AndréL

Pescadores
  • Total de itens

    222
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

20 Ótima

2 Seguidores

Sobre AndréL

  • Rank
    Já estou me enturmando!
  • Data de Nascimento 06-11-1975

Informações Pessoais

  • Localização
    São José dos Campos
  • UF
    SP
  • Sexo
    Masculino
  • Interesses Pessoais
    Música, tecnologia, violão, praia

Previous Fields

  • Nome Real
    André
  • Sobrenome
    Lima
  • Estilo de Pesca
    Esportiva desembarcada

Contatos

  • Skype
    ala.lima

Últimos Visitantes

2.658 visualizações
  1. Estou querendo levar meu sobrinho ao Maeda em Outubro qdo ele completará 10 anos. Estou planejando essa pescaria faz uns 3 anos. Faz tempo que não vou ao Maeda, geralmente pescava no tancão mas das últimas vezes que fui achei muito ruim, há um tempinho eu li que o tanque de engorda estava bem legal com muito peixe e muita ação. Hoje li um tópico recente onde relataram problema de oxigenação em todos os tanques (tancão, engorda e tanquinho). Não sei mais o que pensar, talvez eu vá no Sta. Tereza em Indaiatuba, é um pesqueiro menorzinho mas é agradável. Obrigado pelo post.
  2. Esse assunto é realmente polêmico. Eu comecei a pescar em pesqueiro faz uns 9 anos, comecei no Tancão do Maeda e nessa época o pessoal estava usando até que pouco cevadeira. Usávamos muita salsicha de fundo ou boiada, mas eu nessa época reclamava da salsichas que muitas vezes escapavam e ficavam pelo lago ou excesso de salsicha arremessada e perdida pra mim era o cumulo. Quando vi a cevadeira achei interessante porque não existiam aqueles copos de 2 toneladas, você colocava lá cento e poucas gramas de ração e pronto não tinha salsicha apodrecendo no lago, mas aí todo mundo aderiu a cevadeira, os copos cada vez maiores (tem gente que faz até com garrafa pet), já vi gente jogando ração aos baldes na água. E de coração sabe o que eu acho pior? Equipe de Pesca, até hoje não vi um grupo uniformizado que não fizesse ***** na beira do lago ... agindo com desrespeito, como verdadeiros membros de organizada de futebol. Posso estar generalizando, mas é que realmente nunca vi aquele grupo que pesca com camisa de equipe de pesca se portando de forma adequada. Se acham donos do lago, cruzam linha, cevam em cima da sua ceva, se você reclama querem brigar ... pesqueiro é complicado. O negócio é ficar com vara caipira na beira do lago ou represa se não quiser ter incômodos.
  3. Eu fico cismado também com isso porque não é sempre que dá pra ficar de olho no material. Há algum tempo eu tenho levado só o que vou usar, 2 conjuntos pra ficar um de fundo e outro pra arremessos. Infelizmente a ocasião faz o ladrão, o cara que roubou pode até não ser ladrão de hábito mas viu ali aquela oportunidade de ter uma carretilha Top e não resistiu. Aqui no Brasil é complicado ter as coisas ... tudo o que a gente disser vai ser chover no molhado, muito triste trabalhar pra comprar e vir alguém pra tomar.
  4. Fui no Sol Nascente este fim de semana, tem uns brutos mesmo ... mas o lago é pequeno comparado aos que ele citou, mas tem pirarara que eu vi, tamba de respeito a única ressalva é o tamanho do lago se ele tiver querer lago gigante. Olha o videozinho pra ter ideia do tamanho .. mas é um lugar gostoso, bem tranquilo. Pesqueiro_Sol_Nascente.mp4 Pintado na Brasa não gostei qdo fui.
  5. Fala Felipe, Sou de São José dos Campos ... por aqui não tem pesqueiro grande como o Maeda ou Tio Oscar. Se ir um pouco mais pra frente em Mogi das Cruzes tem o Kobayashi, tem um pessoal daqui que frequenta ou frequentava muito lá e falam muito bem.
  6. Já fui ao Tio Oscar algumas vezes e parei, muitas brigas e péssimo serviço de restaurante ou se vc quer comer ou beber no lago. Voltei a frequentar o Maeda. O Taquari não conheço, mas vejo muitos relatos positivos aqui no fórum, já os relatos sobre o Tio Oscar são parecidos com os meus. Eu optaria pelo Taquari, baseado nas experiências com o Tio Oscar.
  7. Boa tarde bem vindo. O nosso amigo Domingos Bomediano disse tudo. Não se intimide de perguntar ao funcionários ou frequentadores do pesqueiro dicas ... enquanto pesca observe a técnica daqueles que estão pegando peixe (tamanho do chicote, isca, anzol), pescar é muita obsevação. Posso dizer que o que me ajudou e ainda ajuda é ver vídeos e ler sobre pescaria, quanto mais técnicas e situações onde elas se aplicam você souber melhor é. Infelizmente não tem aquela dica que garante 100% de sucesso, mas um conjunto de coisas fazem as chances aumentarem bem Não desanime. Abraço
  8. Moro perto, tenho curiosidade em conhecer ... como fica a lotação dos lagos por ter ido num sábado?
  9. Olha honestamente estas carretilhas de entrada (baixo custo) não tem muita diferença entre uma e outra. O que pode mudar são detalhes, como por exemplo o material usado no guia distribuidor de linha, que pode ser de um material que aguenta abrasão de linha multifilamento. Eu tenho uma Brisa GTO 8000 (que também não é top), é um pouquinho mais cara mas tem aguentado bem. Já usei em pesqueiro, pesca embarcada no mar e até na praia. Por isso eu iria de Brisa mesmo sendo a 4000.
  10. Pra pegar lugar no deck tem que chegar bem cedo e ser um dis primeiros da fila, mas depois tem que ter calma com os caras arremessando bóias em cima da sua de quem fica na margem oposta. rs
  11. Tem toda razão, eu gostaria de poder ir ao Maeda durante a semana fora do período de férias ou feriados prolongados. Mas infelizmente não consigo, então tenho que aprender a conviver com as turmas de animais que vão pra badernar usando como pretexto a pescaria.
  12. Pesqueiro Sta. Tereza em Indaiatuba. Passou o pedágio sentido Campinas, pegar a saída para o bairro Helvétia, apresente o cupom da praça do pedágio no posto qu vai ter nessa entrada assim eles liberam a passagem. Se não me engano o pesqueiro reembolsa o pedágio. http://www.pesquepaguesantatereza.com.br/ Gosto de lá, ambiente tranquilo.
  13. Não. Acredito que pelo fato único de serem peixes de cativeiro.
  14. Me chamo André, moro em São José dos Campos/SP, nasci em 75 e hoje estou com 41 anos. Trabalho com TI A primeira vez que pesquei foi aos 11 anos, lembro dos mandis e lambaris pegos com a vara caipira no interior de MG, fiquei muitos anos sem pescar, mas sempre querendo voltar até que voltei. Hoje pratico mais a pescaria em pesqueiro, não digo que é uma infelicidade porque não existe pescaria ruim, ruim é não pescar, mas já fiz pesca de costão e embarcado no mar, esta última gosto muito, meu sonho é ter um barquinho pra praticar mais. Participo deste fórum há um bom tempo, e sempre tive boas experiências de aprendizado. Abraços!

Parceiros: www.petsEXPERT.pt