Pesquisar na Comunidade

Showing results for tags 'pesque e solte'.



More search options

  • Search By Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Search By Author

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Pesca
    • Bate Papo (novo)
    • Pesca em Geral
    • Relatos de Pescarias
    • Materiais e Equipamentos para Pesca
    • Trabalhos Manuais / Bricolagem
    • Avaliações,Testes e Lançamentos
    • Água Salgada
    • Pesca de Praia
    • Caiaque
    • Pesque & Pague
    • Espécies
    • Flyfishing
    • Legislação
  • Parceiros
    • Pousada Rio Suiá-Miçu
    • Bahia Sportfishing
  • Regionais
    • Pesca em Santa Catarina
  • Diversos
    • Termos e Regras
    • Dúvidas, Críticas, Dicas, Opiniões e Sugestões sobre o Pescaki
    • Café Pescaki
    • Ecologia e Ambientalismo, Ictiologia, Zoologia, Aquarismo, Botânica, etc.
    • Agenda Pescaki
    • Fotografia
    • Náutica e Técnicas de Navegação
    • Carabinas de Ar Comprimido
    • Classificados
    • "Causos" de Pescarias e Outros Textos
    • Gastronomia
    • Tecnologia

Find results in...

Find results that contain...


Data de Criação

  • Início

    End


Data de Atualização

  • Início

    End


Filter by number of...

Data de Registro

  • Início

    End


Grupo


MSN


Skype


Website URL


Localização


UF


Interesses Pessoais


Nome Real


Sobrenome


Estilo de Pesca

Encontrado 22 registros

  1. Criciúma SC. Alguém que conheça um bom local de pesca com isca artificial, traíras, robalos, rios, lagos e mar?
  2. Até quem fim começou a esquentar por aqui, pelo menos na parte da tarde kkkk Muitos pescadores relataram que esta começando a sair bem os Bass na represa do passaúna, a qual eu já perdi a viagem duas vezes sem nenhum peixes nos meses passados pois estava muito frio e o peixe parado ! Fomos la em busca do Bass tentar uns "Diabinhos Verdes"! Também aproveitei a oportunidade para testar o power drive "pedal do caiaque leader". Decidi vou adquiri-ló muito top, não precisa remar, fácil de usar, pouco esforço boa velocidade, explorei boa parte da represa sem problemas e esforço algum, muito fácil reposicionar o caiaque pra não estragar o pesqueiro! Chegamos cedo umas 8:00 já estávamos na água, muito gelada por sinal, até 13:00 batemos de tudo, soft (minhocas, shad shaip, salamandra, grubs) com várias montagens e técnicas mas nada, cranck, superfície, meia água, nada, água estava muito gelada foi esquentar mesmo o sol pra valer das 13:00 em diante, ai começamos a bater embaixo das galhadas e próximo a estruturas ai começamos a ter as primeiras ações e ataques, começamos a descobrir o que o peixe queria e velocidade do trabalho da isca! Primeiro que entrou mais ou menos umas 13:00, o sidney encaixou um 40 up na meia água embaixo das galhadas!! Top! Continuamos batendo e foi saindo os peixinhos! Final das contas empatamos saiu 10 black de cada todos no plug de meia água, ele ganhou no peixe maior , foram pequenos os peixes a grande maioria mas o importante que saíram, daqui pra frente chegando a primavera vai começar a melhorar bastante! Logo logo to retornando tentar uns maiores e com técnicas diferentes! Todos os Peixes foram soltos, pesque e solte sempre!!! Viva Bass!!!
  3. Já estava com saudade dos Verdinho do Recanto do Bass, ai resolvi fazer uma visita aos meus amiguinhos O dia estava muito quente e os Bass estavam a meia água, cheguei e fui tentando de tudo, comecei pelo fundo com jig, crack, texas e nada de ação, via alguns ataques na superfície e muitos Bass passando a meia água, resolvi partir pra montagens mais finess, coloquei jig wacky 1 grama, batata terceiro arremesso já engatei um bichão, e pense como valoriza a briga numa varinha 10lbs top dali em diante a pescaria foi só no jig wacky e wacky. Muito show, muitas ações. Tinha um pessoal pescando e não conseguindo resultado, e eu me divertindo com os Bass, ai começamos a conversar sobre montagens etc, os caras mudaram para o sistema que estava e pronto todo mundo pegou um Bass pelo menos, muito show. A pescaria já estava ótima, mas pra fechar com chave de ouro tive a honra e oportunidade de conhecer o Marcos Malucelli que estava no Recanto do Bass também com seu filho, pescador profissional de Black Bass, morou e pescou o Black Bass no EUA e agora esta no Brasil divulgando o seu trabalho, cara muito gente fina, humilde, eu não o conhecia, ele veio trocar ideia comigo sobre o Bass e tal, como estava se alimentando no dia, etc, conversamos bastante. Ele já engatou um Bass e deu para o seu filho tirar. Domingo agora vai ter um workshop online do Bass do Marcos Malucelli quem tiver oportunidade e interesse de participar http://www.mmpesca.com.br/ fica ai o convite!
  4. Olá pescador(a), me chamo Silvânio Cruz. Sou do Sudeste de Minas e tenho uma ótima noticia, "Iniciaram os tramites para adotar COTA ZERO no Rio Grande". Este e mais alguns motivos estão nos motivando muito, então iniciei um projeto voltado a Pesca Esportiva na Universidade de Uberaba e gostaria da ajuda de vocês! Quem puder colaborar e responder a uma pesquisa ajudaria muito : Clique aqui para responder a Pesquisa. Obs: Não posso dar detalhes do projeto pois isto poderia induzir as resposta de vocês OK!
  5. Uma pescaria rápida no final da tarde que rendeu muita diversão. Acabei estreando 2 iscas que já havia comprado fazia tempo, mas nunca tinha fisgado com elas, a Crazy Frog da Yara já estava toda remendada de tanto levar dentadas das traíras, mas nunca tinha conseguido fisgar com ela. Já a Ratão da Tropical Frog, estava intacta ainda, já tinha ido para a água mas sem sucesso. As fotos das capturas podem ser vistas no Facebook. https://www.facebook.com/RobPescaRS/ Um abraço e até a próxima.
  6. Dia 14 e 15 de outubro de 2017 vai acontecer o 4º Encontro Nacionas dos Amantes da Pesca com Caiaque Saída às 9h Loca: Praia de Laranjeiras Balneário Camboriú - SC Frente ao restaurante costão de Laranjeiras Vão ser Sorteados Vários prêmios e Brindes, Caiaques, Carretilhas de pesca, Motor, etc. Inscrição Grátis para quem vai de Caiaque! http://kayaksports.com.br/site/4encontro/ Borá la Galera pescar e se conhecer quem puder!!!
  7. Fala cambada, mais uma vez fui me aventurar atras dos verdinho, não estava nem planejando a pescaria, mas ia ficar em casa sem nada pra fazer resolvi dar uma pescada na parte da manha, fiz o requirimento de alvará com patroa e liberou partiu buscar os bichos!! Fui sozinho de Caiaque 6:00 estava na água e aproveitei pra estrear e testar o Sonar da Garmim que adquiri, muito top ajuda muito na pescaria. Cheguei no primeiro pesqueiro, comecei com Shad Shaip saiu o primeiro Bass pequeno mas valente, não tive mais ações ali, tentei outras montagens não tive sucesso, mudei de pesqueiro comecei com o shad shaip e nada ai parti pro neko rig batata denovo kkkk Peguei um 39up já estava feliz, ai derrepente entrou um 45up pra mim a pescaria já estava realizada e mais pro final umas 11:00 entrou o 46up, fantástico a briga dos peixes rebocaram o caiaque kkk Foi top e emocionante. A varinha que usei foi a Java Cast 12lb, 6 pés, com a carretilha Venator Lite indicação do mestre @Alexandre Fishing a briga foi top, a varinha é bem leve e tem boa sensibilidade de fundo e linha fluor carbono 6lb com o carretel long cast da Venator consegui arremessar as montagens de 3 a 5 gramas com boas distâncias sem dificuldade!!
  8. Domingo a tarde decidi novamente voltar as cavas do JB em Araucária após aquela carpa de 16kg fisgada pelo rabo rsrs, aqui já esta bem frio mas como saiu um solzinho no domingo de manha, partiu tentar umas bocudas na parte da tarde!!! Uma grande Surpresa minha esposa começou a querer a aprender a pescar rsrs então aproveitei para ensina-la a arremessar e não é que com poucas explicações já conseguiu fazer bons arremessos e poucas cabeleiras Melhor que eu no começo acho q minha primeira pescaria era só cabeleira . Começando bater umas iscas, mesmo estando frio mas na esperança de uma bocudas kkkk me entra o primeiro peixe e denovo uma surpresa que nunca tinha visto kkkk Essa é nova pra mim rsrsr tentei soltar o lambari mas como pegou a espinha dele ele não sobreviveu. A pescaria de superfície estava difícil com as zaras, poppers e frogs, ai fui para meia água e fundo com os crancks, e novamente na matadeira da sumax Fat Shallow 80 achei uma cava que estava com a água mais limpa e tinha umas estruturas e capim na bera, pensei é ali mesmo que estão as bocudas e não deu outra, consegui duas boas capturas inclusive uma foi a maior traíra que peguei até hoje 52cm 2100kg novo recorde a ser batido rsrs, pense na briga e na emoção a bicha sapateava na água tentando escapar. Resumindo foi top a pescaria, e que venham as próximas, a muié deu sorte e falo que eu tenho que levar sempre ela pra poder pegar os peixes.
  9. Aproveitei o feriado para tentar capturar o primeiro Black Bass da vida rsrs e dessa vez a chuva não atrapalho, fui ao Recanto do Bass em São José dos Pinhais. O lugar é muito agradável com atendimento muito bom, tem 2 lagos com Black Bass e 1 com Traíra. O dia começou meio nublado com bastante vento, comecei usando montagens de fundo Texas e Florida Rig com minhocas, o peixe estava meio parado foi sair o primeiro só as 10:30 no Texas Rig, mas enfim o primeiro Black Bass capturado e que briga, veio um Black de bom tamanho, muito show!!! Antes do almoço foi somente esse, após almoço tentei insistir mais um pouco com as montagens de fundo mas nada, o sol começou querer dar uma aparecida ai mudei para os plugs ai começou a ação, muitas batidas e botes bonitos consegui capturar mais quatro, 3 consegui tirar da água e fotografar e o último já no finalzinho da tarde parecia ser o maior foi fisgado brigou mas conseguiu se soltar do plug e foi embora pra vida sem pousar pra foto kkkkk
  10. Raffaello Castellano

    Reflexão

    O melhor da pescaria, amizades, lugares maravilhosos, natureza e descontração. A pesca esportiva é um estilo de vida, movimenta bilhões anualmente em equipamentos, roupas específicas, acessórios diversos(repelentes, protetores solares, óculos, luvas, etc.) passagens aéreas, hospedagens, aluguel de barcos, carro para translado ( 45 bilhões de dólares só nos EUA), parte desse montante pode tirar milhões de ribeirinhos da miséria no momento em que se conseguir fixar a cultura de que o peixe vivo devolvido ao rio gera riqueza e independência financeira, um bom pescador artesanal se profissionalizado aumenta e muito a sua renda, numa pescaria bem sucedida, além do pagamento já combinado independente do sucesso da pescaria, ganha cachês gordos dos pescadores, já ouvi relato de pesca bem sucedida em que o piloteiro ganhou mais de 1000 reais de cachê. Esse antigo pescador que levava uma vida miserável passa de um agente de extinção de espécies a um verdadeiro guardião dos rios e peixes, não permitindo a depredação por entender que se o peixe acabar terá que voltar a antiga vida onde só ganha se capturar e ainda tem que entregar o seu pescado ao atravessador a preço de banana, em um sistema escravagista e depredador. ‪#‎desafiopescaesportiva‬ Texto escrito por Zé Airton no Face Repassando oq é bom. Abraços
  11. Olá pescadoras e pescadores, hoje venho compartilhar com vocês não uma história de pescaria, mas sim, a história de como foi criado o grupo de pesca – Girls Pesca um dos poucos grupos que conheço que foi criado especificamente para mulheres. Então, hoje relatarei a vocês como conheci este grupo e como me tornei uma Girl Pesca. Bom tudo começou em dezembro de 2015 quando estava na cidade de Caldas Novas – GO, resolvendo algumas coisas do concurso que estava fazendo. Então à noite estávamos na casa do meu tio, e meu esposo estava olhando seu instagram, quando de repente ele me disse: “amor veja isto, estão anunciando aqui um grupo de pesca somente de mulheres”, então fiquei muito curiosa e peguei meu celular para procurar o instagram do Baquara Team, que era onde estava o anuncio, assim, já cliquei no nome Girls Pesca e fui para o instagram do grupo, olhei todas as fotos, eram poucas, pois o grupo ainda esta em construção e em divulgação, mas foi o suficiente para me encantar. Na frase de descrição da pagina tinha um telefone de wathsapp para enviarmos mensagem e saber mais sobre o grupo. Mais que de presa anotei aquele número, e já fui logo mandando mensagem, já curiosa para saber do grupo, e com muito desejo de fazer parte daquele grupo que me encantará, pois, era inédito pra mim um grupo somente de pescadoras, nunca havia visto algo parecido. Comecei a conversar com a Carol e ela já me adicionou no grupo do whatsapp e então comecei oficialmente a fazer parte do grupo Girls Pesca. E hoje tenho alegria de fazer parte deste grupo maravilhoso, o qual vocês conhecerão melhor no texto abaixo em que a Carolina Brito, "nossa Carol", idealizadora do nosso grupo irá nos contar. “Desde meus 15 anos, eu comecei a gostar de pesca esportiva, quando ainda morava no estado de Goiás. Nas pescarias eu ficava observando os pescadores, e quando eles pegavam algum peixe, entregavam-me para que eu pudesse segurar. Mesmo gostando de pescar, eu participava destes momentos mais pela influência da minha família, que sempre pescavam juntos, assim, fomos para o Rio Araguaia algumas vezes realizar estas pescarias em família. E entre uma pescaria e outra comecei a me interessar por este esporte, e deste modo, a pesquisar sobre o assunto, a ver vídeos no you tube, estudando cada vez mais sobre esta arte, e, ao mesmo tempo em que aprendia, apaixonava -me cada vez mais. No entanto, o amor pela pesca foi introduzindo na minha vida vagarosamente, aos poucos, mas quando me dei conta estava totalmente apaixonada por este esporte. Paixão esta que foi regada desde menina, pois meu pai, além de pescador era artista plástico e eu cresci o vendo fazer várias esculturas de peixes, eternizando em mim uma ligação de amor e cumplicidade para com este animal, e para com a natureza, os quais aprendi a amar e a respeitar. E com o passar do tempo a pesca tornou-se fundamental na minha vida, portanto, comecei a investir em equipamentos mais profissionais, há ir atrás das melhores iscas, aperfeiçoando minhas técnicas e equipamentos para realizar sempre boas pescarias. E hoje posso dizer com toda certeza que eu amo a pesca esportiva. E as vezes, sinto-me triste por não ter tanto tempo para pescar, pois com minha mudança para Manaus e minha agenda de trabalho que está sempre lotada, acabo pescando menos que gostaria. Mas, para mim a pescadora esportiva não aquela que pesca todos os dias ou finais de semana, mas aquela que se preocupa com a natureza, com a preservação do peixe, ou seja, preservar aquilo que nos faz bem, demonstrando sempre seu amor pela pesca, pela natureza e influenciando as pessoas a sua volta a também praticar esta modalidade de pesca. Por causa desta minha paixão surge então à ideia e o desejo de criar um grupo de pesca somente para mulheres, e quanto mais me adentrava a este universo via que está era uma necessidade cada vez mais real, pois, todos os grupos no instagram, whatsapp e facebook existentes eram voltados para o público masculino, tendo uma ou duas mulheres como integrantes. Eu acompanhava em específico o Instagram do Baquara Team, quando um dia o Cristiano postou que iria criar um grupo de pesca no whatsapp, então envie meu número, pois tinha grande interesse em fazer parte deste grupo, pois, esta era um chance de compreender mais sobre a pesca esportiva, iscas e de trocar várias dicas e experiências com outros pescadores. Quando o grupo iniciou-se era somente eu de mulher, em seguida entrou a Aline e depois a Luana Karine. Diante desta realidade, minha inquietude e meu desejo para criar algo específico para mulheres aumentava, assim, resolvi fazer meu sonho se tornar realidade, eis que, nasce o grupo de pesca feminino Girls Pesca, dando as mulheres um espaço maior dentro da pesca esportiva, onde podemos mostrar nosso valor, as nossas habilidades na arte de pescar e pescamos muito bem. E com o grupo criado, aos poucos acabei reunindo pescadoras de boa parte do Brasil e até mesmo pescadoras de fora do país, o que é perceptível no grande número de pescadoras que seguem nosso Instagram. E está ideia que surgiu da necessidade de se ter algo voltado para mulheres, hoje esta cada vez mais consolidada e forte no cenário da pesca esportiva no Brasil. Instagram do Girls Pesca Por tudo que foi mencionado acima é perceptível que eu sempre sonhei com este grupo, mas não imaginava que teria tanta pescadora esportiva espalhada por este país a fora, e que o grupo tomaria tamanha proporção que hoje tem. A formação do grupo, deu-se, por meio, de convites feitos a algumas pescadoras, que eu acompanhava pelos Instagrans de pesca. Assim, eu as marcava em comentários e também lhes enviava mensagens pelo direct, falando sobre o meu meu desejo e sonho de montar este grupo para mulheres e destas conversas eis que surgem as primeiras pescadoras do grupo que foram a Keyla Schlemper e a Elisa Bottrel, em seguida falei com a Isabela da bela pesca, e todas incentivaram-me muito, dando a maior força para que eu seguisse em frente com este sonho que hoje tornou-se realidade. Assim, o grupo inicialmente tinha como integrante a Keyla e em seguida a Elisa, pescadoras que me ajudaram bastante na formação deste grupo. Também tive muito apoio do Neto do Baquara Team, que me deu várias ideias e fez a indicação de algumas pescadoras que puderiam fazer parte do grupo. E assim, o Girls Pesca foi consolidando-se e hoje ele esta formado com 27 pescadoras, tendo representação de quase todo o país. No final do ano passado criamos nossas primeiras camisetas que por sinal são lindas. E este ano tivemos nosso primeiro encontro que ocorreu em Manaus - AM, embora este momento tenha sido com uma pequena parte do grupo, mas este da o ponta pé inicial para que outros encontros aconteçam. Camiseta oficial Girls Pesca Primeiro Encontro do Girls Pesca - Uma pequena parte do nosso grupo. E como não podemos tornar um sonho realidade trabalhando sozinha, aproveito este espaço para agradecer a três pessoas que foram e são essências para que o meu sonho tenha tornado-se uma realidade. Primeiramente agradeço a Elisa Bottrel que é uma super mãe para o Girls Pesca, que sempre me apoia e ajuda em tudo, dando-me a maior força durante todo processo de criação das nossas camisetas. Outra pescadora que não posso deixar de agradecer é minha parceira Luana Karine, que é uma pessoa essencial na criação do grupo. Tanto que estou sempre dizendo a ela “Luana precisamos conversar”, e esta acabou se tornando a nossa frase, não tem como falar da Luana sem ouvir esta frase ecoar em minha mente, pois, estou sempre dizendo esta frase para ela. Elisa e Luana vocês são o meu braço direito e esquerdo. Ajudam-me a postar as fotos no Instagram e tomar as melhores decisões para melhorar o grupo, dando-me todo apoio necessário e incentivo, nutrindo comigo este sonho. E a terceira pessoa que não posso deixar de agradecer é a Thereza que é uma irmã para mim, sempre que preciso ela esta a disposição, fazendo de tudo para enriquecer o nosso grupo. Tetê, obrigada por todo apoio e incentivo, pelas boas ideias e sugestões que tem ofertado para melhorarmos cada vez mais e, assim, crescermos enquanto grupo. Quando criei o grupo queria um nome que fosse simples e fácil de decorar e, assim, surgiu de forma natural o nome Girls Pesca, ou seja, garotas na pesca. E, este tornou-se um sucesso tamanho que nem imaginava que poderia alcançar. O ícone do grupo retrata uma mulher sempre bonita e elegante pescando tucunaré, o qual, apaixona-se por sua beleza e acaba sendo fisgado. Hoje o Girls Pesca é uma realidade, e juntas todas nós compomos um grupo voltado para pesca feminina, praticando e tendo a Pesca Esportiva em nossos corações, conquistando o nosso espaço dentro deste universo, mostrando que esta arte está inserida no nosso sangue e nossos corações, juntas nós podemos mais.” (Entrevista com Carolina Britto – idealizadora do Girls Pesca) É quanta alegria poder fazer parte deste grupo, pelo qual, tive a oportunidade de conhecer pessoas maravilhosas deste Brasil a fora. Conversar, ouvir e ler relatos de pescarias sensacionais, receber dicas das melhores pescadoras do Brasil, estar junto com elas, fazer parte da vida delas e aprender com elas não tem preço. Assim, o grupo Girls Pesca é um grupo em que consolidamos mais que troca de experiências de pescarias, iscas, materiais e equipamentos de pesca, mas, sim um grupo em que laços de amizade tem sido construídos entre pessoas que não se conhecem pessoalmente “ainda”, no entanto, se fazem tão importantes umas para outras, e sim como diz a Carol “juntas somos mais e podemos mais”, e desta forma, temos buscado alcançar nosso espaço no universo da pesca esportiva, que é a paixão que nos uni cada dias mais. Abaixo vocês conhecerão as faces do grupo Girls Pesca. "Juntas Somos Mais" “O Girls Pesca é mais que um grupo de pescadoras, que compartilham da mesma paixão – o amor pela Pesca Esportiva – é um grupo de mães, esposas, filhas, companheiras, mulheres, etc., que a cada dia se tornam amigas mais chegadas que irmãs...” Camila Niclites – Caldas Novas - GO “Participar do grupo Girls Pesca não é bom não... é maravilhoso! Somos mulheres, esposas, namoradas, mães, com uma paixão em comum: a pesca esportiva. As mais experientes tem todo o cuidado, atenção e paciência com as iniciantes nesse incrível mundo da pesca. Trocamos experiências diárias, rimos muito e até bebemos juntas, mesmo distantes! Tem como não amar?!” Cibelle Lima – Goiânia – GO “Eu amo pescar. Sou louca por pesca e costumo fazer isso com o maridão, e fazer parte do grupo Girls Pesca foi a melhor coisa que aconteceu. Conheci mulheres com o mesmo gosto pela pesca, fiz amizades verdadeiras. Amo todas vocês.” Geane – Rio Verde – GO “Participar do grupo Girls Pesca é um prazer, todos os dias aprendo mais sobre a pesca com grandes pescadoras!” Roberta Cristina – Goiânia – GO “A pescaria me proporciona muitas alegrias, entre as maiores é a oportunidade de participar de um grupo tão profissional, divertido e purpurinado como o grupo Girls Pesca. Sinto-me honrada” Carolina Sousa - Brasília – DF “Girls Pesca é um grupo formado por pescadoras cujo amor pela pesca esportiva nos uniu. Amo Pescar #Elasnapesca” Carolina Britto – Manaus – AM ( Idealizadora do Girls Pesca) “Compartilhar aventuras vividas por nós pescadoras” Paula – Manaus – AM “Quando cheguei ao grupo Girls fui muito bem recebida por todas com muito carinho e respeito. E pra mim é uma honra muito grande participar deste grupo maravilhoso.” D. Onça – Ituiutaba – MG “Sou muito feliz por estar em meio destas mulheres maravilhosas que assim como eu amam a pesca esportiva... muito orgulho de ser GIRLS” Elisa Bottrel – Formiga – MG “Fazer parte do grupo Girls Pesca é prazer!” Cloris - Bandeirantes – MS “Participar do grupo Girls Pesca é ser pescadora, amiga, conselheira e companheira ao mesmo tempo!” Gabriela – Palmeiras Distrito de Dois Irmãos do Buriti - MS “Participar do grupo Girls Pesca é dividir um sonho e uma paixão com elas e buscar a valorização da mulher na pesca.” Keyla – Campo Grande – MS “Não sou uma pescadora de carteirinha, mas participar do grupo Girls Pesca tem me incentivado cada dia a gostar mais desse esporte e ver como o grupo é unido! Bruna – São Paulo – SP “Participo do grupo Girls Pesca amo esse grupo cada vez crescendo mais a mulherada na pesca esportiva e muito bom trocar ideias novas com pessoas e muito bom trocar ideias novas com pessoas de fora e a amizade são muito boas.” Gislaine Fabian – Presidente Prudente - SP Jaque Campos – Sorocaba – SP “Fazer parte do grupo Girls Pesca é uma grande honra, mulheres que pescam muito.” Talita – São Paulo - SP “É baum demais participar de um grupo onde todo mundo fala a mesma língua, mesmo sem nem se conhecer!” Thereza – Pauliceia – SP “Fazer parte do grupo Girls Pesca é gratificante, pois é um grupo composto por lindas mulheres, muitas histórias, muito aprendizado e muitíssimos peixes”. Vanessa Rovere – São Manuel – SP “Pra mim é motivo de orgulho participar de um grupo de pesca só de mulheres. Ver que esse esporte vem se destacando muito entre as pescadoras.” Luana Karine – Chapadão do Lageado – SC “Participar do Girls Pesca é sensacional” Josi Costa Santa Maria do Pará - PA “Antes eu apenas curtia o instagram @girlspesca, mas hoje sou representante no meu estado de um grupo de amigas que amam pescar e preservar a natureza. ” Rafaela Galvão – Belém do Pará - PA Ariana – Curitiba – PR Janaína – Curitiba – PR “A alegria em pegar o peixe, admirar sua beleza e depois soltá-lo. Isso é pescar, isso é amar e respeitar a natureza. Parabéns ao grupo Girls Pesca por incentivar as mulheres e também por incentivar a prática do pesque e solte.” Joyce – Curitiba-PR “Ter amigas pescadoras sempre foi um luxo! Hoje com o grupo Girls Pesca tenho amigas no Brasil inteiro, compartilhamos nossas pescarias, alegrias, tristeza, revoltas! Somos todas protetoras dos peixes, da natureza e da posição da mulher na pesca! É um orgulho participar desse grupo e ver como a Pesca Esportiva Feminina está cada dia mais forte!” Luana Pigatto – De Curitiba – PR, morando em Pompano Beach – FL “Poder fazer parte de um grupo de pesca pra mim já é uma grande honra, pois é quase que um “estilo de vida” que todos compartilham… mas esse grupo é ainda mais especial por ser um grupo formado somente por mulheres pescadoras… Um tesouro!!” Mariana Braga - Rio Grande do Sul - RS E, neste clima de alegria, muita pescaria, histórias contadas e escritas, e com estas lindas pescadoras é que finalizo mais uma aventura de pescaria, deixando as meninas do grupo Girls Pesca e a todas as pescadoras deste país a fora o desejo que a cada dia possamos estar mais presente neste esporte que tem conquistados nossos corações e que possamos sempre praticar a pesca esportiva. Até Breve!!!
  12. Nossa turma têm pego bons Robalos aqui no Itapemirim, a maioria na superfície com sticks, pescando de barranco em pedrais andando pelo rio dentro da água até atingir os melhores pontos. Soltando as matrizes fazendo realmente a pesca esportiva. Alguns peixes do Marcelo e Amigos. Valeu amigos pescadores.
  13. A pescaria é tão fantástica que nos possibilita vivências inesquecíveis, conhecer lugares maravilhosos e acolhedores, fazer novas amizades e fortalecer as que já temos pescar é simplesmente mágico, tanto que une gerações e gerações. Fui conhecer um pesqueiro novo na cidade de Caldas Novas - Goiás, um pesqueiro simples, pequeno, mas muito acolhedor, o Pesca Esportiva Recanto Verde. Ao chegarmos fomos muito bem recebidos pelo proprietário, que nos apresentou o pesqueiro, falou um pouquinho do lugar e dos peixes existentes no lago. Então a prosa estava boa, mas vamos ajeitar a tralha e iniciar os trabalhos, afinal vara fora da água não pega peixe. Como o proprietário havia nos dito que os peixes subiam bem na ração , meu esposo optou em começar com a bia cevadeira e ração na pinga, usando o sistema de palminho. Eu como sou louco com peixes de couro, que segundo relato do proprietário havia muito no tanque; inicie a pescaria com uso de uma boia guia na ponta do girador e salsicha flutuando, afim de fisgar alguns exemplares de peixes de couro que havia no lago. E não deu outra primeiro arremesso no meio do lago, não se passaram dois minutos e minha vara emborcou e estava aberto os trabalhos do dia, mas ainda não era nenhum peixe de couro, era um lindo filhote de pacu, mas muito briguento, que nem deixou eu fazer o registro da sua beleza. E vamos lá mais um arremesso de salsicha só que desta vez mais próximo do barranco, onde havia visto alguns bigodes passeando para comer ração na superfície. E não deu outra, foi mais ou menos uns três minutinhos e uma força violenta foi tomando linha da minha carretilha e se esquivando para fundo do lago, e depois de uma briga intensa, eis que sai um belo Jundiá para foto. E hoje a pescaria prometia muita ação, pois foram dois arremessos em menos de 15 minutos e dois peixes, a ação do dia estava garantida. Enquanto meu esposo continuava usando a boa cevadeira e sistema de palminho, eu ia revezando entre salsicha flutuando, mortadela flutuando e mussarela meia água. E observando a movimentação dos bigodes próximo ao barrando de onde estávamos observei que rondava por ali uma Cachapira que vez ou outra subia na superfície e pegava umas rações e sumia rapidamente e foi quando eu deixei minha salsicha flutuando bem próximo ao local que ele estava subindo e não deu outra numa velocidade ele pegou a salsicha e desapareceu no lago, não me dando nem chance de reação e quando eu pensei que teria a chance de brigar com ela, o anzol soltou e eu fiquei só desejo de vê-la de perto, mas pescaria é assim, uma briga incerta. Mas vamos lá a pesca continua e vamos arremessar mais uma salsicha flutuando e ver no que dá claro que novamente não esperei muito e a linha esticou e uma briga nova se iniciou e enquanto eu recolhia uns 5 metros ele tomava uns 15 metros, E eis que sai mais um jundiá para ser registrado. Enquanto estávamos pescando chegou ao pesqueiro um pai três filhos, mais o avô das crianças, quando eles chegaram meu esposo estava brigando com um jundiá, as crianças já chegaram loucas, foram correndo para perto de onde estávamos; Olhando admirados os peixes ainda no lago, dizendo empolgados para pai: "Papai olha o tamanho do peixe" e davam uma risada muito gostosa. Fiquei encantada em ver como estas três crianças de idade de 3 a 7 anos, falando sobre pesca, pedindo a vara para pai todos ansiosos para pescar. Eles se organizaram perto de nós e as crianças começaram a pescar, o mais novo (mais ou menos uns 3 anos) foi com avô para outro lado do lago e sentaram num banco e quando a vara deste pequenino emborcou, foi muito lindo ver sua euforia, alegria e empolgação em fisgar um pacu, era tamanha seu contentamento que nem queria deixar o avó ajudá-lo a retirar o peixe da água, e segurando a vara chamava os irmãos para dividir com eles a alegria de fisgar o pacu. Conversando com pai dos pequenos ele nos relatou que os meninos trocaram um passeio no clube para poder pescar, que se dependesse das crianças eles pescavam era todos os dias. Fique emocionada com os relatos do pai sobre a paixão dos filhos pela pesca, é quase que inacreditável ver uma criança trocar um dia no clube, com muitas piscinas e brinquedos por uma pescaria, isto realmente exemplifica o quanto a paixão pela pesca esta presente em todas as gerações. Peixe fisgado quando as crianças chegaram... Este pesqueiro mostrou-se um lugar encantador, que além de acolhedor, comida boa, atendimento de primeira, a ação na pescaria foi o tempo todo, quase não tinha arremesso perdido, principalmente na pesca dos peixes de couro, usando as iscas; salsicha, mortadela, mussarela e ração de cachorro (vermelha de carne), em todas estas iscas obtive sucesso e quase em todos os arremessos tirava um Jundiá para ser registrado. Neste pesqueiro a adrenalina é constante, e os braços cansam mesmo, é peixe o tempo todo. E ainda se tem a oportunidade de se fazer uma pescaria com varas telescopia brincando com as tilápias que são rápidas e vorazes, uma briga muito boa. Segue abaixo um resumo fotográfico do nosso dia. Pescaria Boa!!!! Brincando com as varinhas telescopias... Resumo da nossa pescaria em vídeo! Nesta pescaria pude perceber o quanto ainda há preconceito referente a pescadora, pois neste dia eu era única mulher pescando, e os olhares tortos e atravessados eram constantes, ainda mais pelo fato de estar pegando um peixe atrás do outro. Teve um momento muito engraçado em que meu esposo saiu e eu fiquei só e minha linha esticou e quando comecei a trabalhar o peixe, estando só sem um companheiro para ajudar, alguns pescadores que estavam na outra margem do lago ficaram com olhos fixos para ver se o peixe saia e ainda fazendo alguns comentários desnecessários. E claro eu mesmo sozinha retirei o peixe da água e o devolvi como uma boa pescadora só não tirei uma "selfi" porque era um Jundiá e não dava para segurá-lo com uma mão só. Feri o orgulho de vários pescadores que ali estavam, é triste ver que ainda há alguns homens que não conseguem aceitar que nós mulheres também amamos a pesca e sabemos pescar. E enquanto estes ficam remoendo, fazendo caras e caretas em me ver pescando eu pego peixe e com estilo. É esta foi uma pescaria maravilhosa em que voltei para casa com braços doendo, mas com a mente a alma descaçada, e claro esta pescaria só foi assim maravilhoso, pois tive ao meu lado meu companheiro de pescaria, meu esposo amado. Obrigada amor por sempre me incentivar e por dividir comigo momentos maravilhosos como estes. E assim, com muita alegria e vontade de pescar de novo eu me despeço de vocês e os aguardo em breve para mais uma história. Bom para aqueles que quiserem ler mais aventuras de pescarias deixo aqui o endereço do meu blogger...http://vida-de-pescadora-pescar-minha-paixao.blogspot.com.br/ Obrigada!!!
  14. thunder

    desafio #35anos35trairas

    o desafio ‪#‎35anos35trairas‬ nasceu em fevereiro desse ano, mais precisamente no dia do meu aniversário, quando peguei a minha segunda traíra com isca artificial. como peguei só ela - em uma tarde inteira de botes e fisgadas malsucedidas - e como basicamente "em 34 anos eu só tinha pegado 2", tive a ideia do desafio: pescar 35 traíras, somente com iscas artificiais, até fevereiro/2016. parecia bobo, parecia pouco, mas pra mim era um incentivo a mais pra continuar me dedicando na pescaria com artificiais, especialmente na busca pelas dentuças. como Curitiba não colabora muito no clima, chove e faz pouco calor no geral por aqui, acabei levando 10 meses pra chegar na #35. mas cheguei e sobrou tempo! e por ter sobrado tempo, em uma conversa com a Isabela e pensando no que fazer depois que alcançasse o objetivo do desafio, decidi dobrar a meta e deixar o desafio ainda mais sério do que era: pegar mais 35 traíras nos pouco mais de 2 meses que tenho até 8/2/16! comecei bem e no mesmo dia que conclui um desafio, já deixei 3 na conta para o próximo! um obrigado especial pra Isa que tava sempre junto, mesmo quando não tava, pela parceria, pelo incentivo e pelas fotos lindas. aos parceiros de pesca Alan, Junior, Merinson, André e aos que ainda não tivemos a oportunidade. galera aqui do fórum, das páginas Pesca de Traíra e Traíra & Companhia, PESCA SUL, Hobby Pesca e tantos outros. seguimos aprendendo sempre! pescando, soltando e preservando! e nos #35anos70trairas faltam agora 32!!
  15. salve, galera do Pescaki!! faz tempo que não faço um relato por aqui, mas esse pra mim é especial: pescando saicangas na artificial, em especial a Inna da Marine Sports, que já sabia da versatilidade, mas ainda não tinha visto sendo usada com saicangas eu mesmo estava tentando provocar traíras, com trabalhos rápidos e fortes de ponta de vara, pra levar bem pro fundo do grande poço que eu tava como não deu resultado, arremessei mais no meio do lago e passei pra um trabalho mais lento, mais raso, quando sinto a pancada!!! meu primeiro saicanga em uns 25 anos, e o primeiro na artificial!! depois dele logo entrou mais um na Inna, que fiz questão de tirar foto como meu afilhado, que tava torcendo e falando "peixeeeeee" depois desse as ações pararam, e resolvi testar um crank xing-ling que comprei no ebay ano passado, e engatei o terceiro, pela cara!! o dia prometia demais, mas já tava tarde e o tempo fechando, e ainda tinha 70km até a casa dos meus pais. quero voltar logo, e pra vocês terem uma ideia do lugar, é um fundo de rio que só enche quando abrem as comportas da barragem que tem uns 3km pra cima antes disso, no domingo de manhã, fui com minha mulher acompanhar uma etapa do Campeonato Gaúcho de Rally, em Barão de Cotegipe - RS, e de tarde fomos conhecer um pesqueiro perto de Erechim - RS, onde consegui pegar minhas primeiras traíras no plug! eu que só pescava em banhado tô aprendendo que existe vida na água limpa também!! heaheahaeheahaehaeheahea tentei alguns arremessos com a Hammer 85, mas elas davam o bote e não entravam, resolvi trocar pra TopGun 70, e no primeiro arremesso entrou minha segunda maior traíra, com 48cm e 1,45kg 5 minutos depois, no lago do lado entrou a segunda do dia, e a terceira maior da lista, com 47cm e 1,2kg no desafio #35anos35trairas já são 21! faltam só 14!! grande abraço!!!
  16. Bem pessoal, peço licença pra compartilhar esse meu relato, sou um pescador amador desde bem novim e gosto demaais de pescar. Encontrei esse forum em busca de mais conhecimento e experiência na pesca esportiva. Esse meu primeiro tópico é para compartilhar uma experiência muito boa que foi meu primeiro tucuna. Como um apaixonado por pesca eu tinha o sonho de pescar um tucuna, já tinha até começado montar a tralha com iscas artificiais de vários tipos porém nunca tinha usado. A oportunidade veio com o convite de meu cunhado para ir na fazenda de seu pai a 20Km da minha cidade natal, pescar em uma lagoa que tem tucunarés e tilápias de mais de 4Kg. Nos organizamos em um domingo e fomos de manhã: eu, meu pai e meu cunhado. Não era tão cedo e chegamos quando o sol já estava começando a esquentar. Me desanimaram falando que ia tá meio ruim pra pegar peixe. Cheguei e fui pra um tablado pra já lançar e não perder tempo. Mandei aquela isca artificial de meia água zero bala que eu queria lançar na água a muito tempo, alguns arremessos e nada... Fiquei uns 20 minutos trabalhando a isca, aprendendo a lançar com a carretilha e aproveitando pra ver o movimento da isca dentro da água que tava bem transparente e eu via uns 4m de profundidade. Meu cunhado já tinha falado pra eu pegar a canoinha (cabe uma pessoa) que tem lá, e eu tava quase desistindo do tablado mas em uma recolhida vi um tucuna seguindo minha isca até perto de onde eu estava! A isca artificial estava realmente funcionando então continuei a lançar, lancei mais pro meio da represa e fiuiiiuuuuiiiuu, aquele barulho bonito da carretilha cantando Vara de 20lb da maruri, linha multi 0.34, isca de meia agua e meu primeiro Tucunaré, enchendo de satisfação o pescador inexperiente mas apaixonado pela pesca. Por mais que seja um amarelinho pequeno a emoção e satisfação foi grande, olha aí o troféu hehehe A beleza do peixe e o brilho de suas cores ao vivo foi outra grande emoção. Sou adepto do pesque e solte na natureza, mas é um lago privado e esse acabou virando um filezinho frito acompanhado de uma gelada para comemorar o primeiro bocudo! Fui para a canoa e peguei mais 15 tucunarés até o fim da tarde, fui embora satisfeito. Voltei lá umas poucas vezes depois dessa primeira experiência, o maior que peguei foi de 1,9Kg e esse fiz questão de soltar! Soltei pra crescer e eu pescar de novo Existem mais 12 lagos nessa propriedade, com diferentes peixes, pena que moro longe e não posso pescar sempre por lá hehehe mas dependendo da minha sorte trago novos relatos depois. Grande abraço e boas pescadas
  17. Boa noite amigos! Acabei de postar um vídeo, é uma pescaria de bote com iscas artificiais, onde capturei algumas Saicangas e uma Jacundá de porte considerável. Espero que gostem, qualquer coisa só postar aqui, ok?! Um abraço e um bom feriado para todos vocês! =D
  18. Hoje vim relatar a realização de um sonho meu, a pescaria de tucunarés que aconteceu nos dias 20, 21, 22 e 23 de Janeiro de 2015. Eu e o Ivan Neves Bacovic há tempos vinhamos discutindo e planejando uma pescaria de tucunarés. Em Agosto de 2014 decidimos a rota e a data, que seriam a represa do Rio Grande em Planura Minas Gerais e a hospedam seria a Pousada Yokohama em Planura - MG, tudo por indicação do Zeca Salgado da Total Fly. Parti de Santa Catarina á São Paulo no dia 18 á noite e cheguei em São Paulo no dia 19 de manhã onde me encontrei com o Ivan pela primeira vez pessoalmente, enquanto esperávamos o ônibus para Barretos fomos até a oficina de pesca do Ale Santiago, apresentador do programa FishTV Testes, onde o Ivan é da casa e eu fui super bem recepcionado. Ale Santiago e eu... Depois pegamos ônibus de São Paulo á Barretos e na chegada em Barretos o Alexandre dono da Pousada Yokohama já nos aguardava para nos conduzir até a pousada em Planura - MG. Foto do anoitecer na Pousada Yokohama... Nos instalamos no apartamento e preparamos os equipamentos para o próximo dia que já iniciariam as pescarias. Foram 04 dias de pescaria de tucunarés... Primeiro dia: Tomamos um super café da manhã reforçado e partimos para a pescaria... Amanhecer. Vista da pousada... Café da manhã... Eu e Ivan indo pescar no primeiro dia... Ivan fisga o primeiro da viagem... Lindo trick... Depois fisgo um lindo Tucunaré Azul na superfície com a isca Magic Stick... Pensem na adrenalina e na minha tremedeira, haha... Ivan e mais um lindo exemplar... Trick amarelo... Imagens do Rio Grande... Curtindo o passeio até o próximo ponto de pesca... Ivan só dizia: ``relaxa``... kkkkkk Piranha tinha muito lá... Alexandre Sarpe foi o piloteiro e parceiro de pesca no primeiro dia... No primeiro dia foi fraco, saíram apenas uns 27 peixes, mas belas fotos e boas risadas... Segundo dia: Colocando o barco na água... Tricks entraram no segundo dia pra animar, mas a coisa estava feia... Detalhe lindo demais... Detalhe da transparência da água... Alexandre nos guiou novamente no segundo dia, excelente barco... O dia foi ruim de pesca, restou tirar fotos das paisagens... Paliteiro, tinham muitos lá... Local cheio de estruturas... Garça... Nos restou tomar um banho de piscina pra relaxar... Segundo dia de pescaria foi ruim demais, pescamos uns 18 pequenos tricks... Terceiro dia: Estávamos um pouco assustados com o resultado até o momento e preocupados, mas esse dia surpreendeu... Dublê, de cara acertamos um ponto bom, saiu a zica... Lindos tricks saíram nesse dia. Um mais lindo que outro... Pintura... Rendiam boa briga e muita diversão... Ivan fez a festa, pegou muitos deles... Lindo trick... Troféu chaveirinho... Ivan arrebentou esse dia... Pegou muito... Pausa pro almoço... Voltamos pra pescaria e saiu muitos tricks ainda.... Até que... Saiu o troféu do dia e da viagem... Tucunaré azul, o maior da pescaria, lindo, lindo, lindo... Olha isso que peixe mais incrível... Ivan e o troféu... Que detalhe, parece um quadro. Parabéns Ivan... Voltando pra pousada, dia incrível... Eu, Cosminho (piloteiro) gente fina e divertido pacas e o Ivan ainda mole depois do peixe que pegou... kkkk Terceiro dia pescamos por volta de 60 tucunarés, fora os que escaparam, abriram split ring da isca e sem contar piranhas e jacundás... Realizados e muito felizes com o dia, não sabíamos o que ainda estava por vir... O quarto dia.... Chegando na pousada tinha até cavalos jogando vôlei, kkkk...
  19. Olá, pessoal! Sou novo por aqui, mas tenho algo em comum com vários pescadores, sou apaixonado pela pesca com iscas artificiais. Acho muito interessante pois o que manda muito neste tipo de pesca é a técnica, dessa forma o torna um verdadeiro esporte. Nada contra quem gosta da pesca de "espera", mas acredito que nesse tipo de pescaria o que manda mais é a sorte do pescador. Estou rodeando aqui, mas já chego no ponto e vocês irão entender o motivo do tópico. Sou da cidade de Goiânia, e tenho um problema que acredito que vários irão se identificar comigo, a dificuldade em fazer uma pescaria e com isso a "técnica" que é tão importante é perdida (não toda, porém parcialmente) e muito menos é aprimorada como deveria, assim como deve ser aprimorada pra todos que praticam algum tipo de esporte. Essa dificuldade em fazer uma boa pescaria se deve primeiro pela distância dos bons pontos de pesca (Serra da Mesa, Cristalino, etc.), tempo, pois pra compensar essa distância da viagem o interessante é passar vários dias, gosto de ao menos 4 dias (contando a viagem de dia e volta) e logicamente o "investimento financeiro" (rs...). Ahhhhhh... Tem um fator também que dificulta as vezes, a liberação da patroa em passar 4 dias fora de casa, nem sempre a beira de rio/lago é atrativo para as esposas e crianças pequenas. Resumindo, é difícil ir pescar, normalmente eu faço 2 boas pescarias ao ano, o que acho muito pouco. O que me deixa chateado é que é um esporte gostoso de se praticar, saudável alem das inúmeras qualidade que eu poderia citar aqui. Pra eu, mero mortal, é difícil ir pescar na frequência que gostaria. Já busquei pesque pagues na região para tentar "saciar" essa vontade de pescar, porém em todos os que frequentei, apesar de ótimas estruturas (restaurante, atendimento, etc) se resume em pesca de peixes redondos, até bem criados de 7kg por exemplo, mas é aquela pesca com cevadeira, pra quem gosta de da bater isca artificial, isso é um saco, me desculpem a expressão! A maioria desses pesque pagues dizem que tem tucunarés, até tem, mas pesca-los é quase impossível, sem contar que em muitos lugares é proibido a pesca com isca artificiais (garatéia). Agora chegamos onde eu queria: O que vocês pescadores esportivos achariam de ter em sua região mesmo que um pouco afastado, cerca 50km, um pesque pague para prática da pesca com iscas artificiais onde teriam o prazer de treinar arremessos como também teriam o prazer de ver o "bicho" atacar na superfície!? Imagino um açude de tamanho razoável com estruturas (assim como temos nos rios e lagos, galhos, troncos, etc) no centro para o pescador rodear andando todo a extensão do açude arremessando ao centro, atrelado a isso uma boa estrutura com restaurante e até mesmo um local de lazer para crianças e esposas. O que vocês acham? Você tem algo parecido na sua região? Dêem suas opiniões e seus pontos de vista! Obs: Decidi postar aqui nesse sub-tema "Tucunaré", pois acredito que irei atingir o leitor que irá se identificar mais com o assunto abordado aqui. Grande abraço a todos!
  20. Bóra caiaqueiros! - Campeonato pesque e solte (peixes fotografados com régua adesiva) - espécies válidas : Bass, Traíra e Tilápia modalidade : Baitcasting e Fly - São 40 vagas - Inscrição R$60,00 - regulamento aqui : https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=174789802729772&id=174726356069450 .
  21. Bom dia caros pescadores. Gostaria de saber dicas de pesqueiros na região do vale do paraíba, sou de São José dos Campos e gostaria de lugares onde eu pudesse soltar o peixe (pesque e solte), pois os que descobri até agora não permitem devolver o peixe. Isso limita minha pesca ao quanto eu vou levar de peixe, quando na verdade muitas vezes eu só gostaria de pescar e soltar. Eu tentei pesquisar no fórum por tags como sao jose dos campos, jacarei, etc., mas os posts que aparecem devem ser bem antigos e não consigo acessá-los, dando um erro na página. Já tentei entrar em contato com o o admnistrador que me indicaram no outro post sobre ser inciante, mas a caixa de msgs dele está cheia e ele não pode receber mais mensagens, hehehehe. Quem puder dar umas dicas de locais, eu ficaria muito grato. Abs a todos.

Parceiros: www.petsEXPERT.pt