

Por outro lado gostaria de ter um laguinho pra brincar com eles com artificiais.....kkkk

Devem ser bem esportivos!

 

Thiago

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 minuto atrás, Thiago Cesar Reducino disse:

Esse carinha aí é complicado..... Veio para o Brasil trazido pelos aquaristas que gostam dos ciclídeos Jumbos..... é agressivo pra caramba e come qualquer coisa que se mexe e cabe em sua boca......

Por outro lado gostaria de ter um laguinho pra brincar com eles com artificiais.....kkkk

Devem ser bem esportivos!

 

Thiago

Exatamente kkkkk se passar na frente dele já era.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que um tucunaré andou fertilizando ovas de uma tilapia :heh::heh:.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Por aqui tem também em um pesqueiro, pega na massa até artificial.

167IMG_20160305_080205048.jpg 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
48 minutos atrás, Ricardo Valim disse:

Por aqui tem também em um pesqueiro, pega na massa até artificial.

167IMG_20160305_080205048.jpg 

Rapaz, em que pesqueiro pegou???

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
13 minutos atrás, Thiago Cesar Reducino disse:

Rapaz, em que pesqueiro pegou???

Recanto das Lagoas, aqui em guarulhos...

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 

16 horas atrás, Mauricio. disse:

Liberado por aquaristas, com certeza. :triste:

A maior causa de bio invasores relacionado a peixes é causada por psicultura e pesqueiros irregulares que se rompe devido a fraca estrutura na construção das lagoas/barragens deixando livre na natureza inúmeros indivíduos de sexos diferentes e estágios de maturação sexual, sou aquarista e biólogo e com base nos estudos que acompanho de ictiofauna ao longo do brasil vejo como o maior impacto o caso das barragens, analise 1 individuo solto por 1 aquarista será predado e não reproduzindo  sendo assim o nível de interferência na natureza e baixo. por outro lado um criador comercial ou recreativo com 100 indivíduos já torna muito agressivo ao ambiente gerando um desequilíbrio na fauna local pois tem a possibilidade de reprodução mais fácil.

Acho que e hora do IBAMA começar a proibir a entrada de especies carnívoras em criadouros no brasil.

2 horas atrás, Ricardo Valim disse:

Por aqui tem também em um pesqueiro, pega na massa até artificial.

167IMG_20160305_080205048.jpg 

 

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, fabioas disse:

Acho que e hora do IBAMA começar a proibir a entrada de especies carnívoras em criadouros no brasil.

Você mora em um país sem qualquer preocupação com o meio ambiente, onde a fiscalização é quase nula! Não espere por isso...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já fisguei um deles em um dos lagos encontrados na cidade de Buzios-RJ..

Ele atacou uma Inna 70 a ponto de encharutar, e nem era grande o bicho... 

Ele é extremamente voraz, mais uma preocupação.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

o tucunaré foi um peixe introduzido pela Cesp nos anos 40 ...

e o black Bass foi introduzido nos anos 20 ...

tem coisa pior que o mexilhão dourado ? 

e as lesmas ( caramujo gigante ) ? 

 

 

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Próxima vez que for em GO vou trazer uns Cichla piquiti pra soltar no teles pires :D.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
11 minutos atrás, Armando Ito disse:

o tucunaré foi um peixe introduzido pela Cesp nos anos 40 ...

e o black Bass foi introduzido nos anos 20 ...

tem coisa pior que o mexilhão dourado ? 

e as lesmas ( caramujo gigante ) ? 

 

 

Introduziram uma cambada de gente no Brasil, olha o desequilíbrio que causou! A espécie original foi quase dizimada... 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

um laguinho particular com traíra e esses bixo o negócio fica bom

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Alexandre Fishing disse:

Próxima vez que for em GO vou trazer uns Cichla piquiti pra soltar no teles pires :D.

Pego uns aqui e mando pra você ... :assobiando:

O bom seria GO mesmo por terem matrizes maiores, aqui já estamos começando a ter o efeito nanismo nos peixes ... as matrizes cada vez menores.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
12 minutos atrás, Carlos Caffer disse:

Pego uns aqui e mando pra você ... :assobiando:

O bom seria GO mesmo por terem matrizes maiores, aqui já estamos começando a ter o efeito nanismo nos peixes ... as matrizes cada vez menores.

:heh:

Vou mandar uma trinca desse pra você introduzir aí :comemorando:

WbopzkC.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
20 horas atrás, Armando Ito disse:

o tucunaré foi um peixe introduzido pela Cesp nos anos 40 ...

e o black Bass foi introduzido nos anos 20 ...

tem coisa pior que o mexilhão dourado ? 

e as lesmas ( caramujo gigante ) ? 

 

 

Verdade essa do caramujo africano (achatina fulica) foi ideia do ibama junto ao governo de agricultura para trazer o escargo para o brasil onde viu que brasileiro gosta de caramujos rsrsrs mania de querer trazer comida de outros países como se fosse nossa cultura.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora