Ir para conteúdo

Pesquei Tucunaré na Lingüiça.


Recommended Posts

                           

Olá amigos, tudo bem com vocês? Eu volto a escrever sobre minhas pescarias em lugares fantásticos, desta vez a aventura foi na cidade de Quatis, no sul do estado do Rio de Janeiro. Durante a semana eu havia planejado com o amigo Raphael para irmos ao Pesque Pague Toca do Tucunaré, onde faríamos capturas de tucunarés no fly fishing. Partimos pela manhã bem cedo do RJ pela Via Dutra no sentido São Paulo, no meio do caminho paramos na cidade de Nova Iguaçu para embarcarmos o amigo Bruno, também mosqueiro, onde completamos a equipe e seguimos viagem rumos ao nosso destino.

Chegando lá, montamos os nossos equipamentos, onde cada um tinha o seu e trocamos algumas técnicas a fim de instruir ao colega de jornada e fomos para o lago. Nas primeiras horas os peixes estavam apáticos, dormentes, vagarosos, desanimados, esmorecidos, lentos ... entendeu? Estava frio e a água estava do mesmo jeito, a medida que ia esquentando o dia, as ações começaram e os peixes pareciam acordar.

Comecei usando uma das melhores moscas para o tucunaré, a clouser minnow, pouco demorou e já estava sendo seguida por um bocudo, que não a atacava, apenas a seguia como se quisesse espantá-la, então, troquei por um streamer branco, muito semelhante ao lambari, no tamanho, e logo o bocudo que estava escondido na loca, abocanhou a mosca e começou aquela briga que todo tucuneiro conhece: QUEEE DELÍCIAAAAA!!!!! Eu estava com um equipo #4, bem light na modalidade, parecia que eu estava laçando um touro, impressionante, maravilhoso, magnífico.

O dia seguiu e logo o amigo Raphael, engatou o dele, igualmente grande como o meu, o amigo tinha um sorriso mais brilhante do que o sol refletido no espelho d’água, do outro lado, na ilha, o Bruno engatava um Pacu e estava radiante. Foram momentos muito felizes.

No final do dia havíamos contabilizado dois tucunarés para cada pescador com um pacu de vantagem para o amigo Bruno, ainda na saideira engatei uma matrinxã que não me deu chance de tirá-la da água, por causa daqueles dentes que romperam a linha facilmente, mas valeu pelo susto – devia ser das gigantes que tem lá. Terminamos a jornada felizes e recompensados pela boa pescaria e já fazendo planos de voltarmos em breve. É isso aí pessoal!

  • Like 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Que beleza, grande Nilson! Quatis é uma cidade simpática, há duas décadas atrás eu trabalhava como prestador de serviço na Light e tive a oportunidade de conhecer. 

Boa opção de pesca esportiva e uma oportunidade de um bom passeio em família ou com amigos, bela dica!

  • Thanks 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Em 17/06/2019 at 20:59, Domingos Bomediano disse:

Uma grande jornada, seguramente! :joia:  Parabéns aos dois amigos!  :clapping:

@Domingos Bomediano, acho que ficou bem melhor com esse vídeo curioso para muitos.

  • Like 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Em 18/06/2019 at 08:54, Fred Mancen disse:

Que beleza, grande Nilson! Quatis é uma cidade simpática, há duas décadas atrás eu trabalhava como prestador de serviço na Light e tive a oportunidade de conhecer. 

Boa opção de pesca esportiva e uma oportunidade de um bom passeio em família ou com amigos, bela dica!

Realmente é uma cidade encantadora, @Fred Mancen, acho que o vídeo ilustra melhor.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

×
×
  • Criar Novo...