Ir para conteúdo

Junior-Floripa

Pescadores
  • Total de itens

    100
  • Registro em

  • Última visita

1 Seguidor

Sobre Junior-Floripa

Previous Fields

  • Nome Real
    Juarez
  • Estilo de Pesca
    Costão, Praia

Informações Pessoais

  • Localização
    Florianópolis

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

Junior-Floripa's Achievements

Newbie

Newbie (1/14)

0

Reputação

  1. Boa noite tudo bem, estou entrando em contato para formar grupo de pesca esportiva de robalos e traíras, vou te passar o whatzap para que possa te add no grupo caso tenha interesse.

    (48) 9624-9303

    Um abraço!!!

  2. Olá Tuba. Outra pergunta. Acontece de pegar um já tagueado por você? Ou eles ficam mais espertos e os que foram tagueados não aparecem? Curiosidade =D Abraço
  3. Olá Cap. Tuba. Parabens pelo trabalho e qualidade em tudo hein. Me diga, de Maio a Julho, dá para sair para a pesca entre esses meses? O que podemos pescar? Estou indo para o Brasil para visitar a familia entre esses meses, e estou pensando seriamente em descer antes por aí, para pescar alguns dias e depois ir para Floripa. É uma época que dá para se divertir? E outras duas perguntas, esse Marlin que saiu na isca para atum.. essa pequena lula azul... isso é isca para atum? É de corrico ou para fundo? Como é a montagem dela? E também estou na duvida dessas lulas grandes para corrico de marlin.. vi alguns videos que tem algo de plastico, parecido com um pequeno avião, ele faz parte do conjunto? Como é a tralha para a pesca de marlin? Desculpe, foram mais do que duas perguntas, mas dois tópicos diferentes. Vou começar a contar a minha ida ao Brasil para fazer essas pescas. Abraço e parabéns.
  4. Olá Léo, como vai? Como vai as pescarias aí pela nossa terra? Rapaz, faz uns 2 ou mais meses que tenho saido quase todo sabado para pescar. Antes havia tentado sair com outros barcos, mas eram muito caro. Alguns timorenses queriam 100$ a hora, fora de questão. Um Australiano queria 900$ por meio periodo de pesca, sem garantias ainda. Agora estamos saindo com um barquinho pequeno que é doado pelo governo para os pescadores, e um rapaz que trabalha no Tribunal com nós, tem um desses barquinhos, então sai barato para sairmos com esse. Mas estou vendo de comprar uma lancha boa por aqui. Os preços estão bons e devo também ficar até o fim de 2013. Rapaz, vou conversar essa tua tecnica com os amigos de pesca.. o problema vai ser fazer o barqueiro entender que tem que fazer essa volta correta.. hehehe. Quando tivermos tempo, vou tirar uma foto desses cardumes pulando para fora. É muito legal. Abraço e boas pescas por aí.
  5. Valeu Melinger. Vou testar isso também hoje. Estou achando que essa deve ser uma das melhores alternativas, juntos com a do Massao. Parar, ficar esperando eles aparecerem e nesse meio tempo, tentar fazer eles levantarem com popper. Vou ver isso hoje. Abraço
  6. Obrigado... vou testar hoje isso. Aqui é feriado e irei as 15hrs.. (4hrs da manha ai no Brasil) para pescar. Mas como você falou Tuba, eles afundam, mas saem do lugar ou devem permanecer por lá? Tenho também vários jigs, mas sem fish finder apropriado, será que é uma boa oportunidade para jigar? Abraço
  7. Olá amigos. Estou a sair todo o sabado para pescar aqui em Dili, capital do Timor-Leste. Nas últimas pescarias, sempre encontramos os cardumes de atuns a distancia.. uns 300 ou 500m de nós. Sempre vemos os passaros e abaixo deles ficam os atuns. É surpreendente a quantidade e o tamanho deles. Dá para ver eles fervilhando na agua e pulando para fora.. alguns pulam para mais de 3m para fora da agua. Neste último sabado vimos eles em grande quantidade, mas quando chegamos perto para corricar (estamos pescando apenas de corrico) eles somem. De várias pescarias, ainda não pegamos nenhum atum. Geralmente eles aparecem depois das 16:30hr e se espalham muito rapidamente. Não sei se são vários cardumes ou um cardume que se move muito rapido. Mas em geral.. vamos para onde eles estão e 100 ou 200 metros antes, eles somem. Alguem tem alguma dica de como fazer para abordar esses atuns? Estamos com um barquinho pequeno de pescador timorense.. vai o barqueiro (que é muito ruinzinho) e mais 3 pescadores. O motorzinho é de 15hp, mas que se move rapido para o tamanho do barquinho de fibra. Meu sonho é engatar um atum desses, já vi eles pulando perto da praia, perto das pedras.. mas ainda não pegamos. Acredito que esses atuns que estamos vendo.. passam facilmente dos 30kg. Dicas serão bem utilizadas. Abraços
  8. Parabens Tuba. Impressionante esse video. Uma pergunta. Na Bahia é Marlin o ano inteiro ou apenas quando a temperatura da agua vai subindo? Eu vi em uma newsletter de Floripa, onde falam que a temperatura das aguas estava subindo e os marlins aparecendo. Qual a temperatura ideal para começár a aparecer esses trofeus? Aqui no Timor as aguas estão sempre beirando os 30°C, agora é época de ficar sempre em 31 ou 32°C Quando cheguei aqui ano passado, vi uma materia em um jornal impresso, onde um pessoal pegou um Marlin de mais de 500kg. Abraço e parabens
  9. Fred. Piadas aqui que eles ficam ofendidos é quando vc fala que no Brasil tem gente que come jacaré e o crocodilo deve ser bom de comer.. hehehehe Ainda nao sai para pescar aqui.. ultimamente o tempo tá feio.. nunca tem ondas.. mas agora o mar tá encrespado para sair de barco e arremessar popper do costao eu acho que nao vai dar muito efeito. Mas depois que li mais sobre os GT, vish.. é o peixe que mais eu tenho visto o pessoal vender aqui. Tanto nas feiras de peixes como os timorenses que carregam em pedaços de madeiras as vezes 4 GTs muito grandes. Mas semana que vem estarei indo para o BR.. minha pescaria de GTs fica para o ano que vem =D Abraço
  10. Junior-Floripa

    Fotos do Avô

    Amigos... O Silvano me mostrou o link de uma foto dele e eu nunca participei dessa sessão do forum, mas vou postar uma foto aqui de um bichinho bom.. hehehe. O povo acredita que eles são decendentes diretos do crocodilo. Então todos eles chama qualquer Crocodilo de Avô... e ficam brabos se você faz alguma piada sobre crocodilo. Abaixo segue a lenda.. é uma lenda muito bacana. Em tempos idos, lá para terras de Macaçar, um desolado crocodilo saiu do seu coito, com a mira de se alimentar. Era Verão, pelo que. os campos feneciam de aridez. Perto dum coilão, onde o crocodilo vivia alapardado, ficava uma pequena e humilde povoação. Para ali se dirigiu, indo colocar-se à sombra duma grande e velha árvore, à coca dum rafeiro vadio, dum porco, ou de qualquer cabrito descuidado. Mas, por mais que se tivesse aproximado daquela desolada povoação, nada conseguiu lograr. Regressou, pois, amargurado e faminto. O Sol, que a sombra da velha árvore encobria, mitigando-lhe o ardor, ia já alto. Quando, merencório, abandonou a frescura daquele sítio, era já meio-dia; fora, a terra escaldava; para chegar à foz da ribeira, ainda tinha muito que rastejar, e as margens eram só areia escaldante. Então, tentou mover-se apressadamente; mas, a meio caminho, não podia sofrer mais, porque a areia queimava como fogo. Arrastava-se penosamente, atormentado pela fome e por um calor infernal, sem que o refrigério duma nuvem passageira viesse reconfortá-lo. O infeliz crocodilo gemia e contorcia-se, sentindo que a morte se aproximava. A sua angústia era imensa! Um rapazito, que por acaso passava perto, a tomar o seu banho, ouviu aqueles gemidos lancinantes. Aproximou-se, solícito, para saber donde proviriam aqueles gritos. Ao ver o pobre animal prestes a morrer, disse para consigo: “Coitado deste netinho crocodilo, uns minutos mais e morrerias !» Tentou levantá-lo e, vendo que não pesava muito, transportou-o para a água. O crocodilo, ao sentir-se de novo dentro de água, recobrou ânimo, exultando de satisfação, sem saber como agradecer ao seu salvador. Mas, passados os primeiros momentos, disse, movido de gra-tidão: «De hoje em diante seremos grandes amigos. Aí do crocodilo que ousar molestar-te!… Desejando passear pelas ribeiras ou pelos mares, basta que me chames e digas: amigo, lembra-te do bem que te fiz; e eu virei logo oferecer-te o meu dorso para viajares por onde te aprouver. Se for do teu agrado, partiremos agora mesmo.» E, confiante, lá andou o rapazito a vogar, às costas do cro-codilo, sendo já tarde quando voltou a casa. Dali em diante, sempre que desejasse fazer-se ao mar, bastava-lhe chamar pelo amigo crocodilo, para que este aparecesse como por encanto. Foi assim durante muito tempo. Mas um dia o crocodilo deslizou com o amigo para o alto mar, e aí o seu instinto sentiu grande tentação. Teve ganas de tragar o seu amigo. Mas resistiu a tão feia tentação. Resolveu aconselhar-se francamente com os peixes do mar e, por fim, também com um cachalote: «A uma pessoa que nos valeu, devemos fazer bem ou mal ?» Todos responderam que devemos fazer bem. Mas esta resposta não lhe satisfez os instintos, e a saliva começava a crescer-lhe na boca, embora no fundo do seu íntimo ele se esforçasse por resistir. Consulta, então, todos os animais da terra, e todos respondem como os peixes. Finalmente, deseja saber a opinião do macaco. Este, pulando dum lugar pala outro e arregalando muito os olhos, indaga estupefacto: «Que dizes tu?» E o crocodilo repete o que dissera já aos outros animais. Aqui o macaco pára, sentado num ramo, ao lado do crocodilo, e prega-lhe esta reprimenda mestra: «Tu não tens vergonha?! Tu, a quem, um dia, estando prestes a morrer, à torreira do sol, este jovem desconhecido ergueu e transportou para o mar; tu queres agora, em paga, devorá-lo ?!» E, vituperando-o ainda mais por tão feio pensamento, aviltou-o quanto pôde e afastou-se para o cume da árvore. O crocodilo, confuso e transido de vergonha, não pensou mais em devorar o seu grande amigo. Mas, levando-o, um dia, em direcção ao oriente, e entrando no mar de Timor, disse-lhe reconhecido: «Meu bom amigo, o favor que me fizeste jamais o poderei pagar. Dentro em breve eu devo morrer; deves voltar para terra, tu, os teus filhos, todos os teus descendentes, e comer a minha carne em paga do bem que me fizeste.» Baseados nesta lenda, os velhos afirmam que a ilha de Timor, principiando em Lautém e acabando em Cupão, é esguia como o corpo dum crocodilo, e a parte central assemelha-se-lhe à barriga. Tirnor quer dizer Oriente; muitos timorenses chamam ao cro-codilo antepassado ou avô. Se qualquer crocodilo devora alguém, é porque, dizem, este lhe fez ou disse algo de mal. Ou quando uma pessoa é apanhada por aquele, costuma gritar: Antepassado ou avô! Maldição! Maldição! Quando entram ou passam numa ribeira onde haja crocodilos, costumam atar uma fita verde de folha de palmeira na cabeça, numa perna e, algumas vezes, também na mão e chamam para junto de si o cão. Assim, o crocodilo sabe, e não os morde.
  11. E ai Vitinhow, bele? Pois é cara. Eu sei que estou, mas como vou pegar esses hein? Hehehehe. Aqui quando faço snorkeling eu vejo vários deles. Eu pensei que quando jogasse as artificiais na água eu iria brincar muito. Mas pela quantidade e cores de peixes que tem aqui, penso que a isca passa até despercebida, hehehe. Esses Xaréus GT no BR é no JJ? Abraço
  12. Junior-Floripa

    Timor Leste

    Olá amigos. Alguns amigos já sabem, mas muitos não devem saber. Estou morando no Timor Leste desde agosto desse ano. Vim para trabalhar na ONU e ficarei por enquanto até agosto/2011. Antes de vir, eu estava saindo para pescar sempre em Floripa. Teve uma semana que cheguei a ir no Moleques do Sul 4 vezes.. hehehehe. Muitas anchovas e olhetes por lá, nossa que saudades. Mas antes de vir eu pesquisei bastante sobre a pesca no Timor Leste. E tudo que eu li me impressionou muito. A quantidade de peixes, os tamanhos e as oportunidades de pegar Xareus grandes, barracudas, warros, serras, atuns e tudo mais. Aqui realmente não se tem nada para fazer. Moro na capital Dili. Que é a maior cidade do país, mas aqui não tem nada. Sem cinema, sem teatro, apenas alguns restaurantes e sempre bastante falta de luz. Nas primeiras semanas pensei que não iria aguentar, mas agora já estou acostumado. Como uma amiga me perguntou esse final de semana. _ E ai, o que tá achando do Timor? _ É, estou me acostumando. _ Então quer dizer que tá gostando. _ Não, gostar eu gosto de Floripa, aqui eu me acostumo. Hehehehehehe. Mas brincadeiras a parte. Eu trouxe para cá todo o meu material de pesca, todas a minhas iscas, varas, molinetes e carretilhas. Pensnado que aqui não teria equipamento para comprar, então eu trouxe tudo. E realmente tinha razão, aqui não tem nada de material de pesca, e o que você acha é de péssima qualidade e muito caro. Um exemplo é as linhas, não tem multi aqui, tem as monos, e 20mt de mono é 20 dollares. O_O.. para um povo que o salário minimo é 200$, isso é uma fortuna. Tentei sair para pescar aqui umas 5x. Ainda não encontrei e acredito que não haja um lugar para pescar como no Brasil, que você pode ficar numa pedra e aproveitar uma pescaria. Bem, as minhas tentativas foram totamente frustrantes. Eu pensando que iria conseguir pescar algum peixinho, mas nada.. nenhum de nada. hehehe. Aqui a ilha é cercada por corais, apenas corais.. mas muitos corais. Então sabe-se que tem muito peixe e tem mesmo. Mas pescar de fundo não é uma boa alternativa. A cada arremesso é pedir para ter que trocar tudo novamente. Aqui os timoreneses pescam com pedras no lugar de chumbada. E quando conseguem um bom arremesso, eles deixam na agua até que tem a sorte de um peixe fiscar. Eles não verificam se ainda tem isca, hehehe. Mesmo porque vão perder tudo. Então ficam na esperança. Das vezes que fui pescar e das vezes que fui ver eles pescando, eu só vi até hoje um rapaz pegar uma garoupa. Bonita por sinal, e praticamente a 2mt da pedra, muito proximo mesmo. Aqui a agua é totalmente cristalina, muito bonito. Da pedra você consegue ver passar os grandes peixes. O que é frustrante para um amante da pesca como eu, que gostaria de brincar um pouco com isso. Teve um dia que eu fui só na artificial, tentar mesmo. Fui com uma vara megaforce 18lb e carretilha megaforce. Tentei superficie, meia-agua e por fim tentei uns grubs e shads com jigheads... Perdi quase todos, teve apenas um grub que voltou sem a rabo, algum peixe quase mordeu o anzol, dava para ver a mordida no Grub. Logo quando cheguei aqui eu fui procurar um cara do anuncio que mostrava que faz pescarias embarcadas. Na foto do jornal mostrava ele com um Marlin gigante sendo retirado com guindaste de dentro do barco dele. Realmente um monstro. Fui conversar com o cara, um senhor Australiano chamado Rob, que mora a bastante tempo no Timor e faz travessia para a Ilha de Atauro e pesca esportiva também. Ele comentou que as pescarias que ele faz, é de 3 dias, falei que não poderia pescar tanto tempo assim, pois tenho trabalho aqui para fazer. E ele falou então que faria a pesca de um dia. Mas que iria custar 800$ por pessoa e no maximo 4 pessoas, para um dia. Sei que tem gente que vai falar que vale a pena pagar. Mas eu não acho que vale a pena. Da mesma maneira que acho hipocresia alguns andando com mercedes e hammer em um lugar onde a maioria não tem emprego e nem luz em casa. Bem, ponto de vista. Então eu estou aqui a procura de alguem que faça a pesca embarcada, acho que vai ser ainda com um barco timorense (igual aos indonésios) para ir tentar pescar com JJ, meia-agua e superficie. Tenho um amigo Indiano que mora em Oecussi (fora do Timor) e que pesca lá embarcado por 10$ o aluguel do barco o dia todo. Lá ele pega arraias, xareus e essas coisas. Mas ele é do tipo que vai pescar porque nao tem nada lá para fazer. Se Dili é capital e não tem nada... imagina um distrito. Lá só tem energia das 18hrs até 06hrs.. hehehe. Bem. Gostaria de saber opniões dos amigos. Sugestões para se pescar em coral.. hehehe. Estou pensando em começar a fazer pesca submarina. Faço snorkeling aqui e vejo cada coisa maravilhosa. Olhem essas imagens de um blog de uns portugues que faz pesca submarina aqui. Tem até olhete aqui. http://pescasubmarinaemtimor.blogspot.com/ (Blog dos soldados do GNR no Timor) Então é isso. O Fuso aqui é 12horas+. Forte abraço e estou aqui sempre acompanhando.
  13. Entendi.. Vou procurar essa lambreta ou tentar fazer algo parecido. E estou usando fluocarbono 0.50. Parei com os empate de aços.. depois que o Tuba falou sobre perder a qualidade do recolhimento da isca. Qual o material que é feito da lambreta? É fácil de fazer em casa? Abraço
×
×
  • Criar Novo...