Ir para conteúdo

Isca Artificial: Como Não Pensamos Nisso Antes?


Recommended Posts

Para que este post faça mais sentido, você precisa primeiramente responder as seguintes questões:

- Você se lembra qual foi sua primeira isca artificial?

- Ela ainda está na sua caixa de iscas?

- Você sabe (sem contar) quantas iscas você tem atualmente?

Provavelmente (como foi comigo) você deve ter respondido: sim,sim e não.

Recentemente eu me flagrei filosofando um pouco sobre o assunto e fiz o seguinte: Peguei todas as minhas caixas de iscas (que eu separo por categoria) e espalhei todas no chão da sala.

E foi aí que a ficha caiu:

* Eu tinha uma quantidade enorme de iscas;

* Eu tinha iscas compradas há mais de três anos, ainda na embalagem;

* Eu tinha isca em formato de besouro, de cigarra, de libélula, de minhoca… e nem cheguei a usar;

* Eu tinha iscas repetidas, de mesma marca, cor e tamanho;

* Eu tinha isca que nem lembrava de ter comprado (e nem sei porque comprei… :assobiando:);

Nossa! Como eu fiquei tão consumista? :heh:

Refletindo sobre isso, consegui recordar com muito prazer da época em que eu tinha duas iscas artificiais: um Popper da Rebel e uma Long-A 16 (meia-água) da Bomber. E naquela época, elas bastavam. Eu usava em rio, usava no mar, usava no mangue, na lagoa… e sempre tive bons resultados.

Não é minha intenção que ninguém se culpe, ou que se considere consumista. Não é isso. Também não pretendo gerar nenhuma polêmica. Longe disso. Eu concordo que é indescritível a sensação de adquirir iscas novas, testá-las e capturar peixes com ela. O encanto delas sobre nós pescadores é inexplicável.

Por isso quis compartilhar esse momento de reflexão com vocês. Tirem um tempinho pra relembrarem das primeiras conquistas, os primeiros trabalhos, as primeiras ações, e porque não as primeiras cabeleiras… kkk.

Minha pioneira, a Long-A, está comigo até hoje. Toda descascada e cheia de marcas. Com ela peguei meu primeiro dourado (1,6 kg)

Inclusive deixo aqui minha sugestão: Quem aí lembra qual foi sua primeira isca e qual o primeiro peixe pegou com ela?

Abraços a todos.

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Minha primeira isca artificial remonta o ano de 1985, quando ganhei da mãe do meu melhor amigo da juventude, um kit com 2 spinners Blue Fox , uma cor azul e outra vermelha, de pequeno tamanho, com garatéias bastante pequenas e frágeis que ficaram na boca de trairões em Juquiá num sítio com lago que visitei. Como na época não tinha dinheiro pra ter material (molinete e vara), foram devidamente arremessadas com uma boia de madeira com linhada enrolada numa lata de guaraná. Não sabia o que era líder e muito menos a força das traíras com mais de 1kg na linhada. Enfim....duas brigas, duas alegrias e resultaram e um longo período sem iscas artificiais (kkkkk comprei outras só em 1989 quando comecei a trabalhar aos 17 anos kkkkkkk, na época aquelas que eram feitas pelo Faria, de madeira).

Abs.....e que saudades disto tudo kkkkkk

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

A minha resposta para as três primeiras perguntas é: não, não e não, de resto serviu como uma luva!:joia::first:

  • Like 1
  • Haha 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Para mim, sim, não e não. Eu fiz minha primeira isca artificial. E cheguei a pegar um peixe com ela, kkkk. Um carapauzinho zoiúdo no Rio Itanhaém, quase debaixo da ponte. Também comecei sem grana, com material furreta e adaptado. A diferença é que eu pescava 99% mais que hoje. :triste:

  • Thanks 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Tanikawa disse:

Minha primeira isca artificial remonta o ano de 1985, quando ganhei da mãe do meu melhor amigo da juventude, um kit com 2 spinners Blue Fox , uma cor azul e outra vermelha, de pequeno tamanho, com garatéias bastante pequenas e frágeis que ficaram na boca de trairões em Juquiá num sítio com lago que visitei. Como na época não tinha dinheiro pra ter material (molinete e vara), foram devidamente arremessadas com uma boia de madeira com linhada enrolada numa lata de guaraná. Não sabia o que era líder e muito menos a força das traíras com mais de 1kg na linhada. Enfim....duas brigas, duas alegrias e resultaram e um longo período sem iscas artificiais (kkkkk comprei outras só em 1989 quando comecei a trabalhar aos 17 anos kkkkkkk, na época aquelas que eram feitas pelo Faria, de madeira).

Abs.....e que saudades disto tudo kkkkkk

Kkkkk. Acho que é o único outro aqui que conheceu o Faria. Ele tinha uma loja na Jabaquara, acho que de móveis.

Editado por Mauricio.
  • Haha 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não me recordo da primeira, visto que não entendia p nenhuma de pescaria, logo não está na caixa rs. Mas seu post foi bom para lembrar algumas que marcaram capturas e um tempo atrás onde eu vivia na beira do rio. Das que tenho mais boas recordações, tenho duas ainda comigo e uma que se foi num bom combate com um azulão que levou a melhor. A primeira é a minha primeira Zig Zarinha. Branca da cabeça verde, como pegou peixe. Era o terror dos amarelinhos e das traíras, principalmente. Outra que me recordo e ainda tenho: meu primeiro Curisco 60, cor osso. Hoje ele se resume a riscos de todos os ângulos possíveis, assim como a Zig Zarinha. E a terceira e que fiquei só na saudade, minha primeira Bonnie 85. Num dia nublado, num ponto em frente ao rancho onde descíamos o barco, ao pé de uma cerca que era sempre o "aquecimento" pois sempre tinha alguma coisa pra começar o dia, dei um arremesso sem grandes pretensões e quando me dei conta só vi as ondas vindo atrás. Uns três botes pequenos, fracos, até a porrada insana. Um tucunaré enorme, talvez um dos maiores que já fisguei. Não deu nem tempo de reagir direito, foi porrada, arrancada e tomada de linha violenta. Briguei, o vinha trazendo até a margem tudo conforme manda o protocolo e do nada ele só virou a cara pro fundo como quem dissesse adeus e levou tudo embora. A Bonnie vinha fazendo estrago até então, mas aquele dia não era o dia dela haha

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Era o dia dela sim, o dia dela ir embora! Tchau-tchau!:rolleyes:

  • Haha 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Mauricio. disse:

Kkkkk. Acho que é o único outro aqui que conheceu o Faria. Ele tinha uma loja na Jabaquara, acho que de móveis.

Ele era uma lenda, né Maurício. Contam os mais antigos que ele pescava Bass com aranha de brinquedo e outros bichos de plástico dada a falta de opções na época. Ter visto e escutado este e outros mestres ajudou a criar minha vida de pescador. Iscas grosseiras de madeira, com acabamento simples, mas numa época em que Bertioga, Iguape e Cananéia eram simplesmente oasis de peixes de qualidade. Suas iscas, com nomes interessantes como a PABOSTA estavam presentes em minha caixa de pesca. Perdi tudo em enrosco e boca de peixe.

Hoje a pegada é outra, a oferta é outra e realmente ele nasceu e pescou na época ideal pro estilo dele.

Aquela época, quem tinha rapalas, rebels, mirrorlures e outras preciosidades importadas era Rico né kkkkkkkk

Grande abraço!

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
19 horas atrás, Tanikawa disse:

Abs.....e que saudades disto tudo kkkkkk

É exatamente dessa reação que eu tava falando! Muito bacana seu relato...

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
17 horas atrás, Mauricio. disse:

Para mim, sim, não e não. Eu fiz minha primeira isca artificial. E cheguei a pegar um peixe com ela, kkkk. Um carapauzinho zoiúdo no Rio Itanhaém, quase debaixo da ponte. Também comecei sem grana, com material furreta e adaptado. A diferença é que eu pescava 99% mais que hoje. :triste:

Nossa @Mauricio. agora que você falou eu me toquei: Realmente, eu também pescava muito mais no início...

  • Like 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
15 horas atrás, Rodolfo Amaro disse:

Não me recordo da primeira, visto que não entendia p nenhuma de pescaria, logo não está na caixa rs. Mas seu post foi bom para lembrar algumas que marcaram capturas e um tempo atrás onde eu vivia na beira do rio. Das que tenho mais boas recordações, tenho duas ainda comigo e uma que se foi num bom combate com um azulão que levou a melhor. A primeira é a minha primeira Zig Zarinha. Branca da cabeça verde, como pegou peixe. Era o terror dos amarelinhos e das traíras, principalmente. Outra que me recordo e ainda tenho: meu primeiro Curisco 60, cor osso. Hoje ele se resume a riscos de todos os ângulos possíveis, assim como a Zig Zarinha. E a terceira e que fiquei só na saudade, minha primeira Bonnie 85. Num dia nublado, num ponto em frente ao rancho onde descíamos o barco, ao pé de uma cerca que era sempre o "aquecimento" pois sempre tinha alguma coisa pra começar o dia, dei um arremesso sem grandes pretensões e quando me dei conta só vi as ondas vindo atrás. Uns três botes pequenos, fracos, até a porrada insana. Um tucunaré enorme, talvez um dos maiores que já fisguei. Não deu nem tempo de reagir direito, foi porrada, arrancada e tomada de linha violenta. Briguei, o vinha trazendo até a margem tudo conforme manda o protocolo e do nada ele só virou a cara pro fundo como quem dissesse adeus e levou tudo embora. A Bonnie vinha fazendo estrago até então, mas aquele dia não era o dia dela haha

Nossa eu entendo como é perder uma isca que é o nosso "xodó"... A minha queridinha (que também se foi... :triste:) era um plug da Rapala, amarelo-limão com dorso rosa... A bichinha nunca caiu na água sem tirar algum incauto! Acabou seus dias nas mandíbulas de um dourado...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
15 horas atrás, Rodolfo Amaro disse:

Não me recordo da primeira, visto que não entendia p nenhuma de pescaria, logo não está na caixa rs. Mas seu post foi bom para lembrar algumas que marcaram capturas e um tempo atrás onde eu vivia na beira do rio. Das que tenho mais boas recordações, tenho duas ainda comigo e uma que se foi num bom combate com um azulão que levou a melhor. A primeira é a minha primeira Zig Zarinha. Branca da cabeça verde, como pegou peixe. Era o terror dos amarelinhos e das traíras, principalmente. Outra que me recordo e ainda tenho: meu primeiro Curisco 60, cor osso. Hoje ele se resume a riscos de todos os ângulos possíveis, assim como a Zig Zarinha. E a terceira e que fiquei só na saudade, minha primeira Bonnie 85. Num dia nublado, num ponto em frente ao rancho onde descíamos o barco, ao pé de uma cerca que era sempre o "aquecimento" pois sempre tinha alguma coisa pra começar o dia, dei um arremesso sem grandes pretensões e quando me dei conta só vi as ondas vindo atrás. Uns três botes pequenos, fracos, até a porrada insana. Um tucunaré enorme, talvez um dos maiores que já fisguei. Não deu nem tempo de reagir direito, foi porrada, arrancada e tomada de linha violenta. Briguei, o vinha trazendo até a margem tudo conforme manda o protocolo e do nada ele só virou a cara pro fundo como quem dissesse adeus e levou tudo embora. A Bonnie vinha fazendo estrago até então, mas aquele dia não era o dia dela haha

Nossa eu entendo como é perder uma isca que é o nosso "xodó"... A minha queridinha (que também se foi... :triste:) era um plug da Rapala, amarelo-limão com dorso rosa... A bichinha nunca caiu na água sem tirar algum incauto! Acabou seus dias nas mandíbulas de um dourado...

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
15 horas atrás, Saverio disse:

Era o dia dela sim, o dia dela ir embora! Tchau-tchau!:rolleyes:

Maldade... kkk 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 1 month later...
  • 2 weeks later...
Em 22/11/2011 at 07:12, Cristiano Itapema disse:

 

E ai cara

ta na hora de botar esse caiaque pra funcionar!!

vamos marcar essa pescaria espero que em breve

vamos procurar um dia que fique bom para todos

Já abro aqui sugestões de melhores dias vamos fazer agora em dezembro ou esperar pela virada de ano e marcamos para janeiro?

 

Abraço

Em 16/01/2020 at 14:55, Mauricio. disse:

Para mim, sim, não e não. Eu fiz minha primeira isca artificial. E cheguei a pegar um peixe com ela, kkkk. Um carapauzinho zoiúdo no Rio Itanhaém, quase debaixo da ponte. Também comecei sem grana, com material furreta e adaptado. A diferença é que eu pescava 99% mais que hoje. :triste:

Minha resposta é sim,sim,não!!!

As duas primeiras foram inna 60 da  marine sports

E bacalhau 80 da Albatroz

A primeira rendeu uma traira de bom tamanho, a segunda um espada de 1 metro

Ainda tenho as duas, bem surradas,mas firme e pronta pra batalha

Comecei relativamente tarde a usar iscas artificiais, não dava um pirulito por elas, as vezes ganhava algumas de amigos, agradecia,guardava na caixa, e ali ficava por anos, até q eu dava de presente pra outros amigos...

Eu tinha um preconceito enorme contra iscas artificiais, olhava pra elas nas lojas, e dizia mentalmente: " Tai aí uma coisa pra engana bobo!"

Spinners,então eu tinha uma especial ojeriza, não acreditava e ninguém me fazia acreditar q aquilo pegava peixe....

De 15 anos pra cá tudo mudou!!

Depois da insistência de amigos devotados e pacientes, me rendi por completo a elas!!

Spinners hj,são joias na minha caixa!!!

Tenho varios modelos e cores, spinners bait, etc

Os plugs e sticks estão lá também, em grande número.....

Além dos jigs e shads....

E realmente é um prazer a parte comprar iscas!!!( e outros materiais correlatos também)

Atualmente , tenho me dedicado a ultralight, nas saicangas e jacundas, dos rios de serra da minha região, e adoro o passatempo.o problema é tempo , como o colega disse "pescava 99% mais do q hj

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 7 months later...

Quando era moleke, já era fascinado por pesca com isca artificial, lembro que meu cunhado (quem me ensinou a pescar) tinha algumas na caixa porém não usava.

A uns 5 anos atrás marcamos uma pescaria em tapiratiba-Sp,  eu nem sabia o que iria pescar, mesmo assim corri na loja de pesca e comprei 2 iscas, uma meia agua e uma superficie (stick).

Não tinha conhecimento algum sobre trabalho e etc, pra mim era só arremessar e recolher.

Fomos em um lago conhecido como usina velha em Caconde-SP e já desci do carro doido pra arremessar, depois de alguns arremessos vi um peixinho amarelo seguindo a isca e quando bateu eu fisguei forte (acostumado a pesca de pesqueiro) e o peixe saiu da agua, bateu no meu peito e caiu no chão, coração disparado, aquele tucunaré de 20 cm pulando no chão, depois consegui pegar mais um, provavelmente era o casal.

Estavamos em 5 pescadores, todos tinha falado que eu não pegaria nada, 5 minutos depois que peguei o primeiro peixe, todos estava pescando com artificial kkkk

Acho que jamais vou esquecer deste dia.

  • Like 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
31 minutos atrás, Gomes.ad disse:

Quando era moleke, já era fascinado por pesca com isca artificial, lembro que meu cunhado (quem me ensinou a pescar) tinha algumas na caixa porém não usava.

A uns 5 anos atrás marcamos uma pescaria em tapiratiba-Sp,  eu nem sabia o que iria pescar, mesmo assim corri na loja de pesca e comprei 2 iscas, uma meia agua e uma superficie (stick).

Não tinha conhecimento algum sobre trabalho e etc, pra mim era só arremessar e recolher.

Fomos em um lago conhecido como usina velha em Caconde-SP e já desci do carro doido pra arremessar, depois de alguns arremessos vi um peixinho amarelo seguindo a isca e quando bateu eu fisguei forte (acostumado a pesca de pesqueiro) e o peixe saiu da agua, bateu no meu peito e caiu no chão, coração disparado, aquele tucunaré de 20 cm pulando no chão, depois consegui pegar mais um, provavelmente era o casal.

Estavamos em 5 pescadores, todos tinha falado que eu não pegaria nada, 5 minutos depois que peguei o primeiro peixe, todos estava pescando com artificial kkkk

Acho que jamais vou esquecer deste dia.

Legal, Grande André! Um dia para não esquecer, mesmo! :bs-aplauder:

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 weeks later...
Em 05/03/2020 at 17:23, Corveta disse:

 

E realmente é um prazer a parte comprar iscas!!!( e outros materiais correlatos também)

 

 

Depois que furei o dedo com a garateia enferrujada da minha "fatal"  alguma coisa mudou em mim kkkkk peguei essa 'doença' deliciosa.

Tinha o mesmo pensamento,  esses plásticos são para bobos só enganam.  

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tinha um ex chefe meu que, brincando, falava que tinha que processar quem pescava com iscas artificiais por propaganda enganosa!

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

www.petsEXPERT.pt
×
×
  • Criar Novo...