Recommended Posts

            Realmente, caçar Mamutes não era fácil (já até descrevi uma caçada por aqui :D). O bicho era enorme. E brabo. Bem bravo. Além disso, vivia normalmente em bandos, o que aumentava ainda mais a periculosidade. Não somente isso, mas os bichos sabiam quem nós éramos e sabiam que deveriam nos temer.

           Deveria ser necessário uma boa quantidade de caçadores para derrubar um bicho desses. Serviço pra macho, onde deveria ser comum alguém não voltar para casa no final do dia. Mas o resultado deveria compensar ou o pessoal da patota que mandava na região não iria atrás disso. Quero dizer, caçariam coelhos ou cervos e deixariam os animais mais perigosos para lá. Mas não, não era assim. Alguma coisa deveria fazer valer a pena esse risco. Talvez uma especialização nesse tipo de perseguição, talvez o sabor da carne, coisa que não se pode saber com exatidão hoje.

            Mas, pior, não se comia o bicho todo. Depois de derrubado um monstro de quatro ou cinco toneladas, abriam o animal e levavam apenas as partes mais moles, como fígado, coração, rins, talvez um ou outro filé mignon. Isso dava para mastigar depois de assado sem colocar os dentes em risco.  O resto ficava para os lobos e os leões que seguiam a turma, sabedores que sobraria muita carne no final da brincadeira. Talvez até mesmo algum caçador infeliz.

            E, provavelmente, esse foi o motivo da extinção desse animal. Afinal, se você mata um boi só para tirar um bife e depois vai atrás do seguinte, em breve não tem mais manada pastando. Assim, esses animais acabaram faz uns dez mil anos. Pelo menos até hoje. Pois tem um grupo de cientistas que acha que ainda temos chance de experimentar um filé de Mamute:

https://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2017/02/17/cientistas-estao-perto-de-ressuscitar-os-mamutes.htm

           Bom, para mim, podem mandar um filezinho ou dois. Já estou providenciando a cozinheira e a frigideira. :D

a464Xx7.jpg

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É... teremos mais coisas pela frente. MInha filha está concluindo doutorado em engenharia genética e, segundo ela, tem muitos projetos em andamento que serão bastante impactantes. :ok: 

Estou pensando em pedir para ela, que faça um cruzamento genétido deste tucuninha que temos aqui no Jaguari, com tucunaré-açu e black bass, só pra ver no que vai dar esta pescaria! huashuashuashuas

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O futuro é promissor mestre Bome, isso se a espécie politicus corruptus não nos extinguir antes.

  • Like 1
  • Haha 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já pensou misturar um Tucunare-Açu com um Tambaqui ... o bicho ficaria enorme e teria que pescar com vara de 50 lbs ... o problema é se o bicho virasse vegetariano ... rsrs ...

  • Like 1
  • Haha 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
15 horas atrás, Domingos Bomediano disse:

É... teremos mais coisas pela frente. MInha filha está concluindo doutorado em engenharia genética e, segundo ela, tem muitos projetos em andamento que serão bastante impactantes. :ok: 

Estou pensando em pedir para ela, que faça um cruzamento genétido deste tucuninha que temos aqui no Jaguari, com tucunaré-açu e black Bass, só pra ver no que vai dar esta pescaria! huashuashuashuas

Acredito que um exemplar desse seria o suficiente para extinguir toda e qualquer especie de um lago hahaha Mas seria uma verdadeira maquina de fazer barulho na fricção da carretilha.

  • Like 1
  • Haha 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esse é o caminho da extinção! ... se o resultado for híbridos sem a capacidade de reproduzir, se acabam eles e os naturais do habitat...mas sou totalmente a favor da E.G. quem sabe pode se criar um D.N.A com cromossomos para realizar o sonho de ALDOUS HUXLEY e assim melhorar a genética politica? 

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em ‎20‎/‎12‎/‎2017 at 21:49, Mauricio. disse:

            Realmente, caçar Mamutes não era fácil (já até descrevi uma caçada por aqui :D). O bicho era enorme. E brabo. Bem bravo. Além disso, vivia normalmente em bandos, o que aumentava ainda mais a periculosidade. Não somente isso, mas os bichos sabiam quem nós éramos e sabiam que deveriam nos temer.

           Deveria ser necessário uma boa quantidade de caçadores para derrubar um bicho desses. Serviço pra macho, onde deveria ser comum alguém não voltar para casa no final do dia. Mas o resultado deveria compensar ou o pessoal da patota que mandava na região não iria atrás disso. Quero dizer, caçariam coelhos ou cervos e deixariam os animais mais perigosos para lá. Mas não, não era assim. Alguma coisa deveria fazer valer a pena esse risco. Talvez uma especialização nesse tipo de perseguição, talvez o sabor da carne, coisa que não se pode saber com exatidão hoje.

            Mas, pior, não se comia o bicho todo. Depois de derrubado um monstro de quatro ou cinco toneladas, abriam o animal e levavam apenas as partes mais moles, como fígado, coração, rins, talvez um ou outro filé mignon. Isso dava para mastigar depois de assado sem colocar os dentes em risco.  O resto ficava para os lobos e os leões que seguiam a turma, sabedores que sobraria muita carne no final da brincadeira. Talvez até mesmo algum caçador infeliz.

            E, provavelmente, esse foi o motivo da extinção desse animal. Afinal, se você mata um boi só para tirar um bife e depois vai atrás do seguinte, em breve não tem mais manada pastando. Assim, esses animais acabaram faz uns dez mil anos. Pelo menos até hoje. Pois tem um grupo de cientistas que acha que ainda temos chance de experimentar um filé de Mamute:

https://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2017/02/17/cientistas-estao-perto-de-ressuscitar-os-mamutes.htm

           Bom, para mim, podem mandar um filezinho ou dois. Já estou providenciando a cozinheira e a frigideira. :D

a464Xx7.jpg

 

a mim basta um bifim!

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

Parceiros: www.petsEXPERT.pt