Pesquisar na Comunidade

Showing results for tags 'rio pardo'.



More search options

  • Search By Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Search By Author

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Pesca
    • Bate Papo (novo)
    • Pesca em Geral
    • Relatos de Pescarias
    • Materiais e Equipamentos para Pesca
    • Trabalhos Manuais / Bricolagem
    • Avaliações,Testes e Lançamentos
    • Água Salgada
    • Pesca de Praia
    • Caiaque
    • Pesque & Pague
    • Espécies
    • Flyfishing
    • Legislação
  • Parceiros
    • Pousada Rio Suiá-Miçu
    • Bahia Sportfishing
  • Regionais
    • Pesca em Santa Catarina
  • Diversos
    • Termos e Regras
    • Dúvidas, Críticas, Dicas, Opiniões e Sugestões sobre o Pescaki
    • Café Pescaki
    • Ecologia e Ambientalismo, Ictiologia, Zoologia, Aquarismo, Botânica, etc.
    • Agenda Pescaki
    • Fotografia
    • Náutica e Técnicas de Navegação
    • Carabinas de Ar Comprimido
    • Classificados
    • "Causos" de Pescarias e Outros Textos
    • Gastronomia
    • Tecnologia

Find results in...

Find results that contain...


Data de Criação

  • Início

    End


Data de Atualização

  • Início

    End


Filter by number of...

Data de Registro

  • Início

    End


Grupo


MSN


Skype


Website URL


Localização


UF


Interesses Pessoais


Nome Real


Sobrenome


Estilo de Pesca

Encontrado 4 registros

  1. Boa tarde. Sou de Ribeirão Preto/SP. Tenho um caiaque CAIMAN 100. Gostaria de fazer um percurso curto de caique no Rio Pardo, em Ribeirão Preto (saindo de Serrana/SP - chegando no clube REGATAS, em Ribeirão Preto). Acredito que seja de 25 a 30 kilometros, descendo o Rio Pardo. Nao quer ir sozinho, e portanto estou a procura de companheiros que queiram fazer esse percurso também. O primeiro percurso seria pra ter uma ideia de quanto tempo leva para descer o rio até o regatas. Depois, tendo já a noção do tempo, descer novamente mas pescando uns dourados. Alguém interessa? Abraços FABRICIO FLEURY
  2. Caros amigos. Moro em Poços de Caldas e pesco muito na região da represa da Graminha (Represa de Caconde) pois tenho um rancho perto da cachoeira do Lafaiete e fiquei curioso pois esses dias ouvi dizer que estavam pescando Dourados na região do Rio Pardo que deságua nesta represa, (Região de Bandeira do Sul e Palmeiral se não me engano) sei que na região de São José do Rio Pardo (como vi em outro fórum) para baixo já ouvi dizer sobre captura deste peixe e outros que também não sei se é verdade como o pintado, então gostaria de saber se alguém já pescou dourado e ou pintado no Rio Pardo acima da represa? E outra pergunta desde a soltura dos Pacús na região da represa raramente ouvi falar sobre a pesca de um exemplar grande, gostaria de saber se ele se reproduz na represa e se pode ser encontrado na região do rio? e se os Tucunarés também podem ser encontrados no Rio, já que geralmente ouvi-se falar somente das tabaranas no rio. Obrigado.
  3. Dizem que relato sem peixe não é relato... mas esse passou perto. Para muitos de vocês pegar um dourado na natureza é coisa comum... para mim sempre foi o maior sonho e passou muito perto de se realizar no último domingo. Eu e meu amigo Carlão pegamos a 4x4 e fomos pro Rio Pardo entre as fazendas cafeeiras da região de Palmeiral, zona rural do entorno da cidade. É impressionante como o Rio Pardo está tão perto de nós e pouco conhecemos dele. Mas tem lugares que só de 4x4 (ou de brasília rsrs) pra chegar. É uma região de beleza exuberante.... pra todo lado que se olha só se vê café.. a maioria para exportação (fazendas do Grupo Roberto Marinho). As fotos ficaram ruins pq o Carlão não parava o carro kkkk Nos embrenhamos mato a dentro com a cara, a coragem e a vontade de atolar a pé no matagal e achamos um ponto pra pinchar... Era dificil achar um lugar pra descer na margem... principalmente sem um facão... mas a gente foi desbravando assim mesmo kkkk Segundo arremesso e bate um peixe pequeno.. na hora de firmar a fisgada escapou. Provavelmente uma tabarana. Dois arremessos depois a Rapala SSR7 cor fire tiger mal bateu na água... como tinha dado umas duas voltas a mais no carretel enquanto eu ajeitava o carretel entra um dourado lindo... eu fisguei meio no susto e de repente o salto.... vimos a cara do bicho que tinha pelo menos uns 3kg.... Ele cuspiu a Rapalinha e foi-se embora enquanto minhas pernas tremiam como vara verde.... Infelizmente perdi a Rapala num galho submerso alguns arremessos depois. Depois disso foram mais de 3 horas batendo isca em três pontos diferentes e mais nenhuma ação... O ponto onde o dourado bateu foi depois daquela pedra à direita na foto abaixo Fica ainda a sensação única e maravilhosa da tremedeira de ver um bicho daqueles pulando e cuspindo a isca e dando tchau pra gente.... e a vontade imensa de voltar para um novo embate com sua majestade o dourado....
  4. Bom dia pessoal.... nem sei se devia entrar como relato mas como prometido eu fui estrear meu conjunto UL ontem (28/12). Olha aí Guto nosso Pardão como está por aqui. Sai de casa às 8h com destino ao Rio Pardo na zona rural na altura do bairro João Nery que faz parte do distrito rural de Palmeiral na serra do Selado (não sei se pertence a Poços de Caldas ou Botelhos/MG) De casa na ponte do João Nery foram 25km de estrada vicinal com asfalto bem judiado. Na ponte não tem como pescar pois o acesso pra descer de todos os lados é fechado por propriedades particulares. Da ponta pra frente, estrada de terra. Fotos do lado de cima da ponte: Fotos do lado de baixo da ponte. Vejam que lugar perfeito pra bater umas tabaranas se tivesse como descer nas pedras. Então minha alternativa foi entrar em uma pequena estradinha. Primeira conclusão que cheguei... preciso de um carro que goste de terra pois o meu (Ford Focus Ghia 2008) é muito baixo e sofre demais com qualquer estrada ruim. Todos os acessos ao rio acima ou abaixo até a represa são por estrada de terra e com acesso complicado devido às chuvas. Chegando no local uns 800m pra baixo da ponte é um poção onde acabam as pequenas quedas d'água e é um local de fácil acesso à margem. Pra minha surpresa o local estava cheio de gente, todos pescando com varas de mão e molinetes com chumbo. Conversando com o pessoal a maioria estava pegando mandis (até uns de bom tamanho). Ninguém tentando tabarana. Quando falei que ia pescar com IAs é claro, como de costume, uns riram, outros deram de ombro e outros já falaram que era perda de tempo. A cultura aqui é a pesca caipira mesmo... Como os lugares próximos estavam cheios e não gosto de ser entrão, bati umas iscas no fim do local, onde o rio já volta ao leito normal. Este é o local logo após as quedas, onde a maioria pescava. Conclusões sobre o conjunto UL O conjunto UL (Sumax Lunker 1-4lb, Shimano Sienna 500 e linha Nanofil 6lbs) O conjunto ficou muito leve e gostoso de se trabalhar mas eu acho que não tanto para mim por um detalhe: eu sou semidestro, isto significa que faço certas coisas só com o lado direito e outras só com o lado esquerdo. Escrevo e chuto com o lado direito, jogo tênis e qualquer outra coisa que exija força com o braço esquerdo. Se eu for jogar uma pedra ou qq coisa com o braço direito vcs racham de rir. Minhas carretilhas são manivela direita e meus molinetes são manivela esquerda :rotfl2: e não me peçam pra mudar kkkk Enfim, é um ótimo conjunto mas como eu acostumei arremessar carretilha com a esquerda e molinete com a direita, acho que trabalhar IAs com molinete não é pra mim. Tive pouco ganho com iscas mais leves como a Rapala Countdown de 3,5gr. Acima disso acho que o meu conjunto de 4-8lb arremessa a mesma coisa. Tentei vários spinners e plugs pequenos até 5,5gr mas só tive uma ação no spinner que não vingou. Enfim, o local é promissor e vou explorá-lo mais vezes. Tem também um local a 15km já onde o rio chega na represa da Graminha que tem saído tabaranas... vou tentar ir lá esse fim de semana. Quando ao conjunto, vai ficar como opção para lambaris e carás e iscas abaixo de 4gr. Para o resto meu desconcerto de habilidades motoras ainda prefere a carretilha :rotfl2: Desculpem o relato longo.... Abraços a todos

Parceiros: www.petsEXPERT.pt