Pedro Martins

Pescaki V.I.P
  • Total de itens

    1.423
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    1

Pedro Martins last won the day on May 3 2015

Pedro Martins had the most liked content!

Reputação

188 Ótima

2 Seguidores

Sobre Pedro Martins

  • Rank
    VIP
  • Data de Nascimento 05-12-1987

Informações Pessoais

  • Localização
    Alfenas
  • UF
    MG
  • Sexo
    Masculino

Previous Fields

  • Nome Real
    Pedro
  • Sobrenome
    Martins
  • Estilo de Pesca
    Baitcasting-Traíra-Tucunaré-Tabarana-Dourado

Contatos

  • Website URL
    http://www.facebook.com/pedropmartins

Últimos Visitantes

5.991 visualizações
  1. Algumas traíras do ultimo mês, incluindo uma descoberta aqui na região. A das ultimas duas fotos eu nunca tinha visto por aqui, embora se pareça muito com a traíra no formato do corpo, a coloração e o comportamento são diferentes. Depois de um tempo descobri se tratar um exemplar de uma espécie conhecida como traíra pixuna ou jeju, um peixe da família da traíra. Peixe muito esportivo e divertido de se pescar, ataca muito bem na superficie e, diferentemente das traíras comuns, estes atacam em cardume.
  2. Recomendo fortemente consultar um especialista, já vi muitas introduções desastrosas em açudes causando vários tipos de transtornos, inclusive em casos extremos a necessidade de se esgotar o lago e encher novamente. Baseado no que sei, o seu lago me parece meio pequeno para introduzir tucunarés, inclusive lembro de ter lido em algum lugar que o ideal para tucunarés seria lagos de no mínimo 10.000 metros quadrados de área, isso sem levar em conta detalhes sobre a profundidade. Já vi muitos lagos desse tamanho serem introduzidos com tucunarés e, embora existam muitos fatores envolvidos o resultado mais comum de se ver é com pouco tempo o lago estar infestado de tucunarés pequenos que nunca crescem. E ainda que tivesse certeza que o tamanho é suficiente, tem que pensar ainda em uma relação de população predador/presa para manter o seu lago o mais equilibrado possível.
  3. Show de pescaria, parabéns! O dourado dispensa qualquer comentário.
  4. O frio complica um pouco mesmo, e isso é normal pois peixes tem o metabolismo alterado em função da temperatura. Logo se a água abaixa eles vão se movimentar menos e consequentemente se alimentar menos. Uma coisa interessante entre espécies predadoras é que, elas podem "avaliar" a viabilidade de um ataque mensurando se a presa compensa ou não a energia gasta para o mesmo. Ou seja, muitas vezes no frio iscas maiores serão as que farão o peixe abandonar o repouso para um ataque. Fora isso, eu poderia escrever um texto enorme falando sobre o que faço para conseguir capturas no frio, mas nada que passe de observação, tentativa e erro. Um estojo com opções variadas de iscas ajuda bastante nessas horas.
  5. Eu costumo dizer que não existe lagoa sem traira. Deixando o exagero de lado, esse peixe tem uma capacidade de ocupação e adaptação incrível, passando a habitar inclusive lagos recém inundados de maneira quase misteriosa. Indo a parte que interessa, é muito fácil observar a movimentação das traíras observando os lagos principalmente ao amanhecer e ao entardecer. Elas se aproximam das margens e costumam fazer bastante barulho e movimento de água nos ataques. Se eu fosse você já iria com equipamento e algumas iscas, melhor do que descobrir que tem peixe é fazer isso com uma captura!
  6. Olá Guilherme, os pacotes geralmente são negociados diretamente com as pousadas, então o ideal seria pesquisar as pousadas e escolher a que mais enquadra em seu orçamento. Sobre o mês, é muito relativo. Escolher data para pescar no pantanal demanda analisar as espécies desejadas e o ciclo das águas. Ano passado estive na região de porto cercado em setembro. Foi uma pescaria bem difícil ( não foi ruim), na qual demos azar de pegar o rio subindo o nível todos os dias, o que sujou muito a água e complicou a pesca da espécie que era o meu alvo, os dourados. Recomendo dar uma pesquisada e ler sobre a pescaria das diferentes espécies pelos meses do ano e em função do ciclo da água.
  7. Bom dia Pedro, uma vez que vc é de MG, saberia me informar quanto rola o aluguel de barcos e motores em Pirapóra MG se bem que vc está bem longe de lá e não se se vc já pescou por Piarpóra.

    1. Pedro Martins

      Pedro Martins

      Olá, desculpe a demora para responder. Não sei responder a sua dúvida, pois além de nunca ter ido a Pirapóra a minha localização é bem distante. Boa sorte!

  8. Acho que estou chegando atrasado, mas vou postar minha resposta assim mesmo para poder servir como informação para alguém que precise. Por motivos pessoais precisei ficar afastado do forum e não li nem respondi tópicos por vários meses. Em setembro do ano passado estive no Pantanal Norte, na cidade de Poconé ( a região também é conhecida como porto cercado). Reforçando o que o Bomediano falou sobre a pesca estar prejudicada, enfrentamos 5 dias difíceis de pescaria. Foi realmente uma surpresa para mim encontrar tanta dificuldade em um lugar como esse. Além de outros fatores, o rio subiu o nível em todos os dias de pescaria, o que atrapalhou muito. Foi um desafio, e exigiu muita percepção para entender o comportamento dos peixes e conseguir algumas capturas. Durante o dia pescava com artificiais e peguei alguns dourados, várias cachorras e muitas piranhas. Na pescaria noturna consegui alguns peixes de couro, porém todos pequenos. O destaque em tamanho nessa pescaria foi mesmo uma arraia de aproximadamente 25kg ( peso estimado pelo piloteiro). No mais, ainda com as dificuldades, considero como saldo positivo, uma vez que pescando com artificiais minhas capturas se destacaram em número em um grupo que pescou basicamente com tuviras e outras iscas naturais. O local em que fiquei me pareceu bem explorado e sob muita pressão de pesca, se fosse voltar esse ano iria um pouco mais longe, talvez em Porto Jofre ou Santo Antonio do Leverger. Como vai com a esposa, uma opção muito interessante ( ainda em Poconé) seria o Sesc Pantanal. Eles possuem um hotel aparentemente muito bem estruturado e ainda oferecem os guias e barcos para passeios turísticos. Esses passeios incluem visitas a lugares que os piloteiros diziam serem proibidos para o publico, e que somente pessoal autorizado do Sesc tinha acesso. A Areá de reserva do Sesc se destacava do resto todo pela preservação e vale a pena ser visitada.
  9. Isso ai. Não esqueça de proteger bem as varas dentro do tubo, nossas bagagens nem sempre são bem tratadas pelos funcionários. Além disso, de preferência para estojos transparentes para facilitar a visualização do conteúdo.
  10. KKkkkk, pescaria nesses lugares tem que levar muita coisa. Perde muita isca. Eu gosto da papa black mais pros dourados e tabaranas do que para os tucunares.
  11. As mais produtivas para mim são as x-rap, countdown, original floating, papa black e big-game. Como as rapalas estão muito caras, as savage da marine são uma excelente alternativa para as x-rap. Gosto muito de cracks também, principalmente nos lugares um pouco mais profundos.
  12. kkkkk, pode falar uai! A minha até me liberou semana que vem pra ir no pantanal atrás dumas cachorras e umas piranhas!
  13. Segue as fotos das minhas compras nesses últimos dois meses. Comprei essas iscas pra reforçar o arsenal para uma pescaria no Pantanal Norte.
  14. hahahahaha, moderninhos ein!

Parceiros: www.petsEXPERT.pt