Entre para seguir isso  
Mauricio.

Não esquece

Recommended Posts

        Ela viu o papel do Sonho de Valsa preservado dentro de meu livro predileto e, como mulher é bicho curioso, apontou, com aquela cara de desgosto que só elas sabem fazer nessas horas e já perguntou:

       - Quem foi que lhe deu?

       - O que? O livro?

       - Não se faça de desentendido. Quem te deu o bombom?

       Olhei para o papel brilhante com tons avermelhados e totalmente prateado atrás, bem desamassado,  um quadradinho perfeito guardado entre as páginas 132 e 133, talvez por eu ter querido marcar o assunto mas não conseguia lembrar quando fiz aquilo. Ela me olhava com a segunda cara que elas fazem nessas horas, do tipo “não adianta que eu não vou acreditar mesmo”, quando finalmente me lembrei da origem daquela lembrança.

       - Ahhhh....lembrei. Foi na escola. Bons tempos.

       - Hummm.... quem foi? – perguntou com cara de poucos amigos.

       - Foi uma menina da escola. Lembrei agora.

       - Eu sabia...

       - Ela estava com o bombom em cima da mesa. Eu não tinha comido nada naquela manhã e ela percebeu que eu olhava para ele e o pegou e começou a girá-lo com a mão e olhar pra mim e para ele com um sorrisinho, do tipo abro ou não abro, como ou não como, ela já tinha começado a abrir o bombom,  vi que ela não ia dar nada e foi quando um rato apareceu na sala. E foi o bastante para todas as meninas gritarem e saírem correndo pela porta, a professora primeiro, uma confusão de gritos de alegria dos caras junto com os de desespero das meninas, mesas e cadeiras sendo derrubadas, a da menina caiu junto com ela que rasgou a roupa e ainda esfolou os joelhos tentando sair dali.

       - Nossa!

     - O bombom estava meio aberto e rolou pelo chão e acabei pegando ele de passagem. Como ninguém estava vendo, comi.  

       - Mas.... porque guardou isso? – me perguntou com cara de espanto.

       - Ahhh...o primeiro Sonho de Valsa a gente não esquece...

  • Haha 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Malandro... :rolleyes:

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Foi liso :bs-aplauder:

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
13 horas atrás, Mauricio. disse:

        Ela viu o papel do Sonho de Valsa preservado dentro de meu livro predileto e, como mulher é bicho curioso, apontou, com aquela cara de desgosto que só elas sabem fazer nessas horas e já perguntou:

       - Quem foi que lhe deu?

       - O que? O livro?

       - Não se faça de desentendido. Quem te deu o bombom?

       Olhei para o papel brilhante com tons avermelhados e totalmente prateado atrás, bem desamassado,  um quadradinho perfeito guardado entre as páginas 132 e 133, talvez por eu ter querido marcar o assunto mas não conseguia lembrar quando fiz aquilo. Ela me olhava com a segunda cara que elas fazem nessas horas, do tipo “não adianta que eu não vou acreditar mesmo”, quando finalmente me lembrei da origem daquela lembrança.

       - Ahhhh....lembrei. Foi na escola. Bons tempos.

       - Hummm.... quem foi? – perguntou com cara de poucos amigos.

       - Foi uma menina da escola. Lembrei agora.

       - Eu sabia...

       - Ela estava com o bombom em cima da mesa. Eu não tinha comido nada naquela manhã e ela percebeu que eu olhava para ele e o pegou e começou a girá-lo com a mão e olhar pra mim e para ele com um sorrisinho, do tipo abro ou não abro, como ou não como, ela já tinha começado a abrir o bombom,  vi que ela não ia dar nada e foi quando um rato apareceu na sala. E foi o bastante para todas as meninas gritarem e saírem correndo pela porta, a professora primeiro, uma confusão de gritos de alegria dos caras junto com os de desespero das meninas, mesas e cadeiras sendo derrubadas, a da menina caiu junto com ela que rasgou a roupa e ainda esfolou os joelhos tentando sair dali.

       - Nossa!

     - O bombom estava meio aberto e rolou pelo chão e acabei pegando ele de passagem. Como ninguém estava vendo, comi.  

       - Mas.... porque guardou isso? – me perguntou com cara de espanto.

       - Ahhh...o primeiro Sonho de Valsa a gente não esquece...

Ah, ah , ah , ...e a saída é pela direita como dizia o leão da montanha...

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 20/08/2019 at 17:44, Mauricio. disse:

        Ela viu o papel do Sonho de Valsa preservado dentro de meu livro predileto e, como mulher é bicho curioso, apontou, com aquela cara de desgosto que só elas sabem fazer nessas horas e já perguntou:

       - Quem foi que lhe deu?

       - O que? O livro?

       - Não se faça de desentendido. Quem te deu o bombom?

       Olhei para o papel brilhante com tons avermelhados e totalmente prateado atrás, bem desamassado,  um quadradinho perfeito guardado entre as páginas 132 e 133, talvez por eu ter querido marcar o assunto mas não conseguia lembrar quando fiz aquilo. Ela me olhava com a segunda cara que elas fazem nessas horas, do tipo “não adianta que eu não vou acreditar mesmo”, quando finalmente me lembrei da origem daquela lembrança.

       - Ahhhh....lembrei. Foi na escola. Bons tempos.

       - Hummm.... quem foi? – perguntou com cara de poucos amigos.

       - Foi uma menina da escola. Lembrei agora.

       - Eu sabia...

       - Ela estava com o bombom em cima da mesa. Eu não tinha comido nada naquela manhã e ela percebeu que eu olhava para ele e o pegou e começou a girá-lo com a mão e olhar pra mim e para ele com um sorrisinho, do tipo abro ou não abro, como ou não como, ela já tinha começado a abrir o bombom,  vi que ela não ia dar nada e foi quando um rato apareceu na sala. E foi o bastante para todas as meninas gritarem e saírem correndo pela porta, a professora primeiro, uma confusão de gritos de alegria dos caras junto com os de desespero das meninas, mesas e cadeiras sendo derrubadas, a da menina caiu junto com ela que rasgou a roupa e ainda esfolou os joelhos tentando sair dali.

       - Nossa!

     - O bombom estava meio aberto e rolou pelo chão e acabei pegando ele de passagem. Como ninguém estava vendo, comi.  

       - Mas.... porque guardou isso? – me perguntou com cara de espanto.

       - Ahhh...o primeiro Sonho de Valsa a gente não esquece...

Ô conto danado de subliminar... Sei...

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O apelido do rapaz da história...."Rato" ...... kkkkkk

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Entre para seguir isso  

Parceiros: www.petsEXPERT.pt