Amadeu

Pescadores
  • Total de itens

    466
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

30 Ótima

Sobre Amadeu

  • Rank
    começando a responder

Informações Pessoais

  • Localização
    Rio de Janeiro
  • UF
    RJ
  • Sexo
    Não informado

Previous Fields

  • Nome Real
    José Amadeu
  • Sobrenome
    de Bem Menezes Filho
  • Estilo de Pesca
    esportiva, mar

Últimos Visitantes

3.468 visualizações
  1. O Lucas já disse tudo. Boa sorte, e capricho no relato COM FOTOS pra gente. Bom descanso! Abs cariocas, Amadeu
  2. Arraial do cabo se vc puder pescar EMBARCADO, dificilmente voltará de mãos vazias. Dê uma fugida no cais da praia dos Anjos e pode ser que arrume um barqueiro que te leve. Ao redor da Ilha do farol, no corrico ou com iscas de meia agua, batem bicudas, enchovas, olhetes, pitangolas, Bonitos, serras, badejos, baiacu-arara, xeleretes, e por aí vai. Enchova, então quando encarduma por lá, é um arremesso e um peixe. Se for usar iscas mortas (camarão, lula, sardinha), saem pargos, pescadinhas, etc. Em geral uso plugs variando entre 08-12 cm. Jumping jigs embarcado usei muito pouco, pois prefiro mesmo os plugs. Pescando de costão, com isca morta, vc poderá fisgar pampos, olho de cao, papa-terra, e outros. Tb dá p colocar um jumping jig ou camarão jig head pescando do costão, mas tem boa chance de enrosco, dependendo do local. Nessa modalidade, já fisguei até um baita xareu branco. Mas as acoes são bem mais escassas do que embarcado. Espero ter ajudado um pouco. Abs cariocas, Amadeu PS - agora que me caiu a ficha - estou há uns 4-5 anos sem pescar embarcado por lá. Muita saudade do lugar
  3. Olá, Maurício... Confesso que sou um grande fã do filé. Mas já faz um bom tempo que não fisgo um. Abs cariocas, Amadeu
  4. Patrick, Esses diâmetros de linhas estão ótimos. São os que eu uso na beira da praia (RIO de Janeiro, Niterói, Cabo Frio). pode usar um nó ALBRIGHT pra emendar a linha mais fina com a mais grossa. Acho que vc encontra o passo a passo do nó aqui no site. Abs cariocas, Amadeu
  5. Vladimir, obrigado pela resposta... Mas tenho várias dúvidas.. Não entendi a parte de que as chumbadas de carra nao podem ser colocadas na areia na fhora dos arremessos... Como assim? Vc quer dizer que o chumbo não deve ficar encostado no chão na hora do arranque, é isso? Se for esse o caso, porque não podem encostar no chão? Também nao entendi o termo "desarmar" a chumbada de garras... Essas garras não são fixas? Me desculpe a curiosidade, mas é que nunca vi em loja e nem manuseei tais chumbadas. Entretanto, queria muito entender como elas funcionam. Em relacao à chumbada pião, elas agarram tão bem como as pirâmides na areia? Eu pensei que, por conta das arestas da pirãmide, elas resistissem melhor ao arrasto e "agarrassem" melhor na areia do que a pião, que é arredondada. Aliás, essa me parece ser a opinial da maior parte dos pescadores... Por conta dessa "verdade" imperante, eu nunca sequer tinha cogitado de usar um chumbo modelo pião para pescar na praia. Por isso que eu gosto desse forum. Dá a chance de aprender sempre mais. Aguardo os esclarecimentos, e OBRIGADO pela paciência. Abs cariocas, Amadeu PS - Ah, em tempo - vc concorda que o que deve estar acontecendo com o nosso colega (Junior Sergipe) é mesmo a chumbada enterrando na areia?
  6. Se o que está ocorrendo é nao tomar pancada de peixe, mas o chicote ficar preso...Concordo com o Matheus. Apenas faço a ressalva de que alguns tipos de chumbada são mais propensos a se enterrarem e nao saírem com facilidade. (ver tipos de chumbada em http://www.pescadepraia.com/chumbada.htm) Aqui no RJ (Cabo Frio, Recreio, Barra da TIjuca, etc) , a chumbada que mais faz isso acontecer é o triângulo côncavo. Quando o mar está muito agitado, é quase certo que, em 5 minutos, já enterrou na areia e não sai não... Já perdi uns 4 empates em um só dia... E quanto maior a chumbada desse tipo, mais difícil de tirar... Qd troco para carambola, por exemplo, mesmo que ele enterre a gente consegue soltar. Mas com esse tipo de chumbada o chicote também dificilmente fica parado em um só ponto. A correnteza leva com facilidade. São as manhas da pesca de praia... Aproveitando o tópico, aqui no Rio nunca consegui encontrar aquele modelo com garras. Dizem que ele consegue se fixar na areia, com a vantagem de ser aerodinamico e nao enterrar como o triângulo. Alguems sabe onde posso encontrar esse modelo? ABs cariocas, Amadeu
  7. Já usei na Praia das Dunas em Cabo Frio. Entrou papa-terra e pampo. Abs cariocas, Amadeu
  8. O congro (tem o rosa ou o negro) pode ser feio, mas a carne é deliciosa!!! Abs cariocas, Amadeu
  9. Marcelo, pesco na Baia de Sepetiba há uns 10 anos, sempre saindo de Itacuruçá. No início, usava sardinha e camarão mortos. De uns 6 anos para cá, uso só iscas artificiais (em geral, pegamos peixes melhores com estas). A pescaria por lá é uma caixinha de surpresas. Alguns dias, muito fraco. Outros dias, saem robalões, guaiviras, xaréus, pescadas amarelas, sororocas, etc. Com as iscas artificiais, em geral a gente explora os parcéis e as ilhas, arremessando as iscas na direção das pedras e recolhendo. O fundamental, ali, é vc arrumar um bom guia, que conheça bem a região e não tenha preguiça de "correr atrás" do peixe. Como a Baía é grande, não é incomum que um ponto esteja sem ação e outros estejam com cardumes de peixes famintos. E, como o visual é lindo, levar a cãmera para fotografar já é um belo programa. Abs, Amadeu
  10. Wlad, obrigadão pelos comentários. Me animou, especialmente pela possibilidade dos arremessos longos. Às vezes,apanho muito por causa do vento com iscas mais leves... Acho que vou pegar uma ou duas, para brincar aqui no nosso RJ pelas costeiras (Cagarras, Imbuí, Fortaleza Sta Cruz e, em especial, Arraial do Cabo). Se pegar algo com ela, te darei um retorno tambem. Abs, PS - em tempo: estou "namorando" a green laser e a branca com cabeça vermelha. Acho que vão fazer um estrago.
  11. Amadeu

    Daiwa SP (isca)

    Olá, galera,ando muuuuuuito sumido por conta do trabalho. Vi em uma loja aqui no Rio as iscas Daiwa SP. Têm 15 cm, 31 g de peso. Cores lindas, e parecem ser um "veneno" para as enchovas. Entretanto, ao pesquisar na internet, só achei um comentário sobre elas feitos por um pescador esportivo em Portugal. Ele apenas as testou por alguns momentos em um costão. Só falou que nadavam bem, e seriam uma boa opção para arremessos longos. Mas não as usou pra valer. Alguém aqui no Pescaki já usou essas daiwas SP? Que me podem falar sobre elas - trabalho, nado, e se são pegadeiras, como me pareceram? Abs em todos, Amadeu
  12. Tainha não sei, mas há 3 anos, ao chegar na estação das barcas em Niterói, tinha uma linda comedoria bem perto do atracadouro. Imagina a situação - eu, fanático por pescaria, indo a uma loja de material de pesca, sem nem uma linha e anzol nas mãos, vendo aquela cena. Tortura pura. Abs, e boa sorte nas compras. Amadeu PS - em tempo, se vc fala daquele terminal de ônibus ali perto do Tribunal de Justiça, a praça XV é perto, sim. Uma caminhada de uns 7 minutos até a estação das barcas na Praça XV.
  13. Carlos, não há perigo algum em saltar das barcas e ir á pé até a loja, em Niteróí. Salte da barca na Estação Araribóia (Niterói) e caminhe para a sua esquerda, seguindo a rua principal mesmo. É muito movimentado. Dá uns 10 minutos apenas a pé (não chega a 2 km da estação das barcas até a loja). Além disso, a travessia de barca é um passeio maravilhoso. Muito, mas muito mais bonito que andar de ônibus. Sempre que vou, levo a câmera para fotografar. E se pego uma das barcas antigas, ainda viajo do lado de fora, na proa, com vento na cara... Além disso, alguns ônibus para Niterói têm intervalo bem mais demorado que as barcas. Corres o risco de "mofar" no ponto, quando poderias curtir um passeio bacana. E não há como se perder, nem na praça XV e muito menos em Niterói. Os locais são bem conhecidos e qq pessoa (jornaleiros, por exemplo) podem te indicar o caminho sem erro. Na praça XV, pergunte como se chega à estação das barcas. Não tem errada. E em Niterói, pergunte pelo Mercado de São Pedro. A loja é lá dentro do Mercado. Abs. cariocas, Amadeu Abs, Amadeu
  14. Laion, bom dia. Vou tentar ajudar um pouco. Em primeiro lugar, usar carretilhas em dias de vento forte pode ser complicado, pois o vento altera a velocidade da isca no ar, mas não muda a velocidade com que o carretel da carretilha se move. Com isso, a linha embola no carretel, e forma as "cabeleiras". Isso acontece principalmente se vc arremessa CONTRA o vento. Se estiver a favor, não costuma dar problema. Ao arremessar sobre a cabeça, vc pode ter colocado a isca em maior altitude e pego maior corrente de vento do que qd arremessava de lado, e a isca viajava mais rente ao mar. Solução mais fácil - usar molinete no lugar da carretilha. Como já falou o Zacca, tb dá pra tentar alterar a regulagem dos freios da carretilha (centrífugo e sintonia fina), mas pode alterar a distância do arremesso. Ah, e o peso da isca tb influencia. Em princípio, a gente deve regular a carretilha de novo se trocar de iscas com pesos muito diferentes. A regulagem é assim: 1 - Segure a vara na horizontal, na altura do cotovelo e paralela ao chão. 2 - Solte a trava da carretilha. 3 - A sintonia fina (é uma "tampinha de rosca" menor, na lateral da carretilha) deve ser regulada de tal modo que a linha saia naturalmente da vara, só com o peso da isca, e pare assim que a isca tocar ao chão. Se a linha continuar saindo com a isca já no chão, a sintonia fina tá solta demais. Se a isca não conseguir puxar a linha com seu proprio peso, é porque a sintonia tá apertada em excesso... Em relação a Itacuruçá: Em geral, a gente sai de barco para pescar com iscas artificiais. Já pesquei desembarcado em duas ilhas - siri-pestana e carapuça (nesta com resultados melhores), mas de barco é melhor. Tem dias em que vc pega bastante peixes num determinado lugar. Mas daqui a pouco você volta ao mesmo ponto e não acha mais nada. Com o barco, vc tem liberdade para correr vários locais a procura dos cardumes... E tem dia (difícil, mas acontece) em que vc não acha peixe em lugar nenhum. E tem dia em que só os encontra em um determinado local, ou só de manhã cedo, ou só a tardinha... Por fim, em relação ao tempo - algumas das melhores pescarias que já fiz em Itacuruça foram em dias de chuva ou nublados. O que atrapalha mais é mesmo o vento, pois este dificulta os arremessos e a navegação. Qq coisa, estamos a disposição para ajudar. Abs cariocas, Amadeu

Parceiros: www.petsEXPERT.pt