Pesquisar na Comunidade

Showing results for tags 'tucunaré azul'.



More search options

  • Search By Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Search By Author

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Pesca
    • Bate Papo (novo)
    • Pesca em Geral
    • Relatos de Pescarias
    • Materiais e Equipamentos para Pesca
    • Trabalhos Manuais / Bricolagem
    • Avaliações,Testes e Lançamentos
    • Água Salgada
    • Pesca de Praia
    • Caiaque
    • Pesque & Pague
    • Espécies
    • Flyfishing
    • Legislação
  • Parceiros
    • Pousada Rio Suiá-Miçu
    • Bahia Sportfishing
  • Regionais
    • Pesca em Santa Catarina
  • Diversos
    • Termos e Regras
    • Dúvidas, Críticas, Dicas, Opiniões e Sugestões sobre o Pescaki
    • Café Pescaki
    • Ecologia e Ambientalismo, Ictiologia, Zoologia, Aquarismo, Botânica, etc.
    • Agenda Pescaki
    • Fotografia
    • Náutica e Técnicas de Navegação
    • Carabinas de Ar Comprimido
    • Classificados
    • "Causos" de Pescarias e Outros Textos
    • Gastronomia
    • Tecnologia

Find results in...

Find results that contain...


Data de Criação

  • Início

    End


Data de Atualização

  • Início

    End


Filter by number of...

Data de Registro

  • Início

    End


Grupo


MSN


Skype


Website URL


Localização


UF


Interesses Pessoais


Nome Real


Sobrenome


Estilo de Pesca

Encontrado 17 registros

  1. Salve turma !! nesse final de abril fui para mais uma jornada de pesca como faço anualmente. Já tive o prazer de pescar nas mais belas represas atrás do nosso querido azulão porém faltava pra conta Lago do Peixe Pescaria muito 10, embora com problemas de nível de água, segundo o pessoal de lá com 2 a 3 metros acima do ideal...praticamente um "repiquete" na represa hahaha água invadindo a vegetação na margem, 5, 7 metros para dentro, ouvia-se os azuis caçando no meio do mato, só porrada, porém sem condições alguma de mandar qualquer isca onde era preciso...o jeito foi pescar assim mesmo algumas fotos da jornada....não necessariamente em ordem cronológica trajeto sem fim Palmas / Pousada nosso almoço todo dia era muito bom, os piloteiros faziam arroz na hora, levavam panela de feijão, churrasco e pacu assado quase tofos os dias essa foi a nossa base na represa Alguns azuis Dublês relativamente comuns por lá um show a parte são os cardumes final do dia que estoura na superfície Represa bem cheia Embora estivesse longe do nível ideal, foi uma ótima jornada Material utilizado Carretilhas Aldebaran MG e Alphas SV Linha G-Soul 30 lbs Leader LineSystem 30 lbs Varas de 5´6 a 5´8 de 14 a 25 lbs Iscas que deram melhor resultado - Zig Zarinha osso e JetCat 105 transparente com laranja Pousada do Kojac, ótimo custo benefício, ano que vem se Deus permitir volto para uma nova jornada por lá !
  2. Cassio monroe

    Pescaria em Estreito-MA

    Boa noite pescadores, estou a um bom tempo sem postar aqui nesse fórum que foi um dos meus grandes professores, na prática da pesca esportiva, do qual sou membro desde 2012.Sempre fui apaixonado pela pescaria de tucunaré, e raramente recuso uma oportunidade de ter contato com essa espécie, em julho fará 1 ano de uma pescaria inesquecível para mim, na cidade de Estreito-MA, na divisa com o estado de Tocantins, conhecido pelos seus tucunarés azuis.Eu, Leandro, Italo e Max partimos de São Luís, as 4 da manhã em direção a Imperatriz-MA (+700km)onde encontraríamos o Juba (amigo e guia da pescaria), Rafael (amigo e dono de um dos barcos) e Júlio (Proprietário de uma loja de pesca da região) e faríamos uma pausa para o almoço.Logo depois, viajamos mais 100km até chegar em Estreito, onde paramos para comprar combustível, óleo e conhecer o excelente guia Maurício que tem como quintal de casa uma paisagem belíssima, nas margens do lago.Ja no fim da tarde, o Maurício nos propôs uma pescaria noturna onde poderiamos ter contato com peixes de couro como o Jaú, na belíssima Cachoeira da Prata, no entanto não foi possível capturar a espécie, mas a natureza se mostrou presente, onde pudemos observar no pedrado uma jararaca (Bothrops sp). No dia seguinte antes de colocar tudo no barco, uma pausa para arremessos na beira e...primeiro contato com os tucunarés azuis, na NN fatal 80.Tralha no barco, todos a bordo, mais uma 1 hora de navegação até o local em que fariamos nosso acampamento, arremesso do Max e mais um piquiti.Tudo indicava uma ótima pescaria, clima bom, água limpa, sem vento...mas tivemos pouquíssimas ações, o que causou estranheza, 1 alevino na superfície, nada na meia água, então parti para o shad D.O.A jerk bait na cor verde escuro, e só assim, consegui levantar alguns manhosos que insistiam em não sair para as fotos.Idem para Italo e Leandro que tiveram algumas ações na isca considerada a melhor para os azuis da região: NN Zig zarinha.Fechamos o dia com pouquíssimas capturas, e no dia seguinte partimos para outro ponto, mas novamente sofremos com os peixes manhosos, só que dessa vez, um pouco mais de sucesso, os companheiros que estavam no zero puderam capturar alguns exemplares.Ainda perdi um bitelo que atacou minha Biruta 110 na caída da isca, que me obrigou a pular na água para não romper a linha que roçava numa palmeira dentro d'agua, mas ainda assim o danado deixou minha isca no paliteiro.As 11 hrs partimos para a pesca de fundo, abusando dos jigs sapinho, e tivemos em nossas linhas várias corvinas, além de um mandi dourado, tucunarés, e até um gigante que não deu as caras após arrebentar a linha numa corrida fenomenal.No outro barco, Juba capturou o maior tucunaré da pescaria, azulão de 55 cm, além de terem ação de uma traíra do qual eles relataram ser a maior que já viram, além de observarem piabanhas.No dia seguinte, mesma coisa, alguns azuis pequenos, alguns amarelos, Jacundá, corvinas... Não foi uma pescaria extremamente produtiva, depois descobrimos que estava havendo um problema que causava uma subida e descida de água no lago constantemente, e essa foi a explicação para a baixa produtividade, que naquela altura já nem importava, já que o bom mesmo é o contato com a natureza, a resenha com os amigos, causos e histórias que ficarão pra vida toda. SLZ SPORT FISHING.
  3. Bom dia galera, Estarei indo para Paraibuna dia 22/04 atrás dos tucunas, alguém sabe como está a ação por lá?
  4. Pescaria na Represa de Três Marias, junto com os guias Leo Gurgel e Rodrigo, foi muito massa! Confiram e inscrevam-se no canal para fortalecer!
  5. Olá amigos pescadores, Meu primeiro relato aqui no fórum e para mostrar uma bela pescaria que fiz em Areado - MG. Areado situa-se próximo a Alfenas e a beira da represa de Furnas. Um local muito bonito, com belas paisagens e estruturas dignas de tirar aquele Azulão. Porém sofre muito com a pesca predatória. É muito comum avistar pedaços de redes velhas, redes novas cercando os peixes e muito pescador, que apenas mata por prazer, o que dificulta muito a pescaria. Mas Pescador bom não liga para adversidades e por isso fomos a luta. Começamos o dia de Pesca as 7:00 da madruga com um tempo feio, nublado e vento. Já vimos que seria um dia difícil de navegar e trabalhar uma isca. Navegamos em alguns pontos onde a o vento não permitiu a pescaria. A Represa se encontra com 15% da capacidade, muito baixa e com diversas ilhas e estruturas aparecendo. Um perigo para navegação, mas o local ideal pros tucunas se esconderem. Nosso guia Sidnei levou na casa deles, conhecedor da região já tinha me alertado que íamos pinchar até dar câimbras nos braços, para tentar tirar aquele troféu. A turma ai, o guia campeão, Carlão e eu. Logo o Vento começou a tirar a paz mas fui o primeiro a pegar um peixe e logo o troféu da pescaria. O guia tava enganado, não deu nem pra esquentar o braço. Peixe era muito bonito, tão bonito que hipnotizou todo mundo e não lembramos de medir nem pesar, foram só as fotos mesmo kkkk. Então seguimos o desafio e o meu parceiro começou a dar um banho. muitos outros peixes bonitos. Eu fiquei o resto do dia nos tricks, Mas o maior ainda era o meu Tentativa de deixar ele maior. acho que não rolou E Então o sertão virou mar. Pensa numas marolas. Pescaria que já estava dificil ficou impossível, tivemos que fazer uma parada pois as ondas entravam dentro do barco e tava difícil parar em pé. Mas antes me vem uma porrada na meia água, Isquinha pegadeira que sempre me deu alegria. Peixe levando linha com freio travado foi pro pau e esse era o maior com certeza, mas como sempre o maior escapa, ficou só a recordação. Arrancou o pitão. a isquinha quebrada e as Marolinhas malditas. E Nossa aventura fica por aqui. Um agradecimento ao Guia Sidnei que fez de tudo pra fazermos essa bela pescaria, cara gente boa demais. Fica o Contato deles pra Quem quiser - TEL.:(35) 9 9828-2274 Voltaremos em Dezembro, quero minha garateia de volta. Abraços Galera
  6. Olá meus amigos! Venho aqui convida-los para assistirem meu mais novo vídeo. A pescaria foi realizada no Lago do peixe no Rancho do Kojak, um lugar lindo, pessoas simples e humildes! Vale a pena conhecer. Minha pescaria foi realizada com o guia Gaúcho, o cara é fera demais. Eu, junto com Luis meu amigo, pegamos peixe demais, muito ataque na superfície, pena que o vento atrapalhou pela parte da manhã! Espero que gostem. Deixem seu like, comentem, compartilhem com os amigos e se inscrevam no canal! Em breve mais vídeos de lá! Grande abraço a todos!
  7. Pessoal, boa tarde! estou meio ausento do forum por motivos pessoais mas gostaria de compartilhar com voces a pescaria que fizemos em Janeiro desse ano (so terminei o video agora heheheh) Fomos em quatro na posauda Peixe d+ com os guias Higor Radar e Myller Marques. Passamos 4 dias la e tivemos uma pescaria sensacional! Fui coroado com 2 exemplares de 63cm... Conjunto 1: (zara e sticks) Vara: Daiwa Steez XT 16lbs 5`8 Carretilha: Shimano Alderaban MG7 Linha: Varivas Avani Casting PE 2.5 Leader: YGK 40lbs Conjunto 2: (Jig e Meia Agua) Vara: Shimano Scorpion XT 14 Lbs 5`8 Carretilha: Shimano Scorpion XT 1000 Linha: Varivas Avani Casting PE 2.5 Leader: YGK 40lbs Praticamente so pesquei com Jackall Bonnie 95 garateias VMC 9626 #4 3x. Espero que gostem!!!! Caso queiram me seguir, segue meu instagram: vlmorais23
  8. Boa tarde amigos! Finalmente vamos fazer nossa primeira pescaria no lago do peixe em TO, iremos no início de Janeiro com o Higor Radar. O motivo da criação desse tópico é para saber se o equipamento que vou levar está OK e também uma ajuda com relação `a bitola da linha. Vou levar dois conjuntos: Conjunto 1: Para iscas acima de de 110 e rip roller 4.25 Carretilha: Shimano Aldebaran mg7 Vara: Daiwa Steez 16lbs 5'7 Conjunto 2: Para iscas acima de superficie 90 e meia agua Carretilha: Shimano Scorpion XT 1000 Vara: Shimano Scorpion XT (antiga) 14lbs 5'6 Dúvidas: Linha: Estou escolhendo a linha ainda.. a princípio vou de Varivas Avani Casting 4x (segundo o que me falaram melhor que 8x pelas pauleiras) PE 2.5. 2.5 aguenta lá ou melhor ir de 3.0 ? Vara: A Scorpion 14lbs aguenta? Isca: Superfície estou levando: Bonnie 95, Rover 98, Giant Dog, Red Pepper Jr, Xcalibur Jimmy, Rip Roller 4.25, Reallis Pencil 110, Pop Queen 90, etc. Meia Agua: Maria de First 90, Live Target Cardume, Brava 90. Fundo: Shad da moster, xuxinha. Alguma indicação? Desculpa pelo super texto.. ja pesquisei aqui antes mas as informações que achei são antigas.. grato de antemão!
  9. Olá Pescadores!!!! Quanto tempo eu não acessava o fórum... Vou tentar ficar mais ativo novamente... prometo. Mês passado fiz uma pescaria no Lago de Furnas, na região da cidade de Guapé-MG. Mesmo com dias muito frios, saíram belos peixes. Um em especial mereceu vídeo!! O peixe foi fisgado por um grande amigo Rai, que reside em Campo Belo-MG, vizinho a represa... Bom, espero que gostem da porrada do tucunaré Azul na superfície... Eu fiquei pensando: "Se está assim mesmo com o baita frio que fez, imagina no verão!!!!???" rsrsrs Todos os peixes fisgados na nossa jornada foram soltos, todos, sem exceção!! Isca: ZigZarinha cromada PRATIQUE O PESQUE E SOLTE!!! Abraços,
  10. Amigos, agora dia 31 de maio voltei a minha amada Serra da Mesa, como gosto deste lugar!!!Desta vez estive acompanhado do grande parceiro de outras pescarias, meu bom amigo Jose Bento. A Serra é sempre a Serra... A viagem começa na montagem do material... Expectativa aos segundos antes do embarque, deste ponto, não bebo mais água com medo de enferrujar.... kkk Chegando em Brasilia, fomos recepcionados pelo famoso e lendário guia de Pesca Eribert Marquez. Neste caso, um capitulo a parte, disparado o melhor guia de pesca que eu já conheci, simplesmente fantástico. Impressionante o conhecimento da represa, dos peixes , da técnica da pilotagem, fica tentando fazer vc pegar o peixe a qualquer custo. Fotografo profissional. Deu cabeleira, arrebentou leader, ele já pega a vara e já te da outra para ir pescando. Bateu peixe, errou a isca, ele já joga um jig e te da para recolher, fenomenal!!!! E dele ouvi uma frase que foi fantástica, em certo momento estava tomando uma água e o parceiro falou para ele, "Eribert, dá uns arremessos ai" ele prontamente respondeu "não, obrigado, vai que ele bate na minha isca, é na sua que ele tem que pegar", pena que nem todo cara que se diz guia de pesca entende a diferença de ser guia profissional da pesca e gostar de pescar. Viagem muito tranquila até a Pousada Vida de Peixe em Niquelandia. Fica claro, que não tenho interesse comercial nenhum, mas a pousada tb é fantástica, quartos top, internet boa, piscina, estrutura de hotel top. A cozinha fiquei impressionado, eles tem um chef, os pratos são todos decorados, de comer com os olhos, voltei com 5kgs a mais( culpa da comida, não da cerveja...) https://www.facebook.com/vidadepeixe/?fref=ts (62) 4053-9141 http://www.pousadavidadepeixe.com.br/ Ao chegarmos já fomos recepcionados com um ótimo ceviche, coisa fina. Unica noticia ruim, era que havia esfriado o tempo fazia uns 2 dias. Noite muito bem dormida, cafe da manha reforçado. Primeiro dia de pescaria, pescamos na região da entrada do Rio Bagagem e Rio Tocantinzinho, logo no primeiro ponto após 4 arremessos com a trairão, pego meu primeiro peixe 6lbs. 6lbs Mas depois, sentimos a pressão da frente fria, pouco peixe, foi nosso pior dia, mas o maninho Eribert , sempre procurando os bocudos. A noite sempre um caldo de entrada e muita breja. Segundo dia, fomos em direção da Praia Grande, logo cedo peixe estava bem ativo, mas ficou mais inativo pos almoço. Com destaque para a maior porrada que eu já vi de um azul, o parceiro Bento, insistiu com uma helice na ponta de uma ilha, de repente o monstro sai inteiro atras da isca, mas erra e a femea acaba pegando, passava 4kgs facil. Peixe meu, só com cerveja O almoço, sempre top, Eribert faz um peixe espetacular, somado a mordomia do Umbrelones, cadeiras, muita cerveja e no final chocolates, é mole... Terceiro dia, começou esquentar o tempo, e a pescaria começou a melhorar, pescamos próximos a barragem. 6lbs No fim da tarde pesquei tucunares de um jeito que nunca tinha pescado, com shad da TNT e jig head em uma ilha submersa, igual pescar robalo, não saiu nenhum gde, mas bastante ação. Relax pós pescaria Quarto dia, pescamos novamente próximos a barragem e tb no Rio bagagem, muito peixe, muito double na superfície. E o maior sempre escapa, perdi com certeza o maior azul da minha vida, uma jamanta, errou a isca 2x, duro... tive tb pitão arrancado. A embarcação, sem comentarios, voávamos a 120km/h, maninho pilota muito, e poucos minutos estávamos no ponto. Barco super estável e confortável. Voando a 120km/h Quinto dia, foi meu melhor dos dias, pescamos, na região do Rio Tocantinzinho e Bagagem, muita ação de superfície pela manha, cada porrada, garateia aberta. A tarde já foi mais fraco, mas prá que melhorar mais, estávamos pescados. Em resumo a pescaria foi top, peixe difícil, mas o guia fez a diferença. Pescamos 90% na superfície. O guia Eribert Marquez, super recomendo, profissional demais, esta agora iniciando um novo serviço top nas águas do rio Negro, com certeza será um sucesso. Boa sorte maninho. https://www.facebook.com/EribertMarquez/?fref=ts https://www.facebook.com/profile.php?id=100003390574610&fref=ts Telefone 62-99461425 Vivo Email eribertmarquez@gmail.com Site www.eribertmarquez.com.br Material utilizado -Varas Black Mamba(inclusas no pacote) 14lbs, 17lbs e 20lbs. -carretilhas: Aldebaram Mg7 e Core 51Mg -Linha Multi PP 40lbs -Leader Absorber 40lbs -Snap capella G -Iscas mais utilizadas-Trairão(80% do tempo), Firestick, biruta 110, shad TNT. Fotos tops Agradeço minha família, em especial a minha esposa que sempre me apoia nas minhas pescarias. Ao parceiro Bento, ao guia Eribert, aos funcionários da pousada Vida de Peixe, e a Deus pela vida sensacional que me proporciona "Agora esperar o Negro secar para encarar os açus." Abs Dini
  11. Fala amigos do Pescaki! Um amigo meu tinha me chamado pra visitá-lo em BH na sexta anoite. Aproveitei e sai de São Paulo na quinta feira a tarde para dar uma pinchadinha hehehe Estava num tremendo dilema: Um grande sonho meu é pescar uma Tabarana e/ou Dourado na natureza. Mas a Piracema impediria. Então o jeito era tentar os tucunarés de Furnas. Tucunaré é um peixe que já estou atrás há mais de 1 ano e meio. Fui em cerca de dez represas em SP, MG e Bahia e nunca tirei um sequer. Me desanima ainda saber que é raro pegar pequenos o que dirá os grandes. Mas ai veio o nosso amigo Domingos Bomediano e me passou o contato do guia João Paulo da região de Alfenas. Conversei com ele por telefone e, muito solicito, ele me indicou pescar na balsa de Alfenas/Areado. Nunca tinha ido a Alfenas e lá arrumei uma pousada familiar pra descansar e preparar a pescaria. PARTE 1: Pescaria Pra lá eu fui. Mal dormi de quinta pra sexta ansioso pois o guia havia me dito que lá estava saindo os "grandes" e com sorte Tabaranas, mas que o tempo ultimamente estava atrapalhando. Bahhh, perdi a hora, errei o caminho enfim, comecei a pescar já eram 08:00 da manhã. Por volta das 09:30 achei uma ponte submersa que o guia indicou.... Num dos primeiros arremessos com a minha "Squad Minnow", recolhendo com ela "lambendo" (esbarrando) nas estruturas, recebo um tranco BRUTO a varinha 12 lb enverga todinhaaaaa, a carretilha canta, mas quando o coração já tava pra fora da boca, o peixe escapou! Maldita Garatéia que não troquei com medo de prejudicar o trabalho da isca! A garatéia abriu. Que animal, conheci a força bruta de um azulão!!!!! Passaram-se horas, minha lombar começou a me matar no caiaque barracuda. Eu ainda tinha que ir embora cedo. Nada de ações.... Foi ai que eu fui tentar algo inusitado. Tinha uma Saruna Smith 8cm verde limão prateada novinha pra estreiar. Como a Saruna trabalha muito bem com recolhimento rápido e toques de ponta de vara, pensei que ela iria reunir todas as características desejáveis pras Tabaranas, mais que qualquer isca na minha caixa. Será que essa famosa isca pra água salgada ia ser efetiva? De volta a ponte submersa, num arremesso "lambendo" as estruturas novamente com o plug, bateu aquele tranco nervoso que só pescador sabe a emoção. Comecei a guinchar o bixo desesperadamente.... Foram necessários três saltos a 1,5m pra ver que não se tratava de um tucunaré... Ai meu deus! Tabarana!!!! Aquele momento de pensamento muito rápido, tira o passagúa enroscado na poita dentro do caiaque. PEGUEI! Aquele urro de alegria!!! Nem acreditava uma tabarana de quase 1kg! Que sorte a minha.... Daí vem aquele segundo "desespero". O Boga grip novinho enferrujou por conta da última pescaria em ilha bela e não queria abrir. Improvisei tudo muito rapidamente, pois a coitada tava toda esfolada de saltar e brigar na raseira entre as pedras. Estava molinha molinha. Consegui com a mão mesmo imobilizar ela, tirar a isca com o alicate, gravar a soltura (que postarei depois). E soltei feliz minha primeira Tabarana, peixe que meu pai contava histórias com encanto de quando era criança e queria capturá-la no interior de SP. Pois bem, brinquei mais um pouco, mas já estava satisfeito, era hora de partir. Parte 2: aventura Parti de Alfenas 13:30, estava bem adiantado até. Comi um dos meus pratos de comida favoritos em um posto na viagem: Pão de Queijo com Pernil. Ô coisa boa sô. Eu sabia que passaria próximo da "Serra da Boa Esperança" olhando pelo Google Earth em casa. A serra é claramente um afloramento distante da nossa amada, incrível, espetacular, quase intocada Serra da Canastra. Isto é, um pedaço da mesma formação geológica, ilhado por entre a represa de Furnas. Eu não contava é que a estrada cortaria essa Serra da Boa Esperança no meio. Daí fui passando por entre ela, com placas pro Parque Estadual lá recém criado e pra uma cachoeira. Não teve jeito, entrei! Estrada selvagem e difícil, fazendas, alguns restaurantes, belas paisagens e uma cachoeira. Passei duas horas lá dentro. Pra quem gostar das fotos, vá conhecer a Serra da Canastra, que é muito parecida, mas umas 3 vezes ainda mais bela e selvagem, com cachoeiras e chapadões de tirar totalmente o folego. Bem no interior da Serra havia um cerrado muito bem preservado. O Cerrado é o ecossistema mais antigo e mais frágil do Brasil, em processo de extinção (depois que alterado, não se regenera, dá lugar a outras vegetações). Acredito que seja uma das vegetações mais ricas e belas do nosso Brasil. Novamente lembrei das histórias do meu pai, que nasceu dentro de um Cerrado que já não existe mais no interior de SP, igualzinho ao que eu via ali na serra, segundo as descrições dele. (Selfie no fundo do rio, nadando com uma mão só kkk) (Cachoeira de Santa Luzia em meio a um fragmento de Cerrado) (Campos Naturais no topo da Serra, local só pra quem quer judiar do carro) É isso amigos. Agradecimento especial ao Domingos, guia João Paulo, Junior Costa aqui do Pescaki que é de Lavras e também me deu concelhos úteis. E também a todos os amigos do grupo "pescadores SP" do Whats que deram o maior incentivo. Fuiiiiiii!
  12. Helmar

    Imponente

    Não sei porque eu esqueci de postar esta foto no relato de Santa Fé... mas acho que merece um topico pela imponência e pela beleza desse peixe que, dentro de seu habitat, é ainda mais bonito e cada vez me fascina mais. Tirada antes da soltura com o Sony Xperia Z1
  13. Jam007

    Mudando de ares!!!

    Com o período de defeso das especies que fazem piracema,mudo a estratégia para não enferrujar as juntas rsrrsrs..... E como fazia algum tempo que não pescava os tucunas segue um relato para abrir a temporada 2013/14, onde pesco no Rio Grande numa lagoa marginal na divisa com Minas, esta lagoa tem 2 km de extensão e a pescaria é feita dentro da água, no total foi capturado mais de 50 tucunas em meio dia de pescaria sendo que o maior um pouco mais de 3kg todos soltos. Valeu até a próxima!!! este quase não tem listras
  14. Martello

    Areado - Furnas

    Boa noite pessoal ! Em janeiro meu parceiro Romano e eu estamos planejando pescar em Areado ! Gostaria de saber se os amigos podem indicar uma boa pousada ! Eu pesquisei em outros tópicos perguntas relacionados ao local, com várias opções, porém, gostaríamos de ter um feedback de um lugar bacana para ficar ! Grande abraço !
  15. Pessoal, estou aqui para compartilhar um pouco da minha primeira experiência na Serra da Mesa - GO. No final de abril, mais precisamente no dia 25, saí de São Paulo na companhia de minha mãe para viver este tão esperado sonho, de fazer uma produtiva pesca do Tucunaré azul. Deixamos São Paulo, dia 25 no período da tarde e chegamos de madrugada na região de Belo Horizonte - MG. VISUAL DO CERRADO BRASILEIRO, LINDO DEMAIS: Este nosso trajeto partindo da capital pela rodovia Fernão Dias, foi proposital, pois no segundo dia de viagem, queríamos parar em Brumadinho - MG para conhecer o Parque Inhotim, que aliás, recomendo muito, é um passeio cultural excelente com belas paisagens! NOSSO ROTEIRO: No segundo dia, saímos de Brumadinho e percorremos grande parte da porção noroeste do estado de Minas Gerais, até a cidade de Araxá. Destaque para a história de Dona Beija e o parque termal desta cidade. De lá, percorri mais algumas centenas de quilômetros até Anápolis - GO onde pousei o terceiro dia, e saí bem cedo em direção a Niquelândia - GO para a Pousada do Germano aonde ficaríamos hospedados e então curtiríamos a pescaria dos azulões. MAIS PERTO DOS AZULÕES: ESTRADA ATÉ A POUSADA GERMANO, POR DO SOL: Partindo de uma pequena estrada de terra em Niquelândia, depois de duas ou três corrutelas, chegamos a pousada. Muita terra vermelha, pontes e rios e um visual incrível do cerrado brasileiro, esta era a atmosfera, perfeita, cheiro de muito peixe no ar. NA DIREÇÃO DOS AZULÕES: Chegando na pousada, fui apresentado a todo o pessoal da pousada, e posso te dizer, você se sente em sua casa. Todos os funcionários super agradáveis e bons de prosa, o proprietário, gente boa demais. Fomos muito bem recebidos e hospedados na Germano, e depois de um verdadeiro banquete no jantar e o cafézinho caseiro, corri para a cama para o nosso primeiro dia de pescaria. Cinco e meia já estava o Valdir, que seria meu guia me esperando com o barco na água, mais conhecido como "Dê" um guia muito experiente e gente boa ! Não podia ter tido um guia melhor. Semanas antes já vinha monitorando o tempo, e chegamos na Serra da Mesa exatamente nos dias que eu havia selecionados, com temperaturas altas, pouco ou praticamente nenhum vento e céu completamente azul ! Graças a Deus que a previsão desta vez estava exata, o que nos proporcionou dias épicos e visuais alucinantes, os pores e nasceres do sol então... nem vou descrever, veja as fotos que é melhor ! AMANHECER EM SERRA DA MESA, POUSADA GERMANO. LINDO DEMAIS: VALDIR NOS ESPERANDO NA ÁGUA: No primeiro dia, minha mãe não estava muito legal devido a viagem de carro e parti para água somente eu e o Dê. Batemos isca em vários pontos mas não engatamos nenhum azulão até a hora do almoço. Conseguimos engatar 2 traíras boas, uma com um Brava da Marine Sports Branca com a cabeça vermelha e outra com um Shad Monster Limão com Jig-Head. Localizei também um casal de tucunas na margem de uma pequena grota, engatei um dos grandes mas não tive sorte, arrebentou o líder quando ele levou para uma galhada submersa e acabei perdendo uma Stick Popper da Borboleta, melhor dar uma pausa para o almoço, pensei ! PEQUENOS E BRIGUENTOS : Paramos para o almoço no rancho de apoio da pousada. Assamos uma carne a comemos com muita salada e uma deliciosa paçoca de carne e após um breve descanso "menos de 20 minutos", pois a vontade de pescar era absurda, voltamos para a água. Na seqüência, batemos isca em diversas grotas, pauleiras e vegetações e fisgamos muitos Tucunarés de tamanho pequeno e um, um pouquinho maior. Terminamos o primeiro dia com uma paisagem belíssima, pinchando com um por do sol magnífico e fisgando os pequeninos todos na superfície ! Confira o visual na Foto: PINCHANDO NO FINAL DE TARDE, PICO PRÓXIMO A POUSADA GERMANO: Tucuninha Guloso ! Menor que Rebel 110, mas a abocanhou ! Dê uma olhada no estrago que ele fez ! TUCUNINHA GULOSO: Segundo dia de pescaria. Minha mãe já recuperada, saímos novamente bem cedo para explorar outras áreas do lago com o Guia Dê. O segundo dia já começou mais proveitoso, e começamos com um tucuna de bom tamanho logo pela manhã, fisgado pela dona Cristina, vulgo minha mãe. A zoação não podia ser pior, ela e o Dê me encheram até eu fisgar o meu primeiro de tamanho considerável, mas ainda não batia o que minha mãe havia apanhado mais cedo. MINHA MÃE FAZENDO A FESTA COM AZULÕES : Lá pelas 10:00 minha mãe engata outro, agora um Jacundá, muito bonito. Nós dois nunca havíamos fisgado um, e vou te dizer, brigou legal ! Não parece muito mas esse peixinho é guerreiro e briga muito bem ! Continuamos a pescaria, engatamos mais alguns tucunas de 2 até 3,5 Kg e paramos para almoçar. RANCHO DE APOIO: Almoço e um descanso de aproximadamente meia hora, voltamos para o pesca. Este seria o nosso segundo e último dia de pesca, pois tínhamos que voltar a São Paulo pois tínhamos compromisso, isso aumentava a ansiedade, pois ainda não tínhamos conseguido "aquele tucuna" aquele que seria o troféu. Quando já era próximo das 16h, batemos isca em um "canal" que passava ligava ao rio Tocantins, lá é um pico conhecido por sair muitos traírões, quando saímos deste canal, em uma área bastante profunda e limpa (sem pauleira e galhadas) acontece uma explosão na superfície. Esta pinchando uma Rebel pequena, a T-10 e eis que uma explosão acontece. Meu material foi exigido ao extremo, uma tomada de linha animal, seguido de um belo mergulho para o fundo. Foram aproximadamente 8 minutos de briga intensa com um grande azulão, com um belo cupim ! Peso, 4,5 Kg ! Finalmente conquistei o meu grande troféu, o qual me motivou dirigir aprox. 3.000 Km. MOMENTO DA FISGADA: ORGULHO DO MEU TROFÉU, ISSO FAZ VALER A DISTÂNCIA ! : SOLTURA DO BOCUDO: Depois de uma bela briga e claro, muitas fotos, encerramos a pescaria e pudemos retornar a São Paulo tranquilo e claro, com uma sensação de quero muito, muito mais azulões ! Eu e minha mãe na Excelente Pousada Germano ! Quarto com vista para o lago ! Tudo perfeito ! ATENÇÃO: PESCAR COM SUA MÃE PODE SER MAIS DIVERTIDO QUE VOCÊ IMAGINA !!!!! Espero que vocês tenham gostado do meu relato e quem quiser conhecer a Serra da Mesa, recomendo mesmo ! Muito boa a viagem! Gostaria de agradecer também ao Breno da Pousada Germano e a todos que me receberam muito bem ! Abraços para todos ! Materiais e Iscas Usadas na Pescaria: Varas Sumax - Hilux Series 5'3'' 14 lbs / MS - Evolution 5'6'' 17 lbs Carretilhas Daiwa Mega Force 100 / Quantum Smoke SL151HTP

Parceiros: www.petsEXPERT.pt