Joseph adenor

Cadê os Tucunas ?

Recommended Posts

Bom dia amigos, pesco na represa de Furnas em Sapucaia, até o ano passado peguei uma boa quantidade de tucunarés na represa, mas esse ano nadaaaaaaa

Meu local de pesca tinha um taboal e ali eu arremessava as iscas e conseguia bons exemplares, mas a capivara comeu toda taboa. Mês passado fui ao local e só peguei traíras a noite, tentei uns Tucunas ao clarear com Lambari vivo e nada.

A represa fica mudando muito de nível sem contar que a água ficou mais turva tbm, já rodei outros pontos de caiaque e nada.

Saicangas sumiram, eram tipo uma praga, acara tbm diminuiu mto, pescada branca só filhotes, bagres e mandiacus tbm, Lambari nunca mais vi. 

Difícil decifrar esse mistério

Os peixes acabaram ? A taboa acabou e os peixes saíram do local? O nível da represa oscilando atrapalha ?

Ou os peixes sumiram?

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

isso tudo é fruto da matança indiscriminada de peixes...uma hora acaba...e parece que a hora está chegando 

 

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Furnas é uma das represas que mais sofre com a ação predatória, tanto de redeiros quanto de pescadores com iscas naturais e artificiais que costumam matar tudo o que conseguem pescar, inclusive não perdoando peixes diminutos, que ainda sequer conseguiram sua primeira participação no processo reprodutivo, razão pela qual vai muito arrazoado nosso amigo Thiago aí acima. Contudo, além deste sério problema, há também o fato de que ultimamente o nível da represa vem subindo e, este é um detalhe que costuma interferir bastante nos resultados de pesca, o que, de certa forma, acaba ajudando, vez que com isso, há uma trégua por parte da matança e os tucunarés conseguem se recuperar aos poucos, muito embora, nunca a ponto de cobrir a perda da temporada anterior. A seguir assim, uma hora... vai acabar, sem dúvida! :triste:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A única vez em que fiquei em Guapé,  há mais de 10 anos, fiquei admirado com os minúsculos Tucunarés que capturavam e matavam para levar. Seria melhor levar Lambarís.  Lembro que, jocosamente, perguntei que peixe era aquele. Tucunaré, responderam. Eu sorri e disse que com certeza não era, pois Tucunaré que eu conhecia era um peixe "deste tamanho" , e mostrei uns 40 cm de palmo a palmo. 

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sinceramente, não entendo oque acontece em furnas. Se é somente a pesca predatória.

Toda vez que vou pescar lá a represa parece infestada de pequenos tucunarés.

Será que a grande maioria são mortos por pescadores predatórios?

No inicio acreditava que ficariam grandes um dia, hoje já percebi que não.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
7 horas atrás, Antônio Sérgio disse:

Sinceramente, não entendo oque acontece em furnas. Se é somente a pesca predatória.

Toda vez que vou pescar lá a represa parece infestada de pequenos tucunarés.

Será que a grande maioria são mortos por pescadores predatórios?

No inicio acreditava que ficariam grandes um dia, hoje já percebi que não.

Grande Antonio,

De fato tem muito tucunaré pequeno, a ponto de levar à falsa impressão de que crescendo estarão todos lá para a pesca esportiva, porque antes de atingirem a maioridade a maior parte estará em samburás de predadores. Você teria dificuldade para digerir as imagens que sempre vejo, de gente pescando tucunarés aos montes, enchendo sacos de peixes, todos com menos de 25 cm. É inacreditável, mas esta gente faz isso pescando com camarão e outras iscas, cujo resultado é quase sempre de peixes pequenos e matam tudo! Por outro lado, peixes grandes nunca são perdoados por aqueles que pescam com água à cintura usando lambaris vivos de isca; é algo também inacreditável! E, para agravar ainda tem gente capturando matrizes e peixes de 25 cm para mais, para vendê-las para outros pescadores que pretendem povoar lagos particulares, como se fossem criados para tanto. Junte-se a isso a ação desenfreada de redeiros e a coisa vai explicada... :triste: 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Infelizmente a maioria esmagadora só vê o peixe como um prato de comida.

Lembro quando criança na década de 80 alguns colegas de classe andava com estilingue na bolsa e não podia ver uma pombinha para matar e levar para casa,sapecar no fogo e comer.

Hoje 2019 não vejo mais cenas como essa e muito menos moleques com estilingue,então algo mudou pois a miséria só aumentou e vejo a cidade forrada de pombas para tudo que é lado.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Celso Makoto disse:

Infelizmente a maioria esmagadora só vê o peixe como um prato de comida.

Coisa de pais subdesenvolvido e um povo ignorante, sem cultura e educação ambiental...isso tudo me lembra uma musica dos Paralamas, "A Novidade"....trocando a Sereia da musica pelo Tucunaré, nós seriamos o poeta tentando livra-lo dos "esfomeados".

A novidade veio dar a praia
Na qualidade rara de sereia
Metade o busto de uma deusa maia
Metade um grande rabo de baleia
A novidade era o máximo
Um paradoxo estendido na areia
Alguns a desejar seus beijos de deusa
Outros a desejar seu rabo pra ceia

E a novidade que seria um sonho
O milagre risonho da sereia
Virava um pesadelo tão medonho
Ali naquela praia, ali na areia
A novidade era a guerra
Entre o feliz poeta e o esfomeado
Estraçalhando uma sereia bonita
Despedaçando o sonho pra cada lado.

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Celso Makoto disse:

Infelizmente a maioria esmagadora só vê o peixe como um prato de comida.

Lembro quando criança na década de 80 alguns colegas de classe andava com estilingue na bolsa e não podia ver uma pombinha para matar e levar para casa,sapecar no fogo e comer.

Hoje 2019 não vejo mais cenas como essa e muito menos moleques com estilingue,então algo mudou pois a miséria só aumentou e vejo a cidade forrada de pombas para tudo que é lado.

Esses moleques não andam mais com estilingues, não sobem mais em árvores, não correm mais pelas ruas, não sabem escrever nada sem abreviar (kd, vc, kza). Essa geração não precisa mais aprender pra "passar de ano" na escola, crianças do 6° ano são mais burros do que uma porta, sedentários, obesos e de cabeça baixa olhando pras telinhas de led/amoled.

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


Parceiros: www.petsEXPERT.pt