Leandro Francisco

Pescaki V.I.P
  • Total de itens

    2.422
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    73

Leandro Francisco last won the day on November 28

Leandro Francisco had the most liked content!

Reputação

1.285 Ótima

2 Seguidores

Sobre Leandro Francisco

  • Rank
    VIP
  • Data de Nascimento 17-03-1968

Informações Pessoais

  • Localização
    São Paulo
  • UF
    SP
  • Sexo
    Masculino

Previous Fields

  • Nome Real
    Leandro
  • Sobrenome
    Gofert
  • Estilo de Pesca
    pesca de caiaque, pesca em alto mar, iscas artificiais

Últimos Visitantes

4.209 visualizações
  1. O grupo Pure Fishing anunciou a compra da Fin-Nor e da Van Staal, marcas que estavam ligadas ao grupo WC Bradley/Zebco Holdings. Segundo os investidores, a medida irá impulsionar o mercado pesca, uma vez que existe a promessa de inovações e a inserção de mais recursos. Vale recordar que em 2018 o próprio Pure Fishing foi vendido para os investidores da Sycamore Partners de Nova York (EUA) por US$ 1,3 bilhão. O grupo já controlava as marcas Penn, Abu Garcia, Grays e Berkley. Sendo assim, esta compra promete agitar o mercado internacional, uma vez que grandes marcas agora estão ligadas por uma mesma empresa controladora. “As marcas Fin-Nor e Van Staal são algumas das marcas mais conhecidas no setor de pesca”, avalia Harlan M. Kent, CEO da Pure Fishing. “Estamos empolgados em adicioná-los ao nosso portfólio e estamos comprometidos em manter o foco no canal de varejo independente”. A Fin-Nor foi fundada em 1933, quando o capitão Tommy Gifford e o inventor, Frederick Martin Grieten, com outros capitães de Miami (EUA), criaram um protótipo de carretilha feito sob medida para pescar o atum-rabilho. O então lançamento conquistou uma posição única para a marca e os produtos da Fin-Nor acumularam mais de 900 recordes da IGFA desde então. Já a Van Staal foi criada no início dos anos 1990 para atender a pescaria oceânica. Os produtos de grande de destaque ficam por conta das linhas de molinete, os quais são conhecidos pela notória durabilidade e resistência, e diversas carretilhas para fly.
  2. Bom dia Bernardino, se vc tem muita incidência de tilapinhas no lago procure pescar algumas e usar de isca, o filé da tilapinha, bem como (se for pequena) a tilapinha viva é ótima isca para pacus e tambacus. Além dela, tente também salsicha, beijinho, fígado, coração de frango, frutas como goiaba, coquinhos...evite iscas que as tilapinhas gostam e que competiriam por elas com os pacus e tambas. A montagem pode ser de fundo ou de meia água com boia torpedinho...evite usar ou use encastoado bem pequenino para o peixe não visualizar...enfim as sugestões que lhe dou são essas, vamos esperar que outros contribuam com suas experiências...
  3. Depois de algum tempo essa cortina será vendida como arenque seco...pena que o dinheiro arrecadado com essa venda será todo gasto com advogados no processo de divórcio litigioso da esposa do cidadão...
  4. O @Fraus postou a muito pouco tempo esse relato...acompanha as dicas dele aí...
  5. Esses mesmo, mas eu sou tão fominha que costumo passar a noite toda pescando...deixo para dormir no volante, subindo a serra....(sqn)...
  6. Pois é...eu não acredito nisso! Ter eu um amigo com uma lancha que me leve pescar, apenas rachando as despesas é um sonho...como disse, eu pago a traineira, fico horas viajando naquele pop pop pop, comendo sanduíche de mortadela, dormindo em beliche com cheiro de mofo e acho tudo bom demais...o cara ainda quer que o dono da lancha pague tudo, incluido a cerveja importada? Sério que tem gente folgada nesse tanto?
  7. Cara, não acredito nisso...eu que gosto de pescar no mar, pago para ir em traineiras...demora horas viajando para chegar nos pontos de pesca...e o pessoal que vai como convidado na lancha ainda reclama? E não quer rachar despesa nenhuma? Acho que entendi Sergio, você precisa de amigos realmente pescadores e não chupins...porque isso se arruma fácil. Se eu tivesse os fins de semana livres eu, sem dúvida me candidatava. Sem dúvida aqui encontrará as pessoas que procura. Desculpa duvidar do post...
  8. Oi? É verdade ese bilete? Desculpa mas quando a esmola é demais até o santo desconfia...
  9. Acho que eles acharam que o Tubarão estava se afogando, daí tiraram ele da água....mesmo assim morreu o coitado... Amanhã tem cação na promoção na barraca do pescador...
  10. Cara Maria, apesar da Daiwa ser japonesa, muitos de seus materiais são fabricados em linhas de montagem de outros países (alguns da própria Daiwa, outros em OEM), fique tranquila que essa carretilha que comprou é feita na Tailândia mesmo. O freio ponto a ponto que se refere acredito ser o Caps ou freio mecanico...em algumas carretilhas esse freio é ponto a ponto em outras não...importante é que ele ao ser pressionado freie o carretel. Nessa carretilha que comprou o sistema não é ponto a ponto mesmo.
  11. Montagem básica: Chumbo em cima, solto na linha, girador grande e forte, leader 0,90 a 1 mm de um metro a 1,20 m e anzol atado no leader. Só isso.
  12. Não conheço essa linha, procure não usar na vara de mão linha maior que 0,30 mm pois a tilápia ve a linha...melhor seria até uma 0,25 mm...só que tem que trabalhar na manha senão ela parte com tilápias grandes...
  13. A massa vai depender da ceva...se sua ceva tiver ração de coelho, a massa será ração de coelho triturada adicionada a um pouco de trigo (suficiente para dar liga), se vc cevar com milho a massa deverá usar fubá e trigo (1 para 1) e água limpa até dar liga...se usar massa de isca não precisa chumbada pois a isca tem peso e afundo sozinha, mas se usar milho, bichinho de laranja, minhoca...aí uma pequenina chumbada é conveniente. O ponto da massa é quando ela fizer uma bolota homogenea que não grude mais na mão e que permita fazer as bolinhas de isca. É um pouco mais dura que uma massa de pão por ex.

Parceiros: www.petsEXPERT.pt