Entre para seguir isso  
Leandro Francisco

Traíras na represa Guarapiranga

Recommended Posts

Boa tarde Pescakianos,

 

Desde que comprei meu caiaque em Dez/2017 tenho ido treinar a pesca de traíras na represa Guarapiranga na zona sul de SP, mas depois de algumas idas tentando iscas de superfície (frogs, ratinhos, Sticks, etc) e iscas de meia água, não tive ações em duas oportunidades, onde pesquei desde as primeiras horas da manhã até o anoitecer.

Adoro pescar com iscas de superfície pois os botes das traíras são um espetáculo a parte, mas como não estava tendo sucesso resolvi tentar outra técnica, assim na terceira vez que fui, resolvi usar grubs em montagem carolina rig e jigs, primeiramente pescava arremessando na margem dando os toquinhos clássicos dessas iscas, tateando o fundo devagar, tive duas ações embaixo do caiaque, onde tinha cerca de 2 m de fundura...resolvi testar uma técnica que batizei de rodadinha de grub...já que as dentuças estavam em locais fundos e afastados da margem (contrariando tudo o que conhecia desse peixe) deixei o caiaque cerca de 15 m da margem ao sabor do vento, lancei o grub uns 10 metros para o lado contrário ao vento, deixei afundar e vim tateando o fundo bem devagar seguindo na velocidade que o vento fraco tocava meu caiaque (semelhante ao que fazemos quando pescamos robalos na rodadinha, só que não havia correnteza, apenas vento fraco).

Foi incrível, tive mais de 20 ações, tudo bem que mais perdi traíras do que embarquei, pois fisgá-las no grub não é tarefa fácil, mas acredito que solucionei onde as bocudas estão e que tipo de técnica é mais eficiente para essa represa, então deixo a dica aos que frequentam esse local e talvez não estejam tendo muito sucesso com as traíras.

Obs: Soltei todas as traíras pescadas, menos uma que tive de dar ao meu amigo, que me cede o embarcadouro do caiaque e a garagem para o carro...:joia:

IMG-20180326-WA0000.jpg

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Show Parabéns, e obrigado por compartilhar a técnica !!!! :bs-aplauder:muito bom saber que a represa ainda esta produtiva !!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Uso essa técnica aqui para pescar corvina no jig ... é bem produtiva também.

Parabéns pela pescaria.

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Piner disse:

Show Parabéns, e obrigado por compartilhar a técnica !!!! :bs-aplauder:muito bom saber que a represa ainda esta produtiva !!!!

Pois é Piner, traíra eu sabia que tinha, pois no lambari vivo meu amigo pega bem, mas não estava tendo sucesso com artificiais lançadas na margem...é estranho mas acho que as traíras de lá preferem ficar no fundo (mesmo no verão).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Carlos Caffer disse:

Uso essa técnica aqui para pescar corvina no jig ... é bem produtiva também.

Parabéns pela pescaria.

Abraços.

Opa Carlos, então não sou o inventor dessa técnica? KKKKKK, brincadeiras à parte, me veio uma outra idéia...quem sabe vc já testou e pode me tirar a dúvida...será que jumping jigs pequenos não funcionariam nesses casos? Trairas e corvinas de fundo?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
12 horas atrás, Leandro Francisco disse:

Opa Carlos, então não sou o inventor dessa técnica? KKKKKK, brincadeiras à parte, me veio uma outra idéia...quem sabe vc já testou e pode me tirar a dúvida...será que jumping jigs pequenos não funcionariam nesses casos? Trairas e corvinas de fundo?

O jig é o Jumping Jig ... uso essa técnica nas corvinas e tenho muito bons resultados por aqui.

Uso os JJ de 12, 14 e 15 grs.

  • Thanks 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Legal a informação amigo!

Pesquei poucas vezes na represa billings e não obtive sucesso na traíras. Vou tentar esse jeito pra ver se da certo também!

 

Abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
28 minutos atrás, Raul Lee disse:

Legal a informação amigo!

Pesquei poucas vezes na represa billings e não obtive sucesso na traíras. Vou tentar esse jeito pra ver se da certo também!

 

Abraço!

Pode ser que elas também tenham esse comportamento lá...não custa tentar

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Interessante comportamento. Estavam mais no fundo que na margem. No entanto, lembro-me que peguei muitas traíras em açudes arremessando para o meio e deixando o lambari por lá. Elas às vezes atacavam, o que significa que muitas vezes estão mesmo pela parte mais funda.

  • Thanks 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Showwwwwww!!!

 

Isso mostra que nao existe "receita" para pegar X ou Y peixe, sempre temos que utilizar de nossa experiencia e adequar tecnicas e aplica-las na pescaria!

Parabens amigo!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Isso mesmo , tentando de todas as formas ... e outra se estavam entrando no lambari haviam de entrar na artificial tb é só encontrar o modelo e o método para que o peixe ataque .... principalmente a traíra que é um peixe bem territorialista e "invocado" rsrsrs 

  • Thanks 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, RanielAlves disse:

Showwwwwww!!!

 

Isso mostra que nao existe "receita" para pegar X ou Y peixe, sempre temos que utilizar de nossa experiencia e adequar tecnicas e aplica-las na pescaria!

Parabens amigo!!

Pois é, o que dá certo em alguns locais não funciona em outros, quer exemplo? Eu comprei spiner baits e buzz baits por indicação de vários especialistas em traíras como iscas extremamente efetivas...porém nos locais onde pesco nunca tive nenhuma ação nessas iscas...vai entender...

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 28/03/2018 at 14:26, Leandro Francisco disse:

Pois é, o que dá certo em alguns locais não funciona em outros, quer exemplo? Eu comprei spiner baits e buzz baits por indicação de vários especialistas em traíras como iscas extremamente efetivas...porém nos locais onde pesco nunca tive nenhuma ação nessas iscas...vai entender...

Rapaz, meu primeiro contato com as artificiais foram com spinners da MS. Comprei 2 em 2012 muito contra vontade, eu olhava aquilo na embalagem e dizia a mim msm, isso não vai pegar um peixe nunca. Acabou que não adentrei na pesca com artificiais na época justamente por não ter pegado gosto naqueles spinners. Só tirei da embalagem no ano passado, quando comecei a engatinhar na pesca com carretilha/artificiais. Acho que as iscas ficaram esses anos todos na minha caixinha maquinando a vingança delas, pq desde a primeira vez que usei elas foram matadoras... Taíra, piranha, tucunaré. Aí cai naquilo que outros amigos disseram, não tem receita e vai muito do "feeling" do pescador.

Na contramão de um monte de relatos e indicações, nunca pequei nenhum peixinho com a Z90 da deconto e zig zarinha baby do Nakamura que deve ser matadeiras tbm. Pq o pessoal arrebenta com elas por aí. Já eu...:D

Esse negócio de pescaria é muito doido. E muito bom.

  • Haha 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá senhores! 

Alguém tem pescado embarcado na Guarapiranga essa epoca?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
24 minutos atrás, Satoshi Tanaka disse:

Olá senhores! 

Alguém tem pescado embarcado na Guarapiranga essa epoca?

Não tenho ido na Guarapiranga porque depois que o inverno entrou e a água esfriou não tenho tido nenhuma ação de traíra, em nenhum tipo de isca.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ok , amanhã estarei mapeando uma parte dela para saber como está as atividades .

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
23 minutos atrás, Satoshi Tanaka disse:

Ok , amanhã estarei mapeando uma parte dela para saber como está as atividades .

Qualquer novidade me avisa...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, Leandro Francisco disse:

Qualquer novidade me avisa...

Ok combinado 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 26/03/2018 at 17:21, Leandro Francisco disse:

Boa tarde Pescakianos,

 

Desde que comprei meu caiaque em Dez/2017 tenho ido treinar a pesca de traíras na represa Guarapiranga na zona sul de SP, mas depois de algumas idas tentando iscas de superfície (frogs, ratinhos, Sticks, etc) e iscas de meia água, não tive ações em duas oportunidades, onde pesquei desde as primeiras horas da manhã até o anoitecer.

Adoro pescar com iscas de superfície pois os botes das traíras são um espetáculo a parte, mas como não estava tendo sucesso resolvi tentar outra técnica, assim na terceira vez que fui, resolvi usar grubs em montagem carolina rig e jigs, primeiramente pescava arremessando na margem dando os toquinhos clássicos dessas iscas, tateando o fundo devagar, tive duas ações embaixo do caiaque, onde tinha cerca de 2 m de fundura...resolvi testar uma técnica que batizei de rodadinha de grub...já que as dentuças estavam em locais fundos e afastados da margem (contrariando tudo o que conhecia desse peixe) deixei o caiaque cerca de 15 m da margem ao sabor do vento, lancei o grub uns 10 metros para o lado contrário ao vento, deixei afundar e vim tateando o fundo bem devagar seguindo na velocidade que o vento fraco tocava meu caiaque (semelhante ao que fazemos quando pescamos robalos na rodadinha, só que não havia correnteza, apenas vento fraco).

Foi incrível, tive mais de 20 ações, tudo bem que mais perdi traíras do que embarquei, pois fisgá-las no grub não é tarefa fácil, mas acredito que solucionei onde as bocudas estão e que tipo de técnica é mais eficiente para essa represa, então deixo a dica aos que frequentam esse local e talvez não estejam tendo muito sucesso com as traíras.

Obs: Soltei todas as traíras pescadas, menos uma que tive de dar ao meu amigo, que me cede o embarcadouro do caiaque e a garagem para o carro...:joia:

IMG-20180326-WA0000.jpg

Boa noite Leandro, vou te falar: É isso mesmo.

Aqui onde Pescamos, o sistema mais usado no inverno é o texas, com chumbos de 18 a 20 gramas. Nesse período de inverno nas grandes represas elas procuram as águas mais quentes da parte funda. Seis metros as vezes é o limite minimo, chegando de 8 a 11. Elas só ficam na beira ou atacam na mesma no verão ou em pequenos lagos, Nos lagos grandes elas vão pro fundo mesmo, e as vezes nem os spinner ou chutter adiantam em dias extremamente frios.

Vou te indicar algumas iscas matadoras para esse sistema: Hard Leg Frog da Z-man (10cm), e  PowerBait Crazy Legs Chigger Craw da Bercley, tem a camalesma também que está dando resultado, fora os tradicionais craw tube aqui para nos cores azuis e vermelhas/ marrons são matadeiras. Isso quando está bem frio.

Quando começas a esquentas vai para o Spinnerbait e Chutterbait, Spiner com Grub simples e Chutter com Grub de ponta dupla (tipo sapo) trabalho de duas ou três levantadinhas e deixa sentir o fundo novamente, e grandes Crankbaits, sendo o mais usado por aqui o Fat Free Shad BD8 da Bomber.

Observar sempre a questão da pressão atmosférica (variações rápidas nos dias que vc vai pescar, por exemplo dois dias de sol e depois um dia nublado/chuva ou vice versa) isso influencia em que pontos (profundidade) elas estão caçando.

Agora no verão forte é uma festa, quem pesca em duplas num barco faz assim, um vai na frente com uma de superfície, sempre observando e outro com um spinner, elas rebojam bastante a superfície, é só jogar o spinner encima, dar umas levantadinhas e normalmente é fatal!!!!

Espero ter ajudado e que te traga grandes trofeus

Aquele abraço Leandro

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
7 horas atrás, Iter Fernando Pedroso disse:

Boa noite Leandro, vou te falar: É isso mesmo.

Aqui onde Pescamos, o sistema mais usado no inverno é o texas, com chumbos de 18 a 20 gramas. Nesse período de inverno nas grandes represas elas procuram as águas mais quentes da parte funda. Seis metros as vezes é o limite minimo, chegando de 8 a 11. Elas só ficam na beira ou atacam na mesma no verão ou em pequenos lagos, Nos lagos grandes elas vão pro fundo mesmo, e as vezes nem os spinner ou chutter adiantam em dias extremamente frios.

Vou te indicar algumas iscas matadoras para esse sistema: Hard Leg Frog da Z-man (10cm), e  PowerBait Crazy Legs Chigger Craw da Bercley, tem a camalesma também que está dando resultado, fora os tradicionais craw tube aqui para nos cores azuis e vermelhas/ marrons são matadeiras. Isso quando está bem frio.

Quando começas a esquentas vai para o Spinnerbait e Chutterbait, Spiner com Grub simples e Chutter com Grub de ponta dupla (tipo sapo) trabalho de duas ou três levantadinhas e deixa sentir o fundo novamente, e grandes Crankbaits, sendo o mais usado por aqui o Fat Free Shad BD8 da Bomber.

Observar sempre a questão da pressão atmosférica (variações rápidas nos dias que vc vai pescar, por exemplo dois dias de sol e depois um dia nublado/chuva ou vice versa) isso influencia em que pontos (profundidade) elas estão caçando.

Agora no verão forte é uma festa, quem pesca em duplas num barco faz assim, um vai na frente com uma de superfície, sempre observando e outro com um spinner, elas rebojam bastante a superfície, é só jogar o spinner encima, dar umas levantadinhas e normalmente é fatal!!!!

Espero ter ajudado e que te traga grandes trofeus

Aquele abraço Leandro

Valeu pelas dicas Iter, vou procurar algumas das iscas que citou.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 29/08/2018 at 21:37, Satoshi Tanaka disse:

Ok combinado 

Foi lá Satoshi? Qual foi o resultado?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
7 horas atrás, Leandro Francisco disse:

Foi lá Satoshi? Qual foi o resultado?

Boa noite! 

Foi lá mas nada de ações, a represa está baixa e  sem vegetações nas margens , so opções no fundo , mas Franco de traíras por lá 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
7 horas atrás, Leandro Francisco disse:

Foi lá Satoshi? Qual foi o resultado?

As lagoas e rios de médio porte está batendo bem por aqui , é o que temos para o momento mas os mapeamentos continua 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
9 horas atrás, Satoshi Tanaka disse:

As lagoas e rios de médio porte está batendo bem por aqui , é o que temos para o momento mas os mapeamentos continua 

Lagos menores são aquecidos muito mais rapidamente pelos dias de veranico que estão ocorrendo essa semana, daí a atividade das dentuças nesses locais é maior. O problema da Guarapiranga é que a água ainda se mantém abaixo de 18 graus (demora a esquentar), daí a atividade das traíras ainda é bem pequena.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Entre para seguir isso  

Parceiros: www.petsEXPERT.pt