Recommended Posts

Tumulto

 

Mesmo àquela hora, ainda bem cedo, o sol, causticante, fazia dali uma fornalha. A poeira se levantava da estrada de terra alaranjada, que embora compactada até os extremos, ainda assim, liberava o pó fino como a cal virgem.  

Sempre que passava um veículo, as partículas dali se levantavam como a neblina, tornando opaco o ambiente. Aquelas emanações inflamavam os olhos, faziam crianças esfregar o rosto e os velhos tossir. Tudo aquilo dava ao lugar um aspecto quase onírico de uma distopia. Era ali que se amontoava a turba, a multidão a caterva, a manada.

Viam-se nos homens, de rostos queimados, com os olhos injetados, agressivos, ávidos pelo o “estouro da boiada”. Aqueles olhos vermelhos, castigados pelo sol, cheios de uma brutalidade animal. Alguns já começam a beber, outros já vinham com o gosto amargo das bebidas da noite anterior. Mesmo os abstêmios, sob aquela tensão podiam ficar trôpegos, com a densidade oleosa da atmosfera. Todo esse peso no ar era provocado pela própria multidão, que tossia, suava, escarrava mal educadamente.

Mesmo ali, naquela massa disforme de seres humanos, ficavam demarcadas as fronteiras sociais. Os ricos, adornados roupas espalhafatosamente coloridas, voltadas à ostentação. Junto ao falatório e a gritaria, as risadas escandalosas, essas roupas até davam uma falsa sensação de alegria, quando vistas em meio àquele bando.

O poviléu por sua vez, se apresentava a caráter: Roupas rasgadas, camisas falsificadas do time favorito, ou de alguma marca famosa. Pesadas e desbotadas blusas de brim, uniformes antigos da firma. Para se esquivar das queimaduras do sol, chapelões de palha, alguns bastante puídos; para não molhar os pés botas sete léguas brancas, como a dos açougueiros.

Apesar da indumentária gasta e desconfortável, os pobres, ainda possuíam um quê de autenticidade. Essa sinceridade só era suprimida por olhares reprovadores, cochichos de ridicularização entre os ricos. Com efeito, a autenticidade, rapidamente era substituída pela cabeça baixa e por um forte, porém contido, sentimento de humilhação.

Já eram quase 7 horas da manhã e as pessoas se comprimiam ainda mais, aguardando o momento derradeiro. A temperara quente começava a fazer com que alguns baldes começassem a exalar um cheiro azedo; provavelmente, tripa de algum animal, ou mesmo algo que foi fermentado por semanas. Uma discussão. Gritos. A algazarra das vozes faz uma criança começar a chorar. Algumas mulheres ficavam nauseadas até quase desmaiar.

Era aquele o momento. Um rangido.  Abriram-se os portões. Correria. O pisoteio da multidão contra o solo. Muitos corriam carregando tudo o que podiam, para chegar aos melhores lugares. Pelo caminho alguns derrubavam tudo, escorregavam, quase eram pisoteados.

Uma briga. Dois homens se agarrando. Socos.  Pessoas tentando conter. O barrigudo cai fulminado por um murro no nariz. Valia à pena; aquele era o melhor canto, o mais produtivo. A briga iria compensar, claro, se não chamassem a polícia.

Assim começava! Logo a barulheira infernal de gritos, risadas de bêbados, crianças correndo irresponsavelmente tomaria conta de tudo.

O pesqueiro estava aberto para mais um sábado normal.

  

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Êita! :blink: :huh: :wacko: :D Parece ser a dura realidade cada vez mais constante nos pesqueiros! :joia: 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É quase isso ai :heh:

Faltou a briga pelas linhas cruzadas :assobiando:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A falta de educação é o maior problema desse pais .

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eita! Muito 10. Ótima descrição. Cumprimento mais um contador de histórias por aqui. :joia: O Bome terá de abrir a Academia de Letras Pescakiana.  :rotfl2:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 minutos atrás, Mauricio. disse:

Eita! Muito 10. Ótima descrição. Cumprimento mais um contador de histórias por aqui. :joia: O Bome terá de abrir a Academia de Letras Pescakiana.  :rotfl2:

Vamunessa, uai! :comemorando: rssss  Em tempo, parabéns, @HugoFreitas :clapping: 

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Domingos Bomediano disse:

Êita! :blink: :huh: :wacko: :D Parece ser a dura realidade cada vez mais constante nos pesqueiros! :joia: 

 

2 horas atrás, Ricardo Valim disse:

É quase isso ai :heh:

Faltou a briga pelas linhas cruzadas :assobiando:

 

1 hora atrás, Fraus disse:

A falta de educação é o maior problema desse pais .

 

1 hora atrás, Mauricio. disse:

Eita! Muito 10. Ótima descrição. Cumprimento mais um contador de histórias por aqui. :joia: O Bome terá de abrir a Academia de Letras Pescakiana.  :rotfl2:

 

59 minutos atrás, Domingos Bomediano disse:

Vamunessa, uai! :comemorando: rssss  Em tempo, parabéns, @HugoFreitas :clapping: 

 Gente muito, muito obrigado. Tenho maia de escrever mas nunca havia divulgado nada. Acabei tomando coragem. Fico lisonjeado com os elogios. Muito obrigado Mestre Domingos, Ricardo, Fraus, Maurício. Ainda tenho muito pra aprender com os contadores de história aqui do fórum especialmente o Maurício que escreve excelentes causos.

Mais uma vez muito obrigado!

Queria muito poder contar uma história diferente...

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, HugoFreitas disse:

 Gente muito, muito obrigado. Tenho maia de escrever mas nunca havia divulgado nada. Acabei tomando coragem. Fico lisonjeado com os elogios. Muito obrigado Mestre Domingos, Ricardo, Fraus, Maurício. Ainda tenho muito pra aprender com os contadores de história aqui do fórum especialmente o Maurício que escreve excelentes causos. 

Mais uma vez muito obrigado!

Queria muito poder contar uma história diferente...

Então, Grande Hugo, mãos à obra! A publicar para ver se acordamos Mauricio, que anda muito folgado e, à parte um que deixou há pouco, já vai tempo que nada publica rsssssss

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Êita! Me fala onde é que to indo pra longe! Rsrsrs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
10 horas atrás, Domingos Bomediano disse:

Então, Grande Hugo, mãos à obra! A publicar para ver se acordamos Mauricio, que anda muito folgado e, à parte um que deixou há pouco, já vai tempo que nada publica rsssssss

Eu ainda me beneficio das histórias antigas, não dei conta ainda de ler todas. Tomara que o homem continue escrevendo!

10 horas atrás, Korch disse:

Êita! Me fala onde é que to indo pra longe! Rsrsrs

Fuja mesmo Korch!  Hoje tem muito lugar assim infelizmente. Obrigado!

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Antes fosse obra de ficção.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, danielmaeda disse:

Antes fosse obra de ficção.

Quem dera mesmo, Daniel....  Fico triste de ver que muita gente tem dito isso... Parece que o problema é generalizado. Obrigado pelo comentário.  

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Infelizmente a dura realidade de nosso pesqueiros hoje, camarada quer relaxar e acaba passando mais aperto... hehehe... 

Pra evitar eu faço no máximo 2 ou 3 pescarias no ano em pesqueiro em geral durante a semana hehehehe....

grande abraço e boas pescarias ;) 

  • Thanks 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 30/01/2018 at 13:44, Decio.Neto disse:

Infelizmente a dura realidade de nosso pesqueiros hoje, camarada quer relaxar e acaba passando mais aperto... hehehe... 

Pra evitar eu faço no máximo 2 ou 3 pescarias no ano em pesqueiro em geral durante a semana hehehehe....

grande abraço e boas pescarias ;) 

Obrigado Decio. Só hoje vi seu cometário me desculpe a demora. 

A gente acaba perdendo o ânimo de ir nesses locais,  é mesmo quase inevitável ver esse tipo de cena em dias de pesqueiro lotado.

  • Thanks 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
7 horas atrás, HugoFreitas disse:

Obrigado Decio. Só hoje vi seu cometário me desculpe a demora. 

A gente acaba perdendo o ânimo de ir nesses locais,  é mesmo quase inevitável ver esse tipo de cena em dias de pesqueiro lotado.

Sem problemas Hugo , grande abraço e continue postando esses belos contos  ;) 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

parabéns, pena não ser apenas uma história e sim a realidade de como andam os pesqueiros hoje em dia, um esporte que é para trazer paz, tranquilidade, armonia, novas amisades, acaba trazendo estress, e fazendo até alguns inimigos, tudo pelo simples fato de alguns seres humanos, pois um animal é domável, mas o ser humano é dificil, mas mesmo assim belo relato, só esqueceu de mensionar o nome do pesqueiro, o melhor lugar, e quais iscas estão batendo mais kkkkkkk, parabéns.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, Decio.Neto disse:

Sem problemas Hugo , grande abraço e continue postando esses belos contos  ;) 

Obrigado pelos lisonjeiro elogios colega!

1 hora atrás, claudio sp disse:

parabéns, pena não ser apenas uma história e sim a realidade de como andam os pesqueiros hoje em dia, um esporte que é para trazer paz, tranquilidade, armonia, novas amisades, acaba trazendo estress, e fazendo até alguns inimigos, tudo pelo simples fato de alguns seres humanos, pois um animal é domável, mas o ser humano é dificil, mas mesmo assim belo relato, só esqueceu de mensionar o nome do pesqueiro, o melhor lugar, e quais iscas estão batendo mais kkkkkkk, parabéns.

Pois é Cláudio eu queria que fosse história de ficção.... Mas tá mais pra o movimento do "realismo- naturalismo" infelizmente... Obrigado pelo comentário.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

Parceiros: www.petsEXPERT.pt